Investir na conta banc√°ria emocional do seu filho

Investir na conta banc√°ria emocional do seu filho

Investir na conta banc√°ria emocional do seu filho

UMA um pequeno gesto de bondade pode ser um dep√≥sito na “conta banc√°ria emocional do seu filho”. O autor Stephen Covey detalhou a import√Ęncia desse conceito em seu livro cl√°ssico, Os 7 h√°bitos de fam√≠lias altamente eficazes. √Č semelhante a uma conta financeira, mas n√£o √© t√£o f√°cil determinar o saldo quanto uma conta banc√°ria.

O que é uma conta bancária emocional? Com os EBAs, os pais geram depósitos individuais para cada criança. Depósitos devem ser feitos diariamente para cobrir eventuais saques e manter um saldo positivo. Se esgotados, os pais também pagam. Mas, em vez de dinheiro, o custo é a confiança e a felicidade de seus filhos, algo que pode prejudicá-los até a idade adulta.

Covey diz que os principais depósitos incluem entender o indivíduo, cuidar das pequenas coisas, manter compromissos, esclarecer expectativas, mostrar integridade pessoal e pedir desculpas sinceramente. Aprender a fazer depósitos emocionais diários estabelece cooperação, confiança, respeito e amor na família.

Entenda cada criança

Um dia, uma mãe e seu filho adolescente entraram no Abundant Life Counseling Center em Southfield para obter orientação da Dra. Sabrina Black, diretora clínica do centro. Black perguntou ao garoto sobre o que ele gostaria de falar.

‚ÄúToda vez que eu fazia uma pergunta, a m√£e respondia‚ÄĚ, lembra Black. “Essa crian√ßa n√£o tinha voz porque sua m√£e a pegou.”

Depois de conhecer o par separadamente, Black descobriu que o garoto se sentia sufocado por sua mãe, que estava violando a regra de Covey de entender o indivíduo. Ao perceber como estava afetando o filho, a mãe trabalhou pacientemente para ouvi-lo e escolheu palavras encorajadoras. Com o tempo, o relacionamento se fortaleceu.

Compreender uma pessoa leva a entender a√ß√Ķes. Black pede aos pais que d√™em aos filhos a oportunidade de explicar o que eles estavam pensando em uma situa√ß√£o.

“√Č bom que os pais saibam sobre seus filhos”, diz Joan Blount, que foi facilitadora do Centro Skillman para Crian√ßas em Detroit, que faz parte do Instituto Merrill-Palmer Skillman da Wayne State University.

Blount j√° trabalhou com uma m√£e e sua filha de 7 anos, que n√£o se davam bem. Os dois preencheram os gr√°ficos de personalidade e descobriram que tinham temperamentos opostos. Blount lembra que a m√£e disse: “N√£o me sinto melhor com ela, mas pelo menos sei o porqu√™”.

Se os pais trabalharem para entender o temperamento, a personalidade, as habilidades, os interesses e até os sonhos de cada criança, grandes depósitos poderão ser feitos no EBA da criança.

Pequenas coisas significam muito

√Č lisonjeiro para os filhos que os pais prestem aten√ß√£o √†s coisas importantes em seu mundo. “As crian√ßas s√£o muito sens√≠veis aos pais que prestam aten√ß√£o”, diz Blount, que observa que √© um sinal de carinho.

Os pais podem aprender sobre o que importa para os filhos simplesmente observando-os, acrescenta Blount. Por exemplo, um brinquedo colocado fora do caminho mostra falta de interesse. Se uma criança fala sobre algo repetidamente, significa que o assunto é importante para ela. Mas se um pai não prestar atenção, a mensagem poderá ser perdida.

Atender às pequenas coisas requer observar o que é importante para cada criança e reconhecendo isso. Covey que, além de ser o autor mais vendido e líder de aprimoramento pessoal, também é pai de nove filhos! diz em Os 7 hábitos de pessoas altamente eficazes que uma criança que se sinta entendida se torne mais ansiosa para cooperar com regras e responsabilidades.

Tornar as expectativas claras

Quando o pai de Black disse: “V√° limpar a cozinha”, ela sabia que isso significava mais do que colocar o prato sujo na pia.

‚ÄúPara meu pai, limpar a cozinha significava colocar comida em recipientes, panelas lavadas, mesa limpa, varrer e esfregar o ch√£o‚ÄĚ, lembra ela. As crian√ßas sabiam exatamente o que ele esperava com essas poucas palavras, porque ele teve tempo para explicar.

Se os pais n√£o explicam o resultado desejado, diz Black, as crian√ßas s√£o repreendidas por n√£o entenderem. Anotando exatamente o que √© esperado de cada crian√ßa e, em seguida, dando instru√ß√Ķes no n√≠vel da crian√ßa, os pais evitam a frustra√ß√£o. Por sua vez, os filhos entendem o que os pais querem.

Lisa Kudwa, m√£e de seis filhos em Davison, concorda. “Quando se trata de tarefas, temos gr√°ficos e as crian√ßas sabem o que precisam fazer todos os dias”, diz ela. Kudwa determinou consequ√™ncias apropriadas por n√£o cumprir. Os pais tamb√©m devem respeitar as regras para ganhar confian√ßa e respeito de seus filhos.

Faça como eu digo e como eu faço

Mostrar integridade pessoal, manter compromissos e pedir desculpas sinceramente, adiciona dep√≥sitos “totais” na conta emocional da crian√ßa. Todos os tr√™s se encaixam na categoria de “Fa√ßa o que eu digo e como fa√ßo”.

“Uma crian√ßa aprender√° a confiar que voc√™ far√° o que diz quando for consistente”, diz Black. As crian√ßas observam os pais e registram constantemente suas palavras e a√ß√Ķes em seus bancos de dados mentais.

Quando você se vê agindo de maneira contrária às suas próprias regras, é importante pedir desculpas.

“As crian√ßas precisam saber que voc√™ √© fr√°gil e pode estar errado”, diz Black. Ela n√£o acredita que os pais devam confessar todas as suas falhas aos filhos, mas diz que √© fundamental reconhecer erros, pedir perd√£o e abandonar a quest√£o.

“Uma de nossas principais fun√ß√Ķes √© a de um modelo”, acrescenta Blount. Se os pais adotarem boas maneiras, seus filhos dir√£o “por favor” e “obrigado”. Se os pais mostrarem respeito, os filhos respeitar√£o de volta. Se os pais demonstrarem responsabilidade, bondade, gentileza, paci√™ncia e autocontrole, os filhos far√£o o mesmo.

Covey diz que os pais devem se comprometer a depositar pelo menos três vezes ao dia no EBA de cada criança. O resultado será um lar mais pacífico, amoroso e cooperativo. Nenhuma proteção a descoberto é necessária.

Esta publicação foi publicada originalmente em 2012 e foi atualizada para 2016?