contador gratuito Skip to content

Você é uma máquina de reação?

Pessoas espantadas tendem a ser f√°ceis de identificar. Eles t√™m uma alegria que parece n√£o exigir dados e n√£o √© diminu√≠da por evid√™ncias aparentes em contr√°rio. Eles olham para cima quando essa decis√£o parece contradit√≥ria. Eles buscam solu√ß√Ķes, buscam brilhantes, fan√°ticos por sonhos e dan√ßarinos desafiadores. O mundo nunca tem o suficiente dessas pessoas.~ John Pavlovitz em Hope e outras superpot√™ncias (p. 166)

Fofa: Quando somos m√°quinas de rea√ß√£o, manifestando nossos medos, negamos a n√≥s mesmos informa√ß√Ķes importantes que podem ser enormemente ben√©ficas em termos do objetivo mais amplo de nosso relacionamento. Casais bem-sucedidos aprenderam a fornecer os meios mais h√°beis de curiosidade, rever√™ncia e abertura para lidar com amea√ßas. N√£o importa qual seja o problema, eles se esfor√ßam para ser respeitosos ao expressar diferen√ßas. Por sua vulnerabilidade e por n√£o serem defensivos, eles aprendem com as li√ß√Ķes contidas em cada situa√ß√£o. Esse modo de ser permite que eles fiquem abertos quando as coisas esquentam. Ao permanecer aberto, voc√™ v√™ abaixo da superf√≠cie da reatividade a realidade mais profunda subjacente a essas emo√ß√Ķes.

Se nunca alcan√ßamos esse n√≠vel de sentimento, n√£o podemos aprender com a nossa experi√™ncia. Se n√£o aprendermos com nossa experi√™ncia, estaremos fadados a ciclos intermin√°veis ‚Äč‚Äčde padr√Ķes repetitivos, independentemente de com quem estamos relacionados. Os casais bem-sucedidos sabem que, quando se aprofundam, √© menos prov√°vel que sejam seduzidos pela id√©ia de que seriam mais felizes e acham a vida mais f√°cil se estivessem com outra pessoa. Esse entendimento fortalece seu compromisso m√ļtuo.

Eles passam a entender que o problema n√£o √© a outra pessoa. Ele ou ela est√° simplesmente ativando os gatilhos emocionais que indicam a necessidade de cura. Quando estamos no modo de m√°quina de rea√ß√£o, tentamos desacredit√°-los ou silenci√°-los. √Č equivalente a atirar no mensageiro que traz m√°s not√≠cias. Tentar apaziguar o mensageiro dizendo a ele o que achamos que ele quer ouvir tamb√©m n√£o vai mudar as coisas. O desafio √© tornar-se curioso e aprender a ouvir de forma aberta e n√£o defensiva.

Quando come√ßamos a prestar aten√ß√£o √† maneira como lidamos com as diferen√ßas, come√ßamos a entender a distin√ß√£o entre conversas produtivas e argumentos que tendem a se concentrar em culpar um ao outro e nos deixar magoados e com raiva. Conversas focadas em entender um ao outro nos deixam mais pr√≥ximos e mais confiantes. Lidar com a raiva com habilidade √© necess√°rio para um relacionamento saud√°vel. Para ser completo e livre, √© preciso estar em contato com toda a gama de emo√ß√Ķes. O processo de suprimir a raiva absorve grande parte de nosso poder pessoal.

√Č um mundo completamente diferente para se viver quando nos comprometemos com a aprendizagem ao longo da vida, que √© um dos aspectos mais importantes de uma vida feliz. √Ä medida que deliberadamente continuamos aprendendo ao longo de nossas vidas, aumentamos nossa inclus√£o. Quando percebemos que ficamos com nossas mesmas atividades antigas, as mesmas id√©ias antigas, notamos que nossa vida se torna estreita e chata. Percebendo o que estamos perdendo, come√ßamos a transi√ß√£o de uma m√°quina de rea√ß√£o para um ser humano aberto. Quando nos expomos a id√©ias diferentes das nossas, esse processo abre nossas mentes.

Até a ciência mostra como o cérebro é tão plástico que os estímulos permitem novos caminhos neurais. Quando nos comprometemos a desafiar nossas crenças e premissas, aprendemos e crescemos. Quando temos estímulo mental regular de pessoas que pensam de maneira diferente, expandimos nossa compreensão. Vivemos com mais riscos e podemos descobrir que estamos convidando estranhos completos em um restaurante para sentar e conversar conosco. Quando confiamos que, enquanto continuarmos fazendo essas coisas, nossas vidas continuarão sendo interessantes. Não somos mais máquinas de reação, vítimas indefesas de nosso condicionamento, começamos a viver uma vida de liberdade e nossos relacionamentos começam a florescer. Em que mundo você escolhe viver?

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Damos 3 livros eletr√īnicos de forma totalmente gratuita. Para receb√™-los, basta clicar aqui. Voc√™ tamb√©m receber√° nossa newsletter mensal.

Siga-nos no Facebook e n√£o perca nossas apresenta√ß√Ķes do Facebook Live todas as quintas-feiras √†s 13:30. PST.

. (tagsToTranslate) zangado (t) namorada (t) marido (t) amor (t) máquina (t) casamento (t) negativo (t) sociedade (t) reação positiva (t) (t) reação (t) ritual (t) auto-crescimento ( t) auto-realização (t) auto-reflexão (t) auto-ajuda (t) entendimento (t) votos (t) esposa (t) você me faz sentir