Um manual para superar os nove meses de gravidez

Um manual para superar os nove meses de gravidez

Imagem: Shutterstock

A gravidez é uma montanha-russa! É uma jornada de imensa antecipação misturada com nervosismo. Cada dia traz uma nova onda de maravilha de alegria, onde ele especula sobre quem será o pequeno ser humano que cresce em seu ventre. Embora existam algumas coisas que uma mãe grávida deve ter em mente durante a gravidez, estávamos aqui para destacar as melhores dicas para cada um dos nove meses. Aqui está o seu próprio manual para conquistar os nove meses de seu mandato!

Mês 1: O começo

Mês 1 O começo

Imagem: Shutterstock

Uma mulher precisa ajustar sua dieta à nova situação e fazer grandes mudanças em seu estilo de vida para lidar com a gravidez. Você deve observar o que come e garantir que você consiga fibras, vitaminas e minerais suficientes ao comer legumes e frutas. Ela não pode ser negligenciada a manter-se hidratada e não se distrair com a frequência que se cansa e fica enjoada (1). Sua família também deve mantê-la feliz.

Mês 2: Definitivamente diferente

Mês 2 Definitivamente diferente

Imagem: Shutterstock

A vertigem e a exaustão continuam a incomodá-la, mas o que deve confortá-la é saber que isso é um sinal de que o bebê está crescendo dentro dela. Tanto o corpo quanto a mente precisam descansar. Você deve comer a tempo e não aumentar o estresse sentindo-se tenso.

Mês 3: inundado de sentimentos

Mês 3 inundado de sentimentos

Imagem: Shutterstock

Os exames regulares com os médicos garantirão que o crescimento do bebê seja normal e que o corpo da futura mãe não seja afetado pela gravidez. Os médicos verificarão a pressão arterial, o peso e a saúde geral da mãe para garantir que ela complete seu primeiro trimestre com segurança (2).

Mês 4: mudanças óbvias

Mês 4 Mudanças óbvias

Imagem: Shutterstock

Os suplementos vitamínicos devem fazer parte da dieta, assim como as roupas de maternidade encontrariam um caminho para o armário. O yoga também deve se tornar parte da rotina diária (3). Além disso, este é o mês em que uma futura mãe deve aplicar óleo ou creme hidratante na pele para evitar estrias.

Mês 5: desejos inesperados

Mês 5 Desejos inesperados

Imagem: Shutterstock

À medida que o bebê cresce, a mãe expectante deve ajustar sua postura para que seus músculos das costas sofram um esforço mínimo. Ela não pode levantar coisas pesadas ou trabalhar constantemente sem descanso adequado. Os médicos recomendam alimentos ricos em fibras que você deve comer, como nozes, grãos integrais, frutas e legumes.

Mês 6: meditação para irritantes menores

Meditação de 6 meses para irritantes menores

Imagem: Shutterstock

Nesta fase, irritantes menores, como coceira no abdômen e constipação, devem ser tratados. Ajuda a hidratar as coceiras e a comer alimentos saudáveis ​​em intervalos regulares. Outra prática que ajuda a lidar com o aumento do estresse físico e mental é a meditação.

Mês 7: Suplemento Com Ferro

Mês 7 suplemento com ferro

Imagem: Shutterstock

Suplementos de ferro são prescritos a partir deste mês. Além disso, o tamanho do inchaço do bebê dificulta o sono confortável de uma mulher; portanto, ela precisa encontrar uma postura adequada para dormir e relaxar. Se isso não for feito, a falta de sono e as alterações hormonais causarão desagradáveis ​​mudanças de humor. Uma mãe expectante também pode sofrer pequenas contrações que são comumente conhecidas como dor falsa neste mês.

Mês 8: um passo atrás

Mês 8 recuando

Imagem: Shutterstock

Este é o momento em que a gestante se afasta dos aspectos estressantes de sua rotina e reafirma todas as escolhas de estilo de vida feitas durante a gravidez, comendo e descansando bem. Manter contato com uma rede de amigos e familiares que podem oferecer ajuda e apoio é muito importante.

Mês 9: Quase lá

Mês 9 Quase lá

Imagem: Shutterstock

A mãe está carregando o peso do bebê agora e é difícil para ela deitar ou dormir. As mulheres nesta fase devem ser fisicamente ativas e descansar em intervalos apropriados. As visitas ao médico podem aumentar, uma vez que a futura mãe deve estar totalmente ciente do que está acontecendo dentro de seu corpo. Manter-se positivo é importante para enfrentar os desafios impostos pelos meses difíceis antes da entrega.

Em conclusão, basta lembrar que esse é um processo natural pelo qual o embrião se torna um bebê. Os níveis de estresse que uma futura mãe suporta podem variar de uma mulher para outra, dependendo de vários fatores, como idade, saúde geral e meio ambiente. No entanto, ao final desses nove meses, uma mulher testemunha um milagre que faz tudo valer a pena: o nascimento de seu bebê.

Os comentários são moderados pela equipe editorial da MomJunction para remover qualquer comentário pessoal, abusivo, promocional, provocador ou irrelevante. Também podemos remover hiperlinks nos comentários.