contador gratuito Skip to content

TDAH Parenting Tips

TDAH Parenting Tips

Aprenda o que você pode fazer para gerenciar o comportamento do seu filho e lidar com os desafios comuns do TDAH.

Como ajudar seu filho com TDAH

A vida com uma criança ou adolescente com transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH ou DDA) pode ser frustrante e até esmagadora. Mas como pai ou mãe, você pode ajudar seu filho a superar os desafios diários, canalizar sua energia para arenas positivas e trazer mais calma à sua família. E quanto mais cedo e com mais consistência você resolver os problemas de seu filho, maior será a chance de ele ter sucesso na vida.

Crianças com TDAH geralmente apresentam déficits função executiva: a capacidade de pensar e planejar com antecedência, organizar, controlar impulsos e concluir tarefas. Isso significa que você precisa assumir o cargo de executivo, fornecendo orientação extra enquanto seu filho gradualmente adquire suas próprias habilidades de executivo.

Embora os sintomas do TDAH não sejam nada exasperantes, é importante lembrar que a criança que está ignorando, irritando ou envergonhando você não está agindo voluntariamente. Crianças com TDAH querem sentar-se em silêncio; eles querem fazer seus quartos arrumados e organizados; eles querem fazer tudo o que seus pais mandam, mas não sabem como fazer essas coisas acontecerem.

Se você tiver em mente que ter TDAH é igualmente frustrante para o seu filho, será muito mais fácil responder de maneira positiva e solidária. Com paciência, compaixão e bastante apoio, você pode gerenciar o TDAH na infância enquanto desfruta de um lar estável e feliz.

TDAH e sua família

Antes que você possa ter um filho com TDAH, é essencial entender o impacto dos sintomas do seu filho na família como um todo. As crianças com TDAH apresentam uma série de comportamentos que podem atrapalhar a vida familiar. Eles geralmente não “ouvem” as instruções dos pais, portanto não os obedecem. Eles são desorganizados e facilmente distraídos, mantendo outros membros da família esperando. Ou eles iniciam projetos e esquecem-se de terminar a limpeza sozinho depois deles. As crianças com problemas de impulsividade geralmente interrompem as conversas, exigem atenção em momentos inadequados e falam antes de pensar, dizendo coisas sem tato ou embaraçosas. Muitas vezes é difícil levá-los para a cama e dormir. Crianças hiperativas podem rasgar a casa ou até colocar-se em perigo físico.

Devido a esses comportamentos, os irmãos de crianças com TDAH enfrentam uma série de desafios. Suas necessidades costumam receber menos atenção do que as da criança com TDAH. Eles podem ser repreendidos com mais severidade quando erram e seus sucessos podem ser menos comemorados ou tomados como garantidos. Eles podem ser alistados como pais assistentes e culpados se o irmão com TDAH se comportar mal sob sua supervisão. Como resultado, os irmãos podem encontrar seu amor por um irmão ou irmã com TDAH misturado com ciúme e ressentimento.

As demandas de monitorar uma criança com TDAH podem ser física e mentalmente exaustivas. A incapacidade do seu filho de “escutar” pode levar à frustração e essa frustração é provocada pela raiva de sentir raiva de seu filho. O comportamento do seu filho pode deixá-lo ansioso e estressado. Se houver uma diferença básica entre sua personalidade e a de seu filho com TDAH, o comportamento deles pode ser especialmente difícil de aceitar.

Para enfrentar os desafios de criar um filho com TDAH, você deve ser capaz de dominar uma combinação de compaixão e consistência. Viver em uma casa que oferece amor e estrutura é a melhor coisa para uma criança ou adolescente que está aprendendo a lidar com o TDAH.

Dica para os pais com TDAH 1: Mantenha-se positivo e saudável

Como pai, você prepara o terreno para a saúde emocional e física do seu filho. Você tem controle sobre muitos dos fatores que podem influenciar positivamente os sintomas do distúrbio do seu filho.

Mantenha uma atitude positiva. Seus melhores ativos para ajudar seu filho a enfrentar os desafios do TDAH são sua atitude positiva e bom senso. Quando você está calmo e concentrado, é mais provável que consiga se conectar com seu filho, ajudando-o a ficar calmo e concentrado também.

Manter as coisas em perspectiva. Lembre-se de que o comportamento do seu filho está relacionado a um distúrbio. Na maioria das vezes, não é intencional. Mantenha seu senso de humor. O que é embaraçoso hoje pode ser uma história de família engraçada daqui a dez anos.

Não se preocupe com as pequenas coisas e esteja disposto a fazer alguns compromissos. Uma tarefa deixada por fazer não é importante quando seu filho completou outras duas, além da lição de casa do dia. Se você é um perfeccionista, não apenas ficará constantemente insatisfeito, como também criará expectativas impossíveis para o seu filho com TDAH.

Acredite no seu filho. Pense ou faça uma lista escrita de tudo que é positivo, valioso e único sobre seu filho. Confie em que seu filho pode aprender, mudar, amadurecer e ter sucesso. Reafirme essa confiança diariamente enquanto escova os dentes ou faz o café.

Autocuidados

Como modelo do seu filho e a fonte de força mais importante, é vital que você viva uma vida saudável. Se você estiver cansado demais ou simplesmente ficar sem paciência, corre o risco de perder de vista a estrutura e o apoio que você montou com tanto cuidado para seu filho com TDAH.

Procure apoio. Uma das coisas mais importantes a serem lembradas na educação de uma criança com TDAH é que você não precisa fazer isso sozinho. Converse com médicos, terapeutas e professores de seu filho. Participe de um grupo de apoio organizado para pais de crianças com TDAH. Esses grupos oferecem um fórum para dar e receber conselhos e fornecem um local seguro para expressar sentimentos e compartilhar experiências.

Faça pausas. Amigos e familiares podem ser maravilhosos ao oferecer babá, mas você pode se sentir culpado por deixar seu filho ou deixar o voluntário com uma criança com TDAH. Da próxima vez, aceite a oferta e discuta honestamente a melhor maneira de lidar com seu filho.

Se cuida. Coma bem, exercite-se e encontre maneiras de reduzir o estresse, seja tomando um banho noturno ou praticando meditação matinal. Se você ficar doente, reconheça e peça ajuda.

Dica 2: estabeleça a estrutura e atenha-se a ela

As crianças com TDAH são mais propensas a concluir tarefas quando ocorrem em padrões previsíveis e em locais previsíveis. Seu trabalho é criar e sustentar estrutura em sua casa, para que seu filho saiba o que esperar e o que deve fazer.

Dicas para ajudar seu filho com TDAH a manter o foco e a organização:

Siga uma rotina. É importante definir um horário e um local para tudo, para ajudar a criança com TDAH a entender e atender às expectativas. Estabeleça rituais simples e previsíveis para refeições, trabalhos de casa, brincadeiras e cama. Faça seu filho estender as roupas para a manhã seguinte antes de ir para a cama e verifique se o que ele ou ela precisa levar para a escola está em um lugar especial, pronto para pegar.

Use relógios e cronômetros. Considere colocar relógios em toda a casa, com um grande no quarto do seu filho. Reserve tempo suficiente para o que seu filho precisa fazer, como fazer a lição de casa ou se preparar pela manhã. Use um cronômetro para tarefas de casa ou para períodos de transição, como terminar a brincadeira e se arrumar para dormir.

Simplifique a programação do seu filho. É bom evitar o tempo ocioso, mas uma criança com TDAH pode ficar mais distraída e “acabar” se houver muitas atividades depois da escola. Pode ser necessário fazer ajustes nos compromissos após a escola da criança com base nas habilidades individuais da criança e nas demandas de atividades específicas.

Crie um lugar tranquilo. Certifique-se de que seu filho tenha um espaço privado e tranquilo. Uma varanda ou um quarto funcionam bem, desde que não o mesmo lugar que a criança passa o tempo limite.

Faça o seu melhor para ser arrumado e organizado. Configure sua casa de maneira organizada. Verifique se o seu filho sabe que tudo tem o seu lugar. Lidere o exemplo com organização e organização, tanto quanto possível.

Evite problemas mantendo as crianças com TDAH ocupadas!

Para crianças com TDAH, o tempo ocioso pode exacerbar seus sintomas e criar um caos em sua casa. É importante manter uma criança com TDAH ocupada sem acumular tantas coisas que a criança fica sobrecarregada.

Inscreva seu filho em um esporte, aula de arte ou música. Em casa, organize atividades simples que preenchem o tempo do seu filho. Podem ser tarefas como ajudá-lo a cozinhar, jogar um jogo de tabuleiro com um irmão ou desenhar uma figura. Tente não confiar demais na televisão ou no computador / videogame como preenchedor de tempo. Infelizmente, os jogos de TV e vídeo são de natureza cada vez mais violenta e podem apenas aumentar os sintomas de TDAH do seu filho.

Dica 3: Incentive o movimento e o sono

Crianças com TDAH geralmente têm energia para queimar. Esportes organizados e outras atividades físicas podem ajudá-los a gastar sua energia de maneiras saudáveis ​​e concentrar sua atenção em movimentos e habilidades específicos. Os benefícios da atividade física são infinitos: melhora a concentração, diminui a depressão e a ansiedade e promove o crescimento do cérebro. O mais importante para crianças com déficit de atenção, no entanto, é o fato de o exercício levar a um sono melhor, o que por sua vez também pode reduzir os sintomas do TDAH.

Encontre um esporte que seu filho goste e que se adapte às suas forças. Por exemplo, esportes como o softball, que envolvem muito tempo de inatividade, não são os mais adequados para crianças com problemas de atenção. Esportes individuais ou em equipe, como basquete e hóquei, que exigem movimento constante, são melhores opções. As crianças com TDAH também podem se beneficiar do treinamento em artes marciais (como o tae kwon do) ou yoga, que aprimoram o controle mental à medida que exercitam o corpo.

O sono insuficiente pode tornar qualquer pessoa menos atenta, mas pode ser altamente prejudicial para crianças com TDAH. Crianças com TDAH precisam dormir pelo menos tanto quanto seus colegas não afetados, mas tendem a não conseguir o que precisam. Seus problemas de atenção podem levar a superestimulação e dificuldade em adormecer. Uma hora de dormir consistente e precoce é a estratégia mais útil para combater esse problema, mas pode não ser completamente resolvida.

Ajude seu filho a descansar melhor, testando uma ou mais das seguintes estratégias:

Diminuir o tempo de televisão e aumente as atividades e os níveis de exercícios de seu filho durante o dia.

Eliminar cafeína da dieta do seu filho.

Crie um tempo de buffer para diminuir o nível de atividade por uma hora antes da hora de dormir. Encontre atividades mais silenciosas, como colorir, ler ou brincar em silêncio.

Passe dez minutos abraçando seu filho. Isso criará uma sensação de amor e segurança, além de proporcionar um tempo para se acalmar.

Use lavanda ou outros aromas no quarto do seu filho. O perfume pode ajudar a acalmar seu filho.

Use fitas de relaxamento como ruído de fundo para o seu filho quando adormecer. Existem muitas variedades disponíveis, incluindo sons da natureza e música relaxante. As crianças com TDAH costumam achar “ruído branco” calmante. Você pode criar ruído branco colocando um rádio em estática ou acionando um ventilador elétrico.

Os benefícios do “tempo verde” em crianças com transtorno de déficit de atenção

A pesquisa mostra que crianças com TDAH se beneficiam de passar um tempo na natureza. As crianças experimentam uma redução maior dos sintomas do TDAH quando brincam em um parque cheio de grama e árvores do que em um playground de concreto. Tome nota desta abordagem simples e promissora para gerenciar o TDAH. Mesmo nas cidades, a maioria das famílias tem acesso a parques e outros ambientes naturais. Junte-se aos seus filhos neste “tempo verde”, você também terá uma merecida lufada de ar fresco para si.

Dica 4: defina expectativas e regras claras

Crianças com TDAH precisam de regras consistentes que possam entender e seguir. Faça as regras de comportamento para a família simples e claras. Anote as regras e pendure-as em um local onde seu filho possa lê-las facilmente.

Crianças com TDAH respondem particularmente bem a sistemas organizados de recompensas e consequências. É importante explicar o que acontecerá quando as regras forem obedecidas e quando forem violadas. Por fim, atenha-se ao seu sistema: siga todas as vezes com uma recompensa ou uma consequência.

Ao estabelecer essas estruturas consistentes, lembre-se de que crianças com TDAH costumam receber críticas. Esteja atento ao bom comportamento e elogie-o. O elogio é especialmente importante para as crianças que têm TDAH, porque geralmente recebem muito pouco. Essas crianças recebem correção, remediação e reclamações sobre seu comportamento, mas pouco reforço positivo.

Um sorriso, comentário positivo ou outra recompensa sua pode melhorar a atenção, a concentração e o controle de impulso do seu filho com TDAH. Faça o seu melhor para se concentrar em elogiar positivamente o comportamento apropriado e a conclusão da tarefa, ao mesmo tempo em que dê o menor número possível de respostas negativas ao comportamento inadequado ou ao mau desempenho da tarefa. Recompense seu filho por pequenas conquistas que você pode dar como certa em outro filho.

Usando recompensas e consequências
Recompensas
  • Recompense seu filho com privilégios, elogios ou atividades, em vez de comida ou brinquedos.
  • Mude as recompensas com frequência. Crianças com TDAH ficam entediadas se a recompensa é sempre a mesma.
  • Faça um gráfico com pontos ou estrelas atribuídos por bom comportamento, para que seu filho tenha um lembrete visual de seus sucessos.
  • As recompensas imediatas funcionam melhor do que a promessa de uma recompensa futura, mas pequenas recompensas que levam a uma grande também podem funcionar.
  • Sempre siga com uma recompensa.
Consequências
  • As consequências devem ser explicadas com antecedência e ocorrer imediatamente após o seu filho se comportar mal.
  • Tente intervalos de tempo e a remoção de privilégios como conseqüências do mau comportamento.
  • Remova seu filho de situações e ambientes que desencadeiam comportamentos inapropriados.
  • Quando seu filho se comportar mal, pergunte o que ele ou ela poderia ter feito. Então peça ao seu filho que demonstre.
  • Sempre siga com uma conseqüência.

Dica 5: Ajude seu filho a comer direito

A dieta não é uma causa direta do distúrbio do déficit de atenção, mas a comida pode afetar e afeta o estado mental do seu filho, o que, por sua vez, parece afetar o comportamento. Monitorar e modificar o que, quando e quanto seu filho come pode ajudar a diminuir os sintomas do TDAH.

Todos as crianças se beneficiam de alimentos frescos, refeições regulares e ficar longe de junk food. Esses princípios são especialmente verdadeiros para crianças com TDAH, cuja impulsividade e distração podem levar a refeições perdidas, distúrbios na alimentação e excessos.

Crianças com TDAH são notórias por não comer regularmente. Sem a orientação dos pais, essas crianças podem não comer por horas e depois comer o que estiver por perto. O resultado desse padrão pode ser devastador para a saúde física e emocional da criança.

Evite hábitos alimentares não saudáveis, agendando refeições ou lanches nutritivos regulares para o seu filho com no máximo três horas de intervalo. Fisicamente, uma criança com TDAH precisa ingerir regularmente alimentos saudáveis; mentalmente, as refeições são um intervalo necessário e um ritmo programado para o dia.

  • Livre-se das comidas lixo em sua casa.
  • Coloque alimentos gordurosos e açucarados fora dos limites quando comer fora.
  • Desligue programas de televisão repletos de anúncios de junk food.
  • Dê ao seu filho um suplemento diário de vitaminas e minerais.

Dica 6: ensine seu filho a fazer amigos

Crianças com TDAH costumam ter dificuldade com interações sociais simples. Eles podem ter dificuldade em ler sugestões sociais, falar demais, interromper com frequência ou parecer agressivos ou “muito intensos”. Sua relativa imaturidade emocional pode fazer com que eles se destaquem entre as crianças de sua idade e os tornam alvos de brincadeiras hostis.

Não se esqueça, no entanto, de que muitas crianças com TDAH são excepcionalmente inteligentes e criativas e, eventualmente, descobrirão como se dar bem com outras pessoas e identificarão as pessoas que não são apropriadas como amigas. Além disso, traços de personalidade que podem exasperar pais e professores podem parecer engraçados e charmosos para os colegas.

Ajudando uma criança com TDAH a melhorar as habilidades sociais

É difícil para as crianças com TDAH aprenderem habilidades sociais e regras sociais. Você pode ajudar seu filho com TDAH a se tornar um ouvinte melhor, aprender a ler o rosto e a linguagem corporal das pessoas e interagir mais suavemente em grupos.

  • Fale gentilmente, mas honestamente, com seu filho sobre os desafios dele e como fazer mudanças.
  • Interprete vários cenários sociais com seu filho. Troque papéis com frequência e tente torná-lo divertido.
  • Tenha cuidado ao selecionar colegas de brincadeira para seu filho com habilidades físicas e de linguagem semelhantes.
  • Convide apenas um ou dois amigos de cada vez. Observe-os de perto enquanto eles jogam e tenha uma política de tolerância zero para bater, empurrar e gritar.
  • Arranje tempo e espaço para o seu filho brincar e recompense frequentemente bons comportamentos de brincar.

Autores: Melinda Smith, M.A. e Jeanne Segal, Ph.D. Última atualização: novembro de 2019.