Se eu soubesse que era o Ășltimo dia: uma carta da COVID-19 aos meus alunos

Se eu soubesse que era o Ășltimo dia: uma carta da COVID-19 aos meus alunos

fralda / Pexels

Queridos estudantes,

Se eu soubesse naquela sexta-feira de março que estava enviando vocĂȘ para um mundo novo, em vez de para uma prolongada primavera, eu teria passado meus Ășltimos 46 minutos pessoalmente com vocĂȘ de maneira muito diferente.

Em vez de reunir livros, colecionar rubricas e dar ansiosamente instruçÔes para o que eu pensava ser uma semana ou duas de ensino a distùncia, eu teria lhe contado isso.

VocĂȘ estĂĄ no ensino mĂ©dio, uma das etapas mais importantes da sua vida jovem, durante uma crise global que nem os adultos mais inteligentes conseguem entender completamente.

VocĂȘ foi para casa naquela sexta-feira de março, tonta e emocionada, para uma pausa muito necessĂĄria de suas vidas excessivamente ocupadas. EntĂŁo, em vez de uma pausa, vocĂȘ se viu com aquela vida familiar varrida como o velho truque de mĂĄgica em que a toalha de mesa Ă© retirada de debaixo da louça. Os principais itens do seu mundo permaneceram: sua famĂ­lia, sua casa, sua escola de capa vermelha emitiu o iPad, como os pratos ainda equilibrados sobre a mesa. Mas, como a toalha de mesa, uma grande camada de sua vida desapareceu.

VocĂȘ nĂŁo consegue se formar como todas as classes antes de vocĂȘ com o vestido, o terno, o bonĂ© e o aperto de mĂŁo. VocĂȘ nĂŁo consegue se orientar na escola, seu prĂłximo grande mundo. VocĂȘ nĂŁo pode ter sua temporada de esportes na primavera, festas com amigos ou um final desmedido de sua agenda monĂłtona, porĂ©m subestimada, da 8ÂȘ sĂ©rie.

VocĂȘ nem tem a segurança de saber para onde nosso mundo estĂĄ indo.

Se eu soubesse, naquela sexta-feira de março, que era a Ășltima vez que consegui ser seu professor pessoalmente, eu teria lhe contado isso.

Por mais que eu nĂŁo queira que vocĂȘ tenha que passar por esse perĂ­odo difĂ­cil, sei pelas suas idĂ©ias, escrita, empatia e humor que vocĂȘ farĂĄ parte da solução que nosso mundo precisa desesperadamente.

Sei que vocĂȘ vai ficar bem e ajudarĂĄ a melhorar as coisas, Ă  medida que for crescendo de maneira diferente de todas as aulas anteriores.

Eu sei que vocĂȘ tornarĂĄ a prĂłxima iteração do mundo melhor.

Se eu soubesse naquela sexta-feira de março, teria guardado as apostilas e os cadernos de que nĂŁo precisava e teria lembrado sua força e inteligĂȘncia, o que vocĂȘ precisarĂĄ.

E entĂŁo eu teria insistido que vocĂȘ usasse todo o seu tempo de escolha e fosse criança no seu velho mundo, uma Ășltima vez. Se eu soubesse.