contador gratuito Skip to content

Sarampo em bebês: causas, sintomas e tratamento

Sarampo em bebês

Imagem: Shutterstock

Tabela de conte√ļdo:

O sarampo causa algumas erup√ß√Ķes cut√Ęneas perturbadoras no corpo do beb√™. A infec√ß√£o viral √© altamente contagiosa e causa febre e resfriado. Infelizmente, n√£o existem medicamentos para a doen√ßa. Ent√£o, como voc√™ lida com o problema, o que poderia tranquilizar seu beb√™? MomJunction ajudar√° voc√™ com uma resposta a essa pergunta e tamb√©m discutir√° causas, sintomas e preven√ß√£o.

O que causa sarampo em bebês?

O sarampo √© uma infec√ß√£o viral que se espalha atrav√©s de secre√ß√Ķes respirat√≥rias expelidas por uma pessoa infectada por espirros ou tosse, ou pela saliva infectada. Sarampo, tamb√©m chamado rub√©ola√Č causado pelo v√≠rus do sarampo. A infec√ß√£o pode ser fatal, mas a ampla disponibilidade da vacina contra o sarampo ajuda a prevenir a doen√ßa. No entanto, o v√≠rus infecta cerca de 20 milh√Ķes de pessoas por ano (1), com alguns beb√™s em maior risco do que outros.

voltar

Bebês com risco aumentado de sarampo:

Os seguintes grupos de bebês têm maior risco de contrair o vírus (2):

Grupo de criançasDescrição
Bebês não vacinados Bebês que não têm imunidade induzida por vacina.
Beb√™s imunossuprimidos Pessoas com AIDS, c√Ęnceres como leucemia e doen√ßas como tuberculose.
Baixa imunidade Bebês desnutridos e com baixo peso; bebês com deficiência de vitamina A
Beb√™s que vivem em condi√ß√Ķes de lota√ß√£o Por exemplo, aqueles em creche
Bebês entre 6 e 12 meses. Os bebês nessa faixa etária são mais suscetíveis ao sarampo.

A taxa de mortalidade por sarampo é de 100.000 por ano para crianças menores de cinco anos (3). Portanto, é essencial estar alerta aos seus sintomas.

Quais são os sintomas do sarampo em bebês?

O vírus do sarampo tem um período de incubação de oito a 12 dias após o qual os sintomas aparecem (4). A seguir estão os sintomas em sua ordem de aparência:

  • Frio, dor de garganta e coriza. Eles s√£o os primeiros sintomas que aparecem no final do per√≠odo de incuba√ß√£o. Como esses sintomas s√£o semelhantes aos do resfriado comum, os pais n√£o t√™m como saber que √© sarampo. H√° um corrimento nasal constante, juntamente com uma tosse severa.
  • Conjuntivite, infec√ß√£o da camada mais externa do olho (conjuntiva), e febre moderada Existem outros sintomas O v√≠rus do sarampo infecta a camada, causando vermelhid√£o e inflama√ß√£o dos olhos e febre moderada.
  • Ap√≥s dois ou tr√™s dias dos primeiros sintomas, o beb√™ desenvolve erup√ß√Ķes cut√Ęneas de sarampo, Eles aparecem primeiro como bolhas opacas, mas logo se tornam grandes manchas de pequenas erup√ß√Ķes cut√Ęneas marrom-avermelhadas. As erup√ß√Ķes cut√Ęneas aparecem na testa e gradualmente se espalham para os bra√ßos, tronco, pernas e p√©s e, em alguns casos, at√© dentro da boca. Esses pequenos incha√ßos vermelhos s√£o chamados de pontos de Koplik.
  • a febre aumenta ap√≥s as erup√ß√Ķes cut√Ęneas aparecerem e atingirem um escaldante 104F a 105.8F (40C a 41C). √Č nesta fase que a doen√ßa atinge o seu pico.

O fato de existirem v√°rias outras condi√ß√Ķes com sintomas semelhantes dificulta o reconhecimento do sarampo.

Condi√ß√Ķes semelhantes ao sarampo:

  • Ros√©ola √Č uma doen√ßa infantil causada pelo v√≠rus do herpes (5). Isso leva a erup√ß√Ķes cut√Ęneas em todo o corpo, mas as erup√ß√Ķes cut√Ęneas s√£o menos intensas do que aquelas causadas pelo sarampo. As erup√ß√Ķes cut√Ęneas n√£o duram muito, e a condi√ß√£o geralmente desaparece em tr√™s dias.
  • Rub√©ola Tamb√©m chamado de sarampo alem√£o. A doen√ßa √© causada pelo v√≠rus da rub√©ola, mas os sintomas s√£o surpreendentemente semelhantes aos do sarampo. No entanto, na rub√©ola, a pessoa tamb√©m experimenta dores nas articula√ß√Ķes. Ao contr√°rio do sarampo, a rub√©ola √© principalmente leve, com cerca de 25-50% dos beb√™s infectados nunca apresentando sintomas e se recuperando silenciosamente (6).

As condi√ß√Ķes acima t√™m um progn√≥stico diferente do sarampo. A erup√ß√£o cut√Ęnea e febre alta do sarampo persistem por cinco a oito dias e, eventualmente, diminuem de intensidade. A doen√ßa geralmente dura 14 dias e, na segunda semana, o beb√™ mostra sinais de recupera√ß√£o. No entanto, ele deve ser levado √†s pressas para o hospital, mesmo com os menores sinais da doen√ßa.

voltar

Como o sarampo é diagnosticado em bebês?

Os m√©dicos diagnosticam a condi√ß√£o por inspe√ß√£o visual da erup√ß√£o cut√Ęnea caracter√≠stica do sarampo. √Č feito um exame de sangue para avaliar a presen√ßa de anticorpos que atacam o v√≠rus do sarampo. Isso ajuda a diferenci√°-lo de outras condi√ß√Ķes e torna o tratamento espec√≠fico e preciso.

voltar

Como o sarampo é tratado?

N√£o existe medica√ß√£o espec√≠fica para o sarampo e n√£o pode ser tratada com antibi√≥ticos, pois s√£o √ļteis apenas contra bact√©rias. No entanto, as seguintes medidas aliviam os sintomas e fortalecem o sistema imunol√≥gico para eliminar o v√≠rus naturalmente.

  • Imuniza√ß√£o: Beb√™s com mais de 12 meses podem receber sarampo, caxumba e rub√©ola (MMR) vacina se o sarampo for diagnosticado dentro de 72 horas. Se os exames de sangue revelarem que a infec√ß√£o foi contra√≠da em 72 horas, pode ser administrada uma inje√ß√£o de anticorpos da imunoglobulina (IG) (7). Como a vacina MMR n√£o √© recomendada para beb√™s com menos de 12 meses, a √ļnica alternativa √© uma inje√ß√£o de IG. A inje√ß√£o de IG tamb√©m √© adequada para beb√™s com menos de seis meses.
  • Medica√ß√£o analg√©sica: Medicamentos como o acetaminofeno (tamb√©m conhecido como acetaminofeno) s√£o prescritos para aliviar um resfriado e febre. Esses medicamentos est√£o dispon√≠veis sem receita, mas s√≥ devem ser dados ao beb√™ ap√≥s consultar um m√©dico. Analg√©sicos como a aspirina nunca s√£o administrados a beb√™s, pois podem levar a complica√ß√Ķes de sa√ļde (8).
  • Suplementos vitam√≠nicos: Suplementos ajudam a fortalecer a resposta imune e tamb√©m abordam as defici√™ncias de vitaminas no organismo. A defici√™ncia de vitamina A est√° ligada a um risco aumentado de sarampo. Os suplementos vitam√≠nicos s√£o ideais apenas para beb√™s com mais de seis meses, pois os beb√™s com menos de seis anos de idade recebem vitaminas adequadas apenas do leite materno.
  • Antibi√≥ticos: A imunidade comprometida de um beb√™ deixa o corpo desprotegido contra um grande n√ļmero de bact√©rias. O m√©dico pode prescrever um curso preventivo de antibi√≥ticos em caso de sarampo grave.

Como no caso de qualquer infecção viral, o paciente deve receber atendimento domiciliar suficiente para garantir que o sistema imunológico funcione corretamente e que o bebê descanse o máximo possível.

voltar

Assistência domiciliar a um bebê com sarampo:

Cuidar de uma criança pequena com sarampo é uma parte vital do tratamento. Aqui está o que os pais podem fazer para garantir que o corpo do bebê lute melhor contra o vírus:

  • D√™ a ele muitos l√≠quidos: Se o beb√™ tiver menos de seis meses, amamente com mais frequ√™ncia. Beb√™s com mais de seis meses podem tomar goles de √°gua e pur√©s de frutas caseiros frescos, pois as frutas s√£o ricas em vitaminas (9). Alimentos s√≥lidos podem ser dif√≠ceis e dolorosos de mastigar devido a manchas de Kopliks na boca. Portanto, uma dieta l√≠quida de pur√©s e cereais para beb√™s misturados no leite ajudar√° o pequeno a obter a nutri√ß√£o necess√°ria.
  • Diminua a ilumina√ß√£o da sala: O beb√™ deve dormir em uma sala mal iluminada. Beb√™s com sarampo podem achar a luz brilhante desconfort√°vel e irritante.
  • Muito descanso: O descanso sempre ajuda nas infec√ß√Ķes virais, pois fornece ao sistema imunol√≥gico tempo suficiente para se preparar para o ataque ao v√≠rus. Interrompa a brincadeira do beb√™ at√© que ele fique melhor. Se o seu filho frequentar a pr√©-escola, tire um m√™s de folga. A crian√ßa deve estar completamente saud√°vel antes de retomar qualquer atividade f√≠sica.

O tratamento e os cuidados de suporte ao sarampo s√£o necess√°rios, pois inibem as complica√ß√Ķes que podem agravar a doen√ßa do beb√™.

Complica√ß√Ķes do sarampo em beb√™s

O vírus do sarampo mantém o sistema imunológico ocupado, deixando o corpo exposto a outros germes nocivos. Uma infecção por sarampo não tratada pode causar indiretamente as seguintes doenças no bebê:

  • Pneumonia √Č a complica√ß√£o mais comum do sarampo em beb√™s. O v√≠rus do sarampo aumenta o risco de pneumonia, especialmente em beb√™s com imunidade comprometida.
  • Bronquite √Č uma infec√ß√£o bacteriana dos tubos bronqu√≠olos nos pulm√Ķes e torna a respira√ß√£o dif√≠cil e dolorosa para o paciente.
  • As bact√©rias podem invadir o ouvido m√©dio e causar infec√ß√£o na orelha√© como otite m√©dia.
  • Infec√ß√Ķes respirat√≥rias superiores, incluindo a laringe (laringite) e traqueia (garupa), s√£o complica√ß√Ķes comuns.
  • Encefalite √Č a mais grave de todas as complica√ß√Ķes, mas a menos comum: apenas um em cada 1.000 pacientes com sarampo desenvolve essa condi√ß√£o. Encefalite √© uma inflama√ß√£o do c√©rebro, que causa convuls√Ķes, convuls√Ķes e coma em casos graves.

A Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde (OMS) afirma que a maioria das mortes relacionadas ao sarampo s√£o causadas apenas por suas complica√ß√Ķes (10). Essas complica√ß√Ķes podem ser facilmente evitadas com tratamento imediato. No entanto, a preven√ß√£o √© a melhor maneira de evitar a condi√ß√£o em primeiro lugar.

voltar

O sarampo pode ser prevenido pela vacinação?

Sim, o sarampo pode ser evitado pela administração da vacina MMR, que é uma medida preventiva exclusiva para sarampo, caxumba e rubéola. Na maioria dos países, as vacinas MMR fazem parte da lista de verificação de imunização de rotina para um bebê. Segundo a Academia Americana de Pediatria (AAP), a vacina causou uma queda de 99% nos casos de sarampo nos EUA. EUA Desde 1963.

No entanto, existem vários conceitos errados sobre a vacina devido a seus efeitos colaterais benignos. Algumas pesquisas infundadas vincularam a vacina ao autismo, mas a alegação foi veementemente negada. Na realidade, a vacina é completamente inofensiva, convincente e declarada segura pela AAP, UNICEF e até pelo governo dos Estados Unidos (11) (12). No entanto, os pais devem estar cientes de alguns pontos antes de serem vacinados com MMR.

voltar

Quando meu bebê deve receber a vacina contra o sarampo?

A vacina contra o sarampo MMR é administrada apenas a um bebê após os 12 meses de idade. A primeira dose é administrada aos 12 a 15 meses de idade e a segunda dose (injeção de reforço) quando a criança tiver de quatro a seis anos de idade. A obtenção de ambas as doses é importante para garantir imunidade completa contra o vírus do sarampo.

Mais alguns pontos a saber sobre a vacina MMR:

  • Em alguns casos, beb√™s entre seis e 11 meses podem receber a vacina, especialmente quando o pequeno viaja para um pa√≠s onde o sarampo prevalece. O beb√™ ainda precisar√° se submeter √†s duas vacinas habituais entre 12 e 15 meses e entre quatro e seis anos.
  • Os pais tamb√©m podem optar por Inje√ß√Ķes de IG ap√≥s a consulta m√©dica. As inje√ß√Ķes de IG s√£o seguras para beb√™s com menos de seis meses, mas oferecem apenas imunidade a curto prazo.
  • Independentemente da idade, os beb√™s vacinados podem ter efeitos colaterais leves como febre baixa e resfriado. Eles tamb√©m podem desenvolver uma erup√ß√£o moderada semelhante ao sarampo. Os efeitos colaterais aparecem seis a 12 dias ap√≥s a vacina√ß√£o. Esses efeitos n√£o s√£o perigosos e n√£o devem ser um motivo para evitar a vacina√ß√£o. Al√©m disso, eles s√£o vistos apenas em cerca de 15% dos beb√™s vacinados.
  • V√°rios hospitais e cl√≠nicas oferecem a Vacina MMRV, que imuniza o beb√™ contra o v√≠rus da varicela que causa a varicela. A vacina MMRV tem um hor√°rio de vacina√ß√£o diferente, e o pequeno passar√° por v√°rias vacinas at√© os 12 anos de idade. A vacina MMRV √© igualmente segura e aprovada pela AAP e pelo Departamento de Sa√ļde e Servi√ßos Humanos dos EUA. EUA (13)

No entanto, essas vacinas t√™m algumas limita√ß√Ķes e √© melhor consultar seu m√©dico.

voltar

Limita√ß√Ķes √† vacina MMR:

Você não pode administrar uma vacina MMR a bebês nas seguintes categorias, mesmo que o bebê tenha mais de 12 meses.

  • Beb√™s al√©rgicos √† neomicina e gelatina. eles tendem a desenvolver uma rea√ß√£o hiper al√©rgica contra a vacina MMR. A neomicina √© um composto antibi√≥tico, enquanto a gelatina √© um tipo de col√°geno. Isso for√ßa os pais a compartilhar o hist√≥rico de alergias do beb√™ com o m√©dico antes da vacina√ß√£o.
  • A vacina MMR pode ser fatal para beb√™s que tenham comprometido a imunidade ou lactentes imunossuprimidos como aqueles com AIDS ou certos tipos de c√Ęncer.
  • Beb√™s mostrando efeitos colaterais intensos na primeira dose est√£o isentos da segunda dose. Esses beb√™s ter√£o imunidade limitada contra o sarampo.
  • Se o beb√™ sofre de uma doen√ßa geral, doen√ßa ou desconfortoO m√©dico adiar√° a vacina at√© que o beb√™ esteja completamente bem. As doen√ßas tornam o sistema imunol√≥gico mais sens√≠vel, o que pode causar efeitos colaterais durante a imuniza√ß√£o.

Nos casos acima, os m√©dicos atrasam as vacinas ou sugerem alternativas mais seguras, como inje√ß√Ķes de imunoglobulina que fornecem imunidade a curto prazo.

Um bebê pode contrair sarampo mesmo após a vacinação?

Especialistas acreditam que é altamente improvável que um bebê pegue sarampo após a vacinação (14). A primeira dose da vacina fornece 90% de imunidade, enquanto duas doses dão 99% de imunidade contra o sarampo. No entanto, nenhuma vacina oferece 100% de proteção.

No entanto, apenas 3% das pessoas imunizadas contraem a doença e os sintomas são muito menos intensos do que aqueles que contraem sarampo sem a vacina (15).

Os bebês que tomam sarampo mesmo após a vacinação toleram melhor a infecção e têm menor probabilidade de transmitir o vírus a indivíduos saudáveis. Os benefícios da vacinação, portanto, superam o risco de pular a imunização.

Além da vacinação, os cuidados preventivos são essenciais para proteger seu bebê do sarampo.

voltar

Como os pais podem ajudar a prevenir o sarampo em bebês?

Algumas medidas simples e diretas de preven√ß√£o dom√©stica podem ajudar a manter o sarampo √† dist√Ęncia:

  • O leite materno protege: Estudos indicaram que, se uma m√£e teve sarampo em sua vida, ela automaticamente passa sua imunidade natural para o beb√™ atrav√©s do leite materno (16). √Č chamado de imunidade passiva, j√° que o corpo do beb√™ recebe anticorpos preparados. Essa imunidade √© t√£o eficaz que o beb√™ tem um certo n√≠vel de prote√ß√£o contra o sarampo por at√© 12 meses (17). M√£es que nunca adquiriram sarampo ainda devem alimentar o beb√™, pois o leite materno √© rico em anticorpos e oferece in√ļmeros benef√≠cios de imunidade cientificamente comprovados (18).
  • Evite situa√ß√Ķes de alto risco: O sarampo se espalha facilmente em locais com muita gente e √© comum durante o inverno e a primavera. Ser mais cauteloso neste momento e ficar longe de lugares superlotados ajudar√° a proteger o beb√™.
  • Manter a higiene: O v√≠rus do sarampo pode permanecer na superf√≠cie por duas horas, pronto para infectar quem entra em contato com ele. Limpeza e higiene s√£o essenciais para prevenir infec√ß√Ķes. Sempre lave as m√£os do beb√™ depois de sair, limpe seus itens pessoais e mantenha-os em condi√ß√Ķes sanit√°rias.

voltar

A imunização de familiares também reduz bastante o risco de o bebê contrair o vírus.

Um bebê que acabou de se recuperar do sarampo terá uma imunidade natural contra a doença, geralmente pelo resto da vida (19). No entanto, não é um motivo para ficar longe da vacinação. Medidas simples de prevenção e vacinação são as etapas distintas para proteger seu bebê das garras do sarampo.

Voc√™ conhece mais alguma dica que possa ajudar a manter o sarampo √† dist√Ęncia? Deixe-os na se√ß√£o de coment√°rios abaixo.

Os comentários são moderados pela equipe editorial da MomJunction para remover qualquer comentário pessoal, abusivo, promocional, provocador ou irrelevante. Também podemos remover hiperlinks nos comentários.

As pr√≥ximas duas guias alteram o conte√ļdo abaixo. Momjunction Momjunction FaceBook Pinterest Twitter Porca <img style = "display: none;" expr: src = "https://dinerados.com/wp-content/uploads/2019/11/1573514224_750_Sarampion-en-bebes-causas-sintomas-y-tratamiento.jpg” alt=”foto principal”/>