Prontidão em sala de aula em crianças com autismo

Prontidão em sala de aula em crianças com autismo

Prontidão em sala de aula em crianças com autismo

Ir à pré-escola é um grande ajuste. De estar em uma rotina em casa com mamãe e papai a sentar em uma sala de aula com um grupo de rostos desconhecidos e novas regras para aprender, é uma grande transição para os pequenos. Mas essas mudanças podem ser especialmente difíceis para as crianças no espectro do autismo.

“Nossos pequenos no espectro do autismo tendem a ter dificuldade em generalizar as habilidades que aprendem em um ambiente para outro ambiente”, diz Tracy Crowe, diretora de centros do Autism Home Support Services.

Enquanto algumas crian√ßas se adaptam √†s regras e rotinas de algumas semanas na escola, as crian√ßas no espectro do autismo “ainda est√£o tendo dificuldades em aprender as regras da sala de aula”. Crowe diz que essas regras incluem sentar quando solicitado, se revezando e seguindo as instru√ß√Ķes.

“As crian√ßas t√≠picas come√ßam a olhar da esquerda para a direita para outras crian√ßas”, diz Crowe. Eles se voltam para os outros para obter dicas sobre como se comportar. Mas as crian√ßas do espectro tendem a perder as pistas sociais n√£o verbais que acontecem na sala de aula. “Sem que algu√©m os guie pelo menos inicialmente, eles n√£o seguem essas rotinas”, diz Crowe.

Sinais de prontid√£o na sala de aula

Como pai, você conhece seu filho melhor do que ninguém. Ao avaliar a prontidão da sala de aula, Crowe diz que existem algumas perguntas que os pais podem fazer para determinar se o filho está ou não pronto:

1. Como √© a comunica√ß√£o verbal deles? “Ao pedir que eles fa√ßam algo que eles n√£o querem fazer ou mesmo descrever o que eles querem fazer, como est√° a comunica√ß√£o verbal?” Crowe pergunta. Quando uma crian√ßa tem 3 ou 4 anos, os estranhos devem ser capazes de entender cerca de 75 a 100% do que as crian√ßas lhes dizem. Nessa idade, as crian√ßas devem reunir alguns pensamentos simples a moderadamente complexos e devem poder responder a perguntas simples como: “Voc√™ quer biscoitos de animais ou queijo e bolachas?”

2. Uma crian√ßa pode receber instru√ß√Ķes que est√£o sendo dadas a mais de uma pessoa? Se algu√©m der uma diretiva a dois ou tr√™s filhos, como ‚Äúpegue seus sapatos e coloque-os na porta‚ÄĚ, seu filho √© capaz de seguir essa orienta√ß√£o em duas etapas ou precisa de mais ajuda?

3. A atenção do seu filho a uma tarefa dura mais de alguns minutos? Seja um ofício ou sentado e ouvindo você ler um livro para ele, avalie se seu filho pode prestar atenção durante essas atividades.

4. Seu filho pode se revezar? Isso é importante para diferentes atividades de grupo em que seu filho fará parte da sala de aula.

Maneiras de ajudar seu filho

Existem v√°rias maneiras de criar oportunidades para praticar essas habilidades em casa, diz Crowe.

‚ÄúEm casa, defina situa√ß√Ķes em que os pequenos precisam fazer uma escolha verbal‚ÄĚ, ela sugere, como decidir entre duas op√ß√Ķes de comida ou dois livros diferentes para ler.

Configure cenários em que seu filho tenha que esperar. Por exemplo, se você sempre tem o leite de seu filho esperando na mesa, evite fazê-lo quando seu filho chegar à mesa, ele terá que esperar para ser servido.

Configure tamb√©m cen√°rios de tomada de turnos. Ao brincar com seu filho, diga a ele: “Vou colocar uma bola (uma cesta, por exemplo) e depois voc√™ coloca uma bola”, ela sugere.

“S√£o coisas que eu deveria trabalhar com qualquer crian√ßa em idade pr√©-escolar”, diz ela. Mas com as crian√ßas no espectro, os pais ter√£o que oferecer dicas, como dar tapinhas nas m√£os ou um toque no ombro para traz√™-las de volta ao cen√°rio.

No Autism Home Support Services, o Early Learners Group ajuda a preparar os alunos para a sala de aula. Um ambiente parecido com uma sala de aula √© criado para essas crian√ßas, e os terapeutas comportamentais aplicados fornecem um ambiente individual quando a crian√ßa precisa, a fim de ajud√°-los com sugest√Ķes, acrescenta Crowe.

“Estamos buscando fornecer aos pequenos as habilidades necess√°rias para que eles n√£o precisem de tanto apoio quando estiverem prontos para ir para um ambiente de pr√©-escola”, diz Crowe.

Seu foco principal √© aprender a prontid√£o, ela acrescenta. “√Č muito menos sobre acad√™micos e mais sobre: ‚Äč‚Äč’como posso controlar o comportamento para que eles possam aprender?'”

Para mais informa√ß√Ķes sobre os Servi√ßos de Suporte Dom√©stico do Autismo, visite autismhomesupport.com.