Planejando a diversão de verão para o seu filho com autismo e toda a família

Planejando a diversão de verão para o seu filho com autismo e toda a família

Planejando a diversão de verão para o seu filho com autismo e toda a família

O verão mantém a promessa de uma aventura sem fim. Com horários relaxados, as famílias passam o tempo juntas aproveitando o clima mais quente. As famílias com uma criança no espectro não querem menos, mas às vezes pode ser mais desafiador para elas desfrutar de passatempos populares no verão.

Stephanie Sweebe, analista de comportamento certificado pela clínica da clínica Gateway Pediatric Therapys Lansing, quer que os pais saibam que isso não precisa ser tão desafiador.

Ajudo as famílias a adotarem uma abordagem proativa do planejamento, para que as aventuras da família possam ser bem-sucedidas para o filho, diz ela.

Sweebe sugere que as famílias pensem sobre os lugares divertidos que podem ter evitado no passado e considerem por que o fizeram.

Stephanie tamb√©m recomenda que as fam√≠lias considerem o que seus filhos podem fazer agora e o que pode estar impedindo que ele ou ela concluam o passeio com sucesso, diz ela. Encorajo as fam√≠lias a considerar um passeio em que eles e seus filhos se sintam mais confort√°veis ‚Äč‚Äče que possam querer fazer com mais frequ√™ncia. Para algumas fam√≠lias, √© simplesmente capaz de sair para jantar em um restaurante como uma fam√≠lia sem que um dos pais fique no carro com a crian√ßa no espectro enquanto todo mundo est√° dentro. Para outras fam√≠lias, pode ser uma escola ou um carnaval de ver√£o.

Sweebe salienta que cada família com a qual trabalha tem objetivos diferentes quando se trata de se preparar para passeios em família. Para esse fim, Sweebe compartilha as seguintes dicas.

Considere a hora do dia e o clima

O sucesso √© mais prov√°vel quando fatores como fadiga, fome e calor n√£o est√£o presentes na mistura. √Č por isso que, quando se trata de comer fora, por exemplo, Sweebe sugere que os pais o fa√ßam fora do hor√°rio de pico.

Procure restaurantes com menus para crianças e serviço mais rápido, ela aconselha. Talvez você não consiga visitar um restaurante completo inicialmente.

Ela também incentiva os pais a levar em consideração os horários habituais da soneca e do almoço da criança.

Você não quer esperar até que seu filho esteja com muita fome ou fique cansado demais, diz ela. Esses elementos podem contribuir para não-conformidade ou comportamento de birra.

Ao considerar um local ao ar livre, Sweebe recomenda verificar o clima.

Olhe para o futuro, porque dias quentes, √ļmidos ou frios podem reduzir o desejo da crian√ßa de participar, diz ela. Considere tamb√©m se h√° algum tipo de pulseira ou passe r√°pido que possa acelerar o tempo de espera.

Pacote de incentivos

Independentemente da ocasi√£o, Sweebe incentiva os pais a levar alguns itens altamente preferidos para o filho, coisas conhecidas por manter seu interesse. Embale algumas coisas divertidas que voc√™ pode dar como refor√ßos, recompensas por esperar e participar da fam√≠lia, ela observa. Ao pensar em novos brinquedos ou atividades, selecione itens que correspondam aos interesses de seu filho. Se seu filho gosta de olhar os livros, leve-os para um novo livro. Os caixotes do d√≥lar ou as se√ß√Ķes sazonais da loja local s√£o √≥timos lugares para encontrar brinquedos e pacotes de atividades interessantes. Al√©m de brinquedos pequenos, considere um pequeno lanche que seu filho nem sempre poder√° ter, como tiras de frutas ou chiclete.

Alistar suporte

Sweebe recomenda que os pais incluam familiares adultos adicionais, amigos ou uma babá no passeio. Ter outro adulto na mistura permite que o pai faça uma pausa durante o passeio, ela diz. Se você estiver participando de um evento com outros irmãos, é importante ter alguém lá para ajudá-lo a se dividir e conquistar.

Procure eventos sensoriais amig√°veis

Sweebe ressalta que muitos locais, como zool√≥gicos, cinemas e museus, oferecem um dia sensorial ou um hor√°rio espec√≠fico para crian√ßas com necessidades especiais para participar de uma atividade. Sensorial-friendly implica multid√Ķes menores, ilumina√ß√£o reduzida e ambientes mais silenciosos.

Essas oportunidades podem ser um bom ponto de entrada para as fam√≠lias, especialmente se elas n√£o sa√≠rem sozinhas ou estiverem apenas come√ßando com as sa√≠das da comunidade, diz ela. Eles tamb√©m podem conhecer outras fam√≠lias que enfrentam as mesmas situa√ß√Ķes.

Priorize o tempo da família

Embora possa parecer assustador planejar dias de diversão em família, quando um dos membros da família está no espectro, Sweebe incentiva os pais a fazer o possível para torná-lo uma prioridade.

As crian√ßas est√£o na escola a maior parte do dia e a maior parte do ano, e muitas tamb√©m frequentam a terapia ap√≥s a escola, diz ela. Seus hor√°rios est√£o lotados. O ver√£o oferece a todos da fam√≠lia mais tempo para se divertir. √Č importante preservar isso.

Para obter mais dicas sobre o planejamento de passeios em família, visite a seção do blog da Gateway Pediatric Therapy em gatewaypediatrictherapy.com/newsroom.