Pessoas em todo o país estão comemorando um racista evidente

Pessoas em todo o país estão comemorando um racista evidente

Pessoas em todo o país estão comemorando um racista evidente

Gene Lester / Getty

Quando eu estava na escola primária, O gato e o chapéu e Ovos verdes e presunto eram dois dos livros infantis mais populares. Se você cresceu nos anos 80 ou 90, aposto que pode recitar algumas linhas dos livros como eu. Os professores os leem em voz alta para os alunos e os pais os leem para os filhos na hora de dormir. As poucas crianças sortudas tinham pais que colocavam corante em ovos, servindo aos filhos literalmente ovos verdes com um lado de presunto. Dr. Seuss foi, e ainda é, um dos autores e ilustradores de livros infantis mais famosos de todos os tempos.

No entanto, em 2019, foi publicado um artigo que teve alguns fãs de Seuss se recuperando. Só o título foi surpreendente. O gato está fora do saco: orientalismo, anti-negritude e supremacia branca nos livros infantis do Dr. Seuss ganhou popularidade quando compartilhado por O garoto consciente, um site popular dedicado a reduzir o viés e promover o desenvolvimento positivo da identidade na juventude. Logo o artigo, de autoria de Katie Ishizuka e Ramon Stephens, estava explodindo meu feed. Poderia ser verdade? O amado Dr. Seuss era racista?

Os autores descobriram que, durante a extensa e bem-sucedida carreira de Seuss, ele publicou centenas de caricaturas, quadrinhos e propagandas políticas racistas direcionadas a pessoas de cor e grupos marginalizados, incluindo judeus e muçulmanos. Uma coisa é ler essa afirmação, mas para mim, a prova estava no pudim.

Algumas das imagens criadas por Seuss s√£o flagrantemente racistas, incluindo negros e asi√°ticos ilustrados com fei√ß√Ķes estereotipadas e exageradas ou como animais. Por exemplo, os autores localizam exemplos nos quais o Dr. Seuss retratou os negros como macacos, canibais e gorilas. Ele tamb√©m colocou livremente a palavra n em legendas em v√°rios de seus desenhos animados.

Cortesia de Rachel Garlinghouse

Seu racismo não se limitava a caricaturas políticas destinadas a intrigar e entreter adultos. Nos 50 livros para crianças de Seuss, ele tinha 2.240 caracteres, 2% dos quais eram pessoas de cor. Destes, a maioria dos personagens era retratada de maneiras que correspondiam à definição de orientalismo. O Orientalismo está apresentando caracteres do Leste Asiático e do Oriente Médio em imagens e textos exotificados, estereotipados e subservientes.

Ent√£o, por que todos os meses de mar√ßo, escolas e lojas em todo o pa√≠s comemoram o anivers√°rio do Dr. Seusss? Por que nossos filhos est√£o fazendo artesanato inspirado em Seuss em suas salas de aula e por que as lojas dedicam enormes exibi√ß√Ķes de livros dedicadas ao autor? Meu palpite √© que a maioria das pessoas n√£o sabe que Seuss aparentemente detestava muitas pessoas, adultos e crian√ßas, que liam seus livros.

N√£o consigo tirar da cabe√ßa a imagem da vers√£o animada mais antiga do Grinch. Voc√™ sabe, aquele em que seu sorriso sinistro cresce e cresce. Todos n√≥s fomos enganados por tanto tempo, mas n√£o podemos mais nos esconder atr√°s da nossa ignor√Ęncia. A realidade √© que as Coisas 1 e 2, Cindy Lou e Sam-I-Am foram criadas por algu√©m que demonstrou abertamente que ele era superior √†s pessoas de cor.

Seuss tornou-se t√£o arraigado em nossa cultura e se infiltra n√£o apenas nas bibliotecas e nas telas de televis√£o, mas tamb√©m nas roupas. Este m√™s voc√™ pode encontrar personagens Seuss em camisas e vestidos infantis. Eu j√° vi in√ļmeros pais dando festas de anivers√°rio com tema Seuss e criando fantasias de Halloween inspiradas em Seuss. H√° um museu inteiro com tr√™s n√≠veis de exposi√ß√Ķes e atividades – em Massachusetts, dedicadas ao autor e suas obras. A nostalgia √© real e poderosa. Os pais desejam transmitir o amor Seuss aos seus filhos.

Depois que aprendi a verdade, depois de ler o artigo na íntegra, limpei nossa casa de quaisquer livros que tivéssemos dele. Eu não conseguia me enrolar na minha cama de criança negra e de todos os livros do mundo, optar por lê-los Oh, os lugares que você irá ou Um peixe, dois peixes, peixe vermelho, peixe azul. Em vez disso, enchemos as estantes das crianças com livros criados por pessoas de cor que escreviam sobre crianças de cor sob luzes positivas.

Quando soube que no acampamento de verão que minha filha frequenta planejava vestir Seussical the Musical, Enviei um e-mail ao diretor com minha preocupação duas vezes, incluindo o link para o artigo revelador. Não tenho nada em resposta além de grilos. Sinceramente, não sei se estava lidando com um caso sério de fragilidade branca ou se meu email foi enviado para spam.

Decidi não deixar meu filho participar, dizendo-lhe que precisava escolher outro acampamento para aquele verão. Mesmo para ela, alguém que não cresceu lendo muito dos trabalhos de Seuss, teve dificuldade em entender por que alguém tão aceito e apresentado como divertido e positivo na cultura americana podia estar errado. Afinal, o cara tem uma estrela da Calçada da Fama de Hollywood, um Prêmio Pulitzer, várias honras Caldecott e vários filmes de sucesso baseados em seus livros. Ele poderia realmente ser tão ruim assim?

Em 2017, o Read Across America, um programa nacional de alfabetiza√ß√£o infantil, anunciou que estaria se afastando da promo√ß√£o de trabalhos de Seusss para se concentrar em materiais de leitura mais diversos para seus participantes. √Č um grande neg√≥cio, considerando que 45 milh√Ķes de alunos e professores participam dos eventos do programa todos os anos. Por 20 anos, Seusss Gato e o chap√©u estava no centro da campanha.

J√° tive pessoas me dizendo que as revela√ß√Ķes racistas n√£o s√£o grande coisa. √Č assim que era naquela √©poca, eles me disseram. Tamb√©m me disseram que as crian√ßas n√£o precisam conhecer as transgress√Ķes passadas de Seuss, que devemos deixar as crian√ßas serem crian√ßas e n√£o estragar a divers√£o com nossas cr√≠ticas e preocupa√ß√Ķes. Minha resposta √© que o racismo nunca foi bom, e eu me recuso a ensinar meus filhos negros a apenas sorrir e suportar. Morto ou vivo, a supremacia de um homem branco √© inaceit√°vel.

Entendo que o pensamento de terminar com o Dr. Seuss possa deixá-lo triste. Isso também me deixou triste. Meus irmãos e eu gastamos nossa cópia de Ovos verdes e presunto a tal ponto que ela mal era mantida unida por fita adesiva grossa. A verdade dói, não é? Mas, como pais, é nossa responsabilidade garantir que nossos filhos estejam rejeitando o racismo aqui, ali e em toda parte.