Pai defende colocar a filha 'Wild Child' na coleira

Pai defende colocar a filha ‘Wild Child’ na coleira

Pai defende colocar a filha 'Wild Child' na coleira

Quem tem filhos sabe que suas mentes se movem extremamente rapidamente. E, às vezes, seus corpos se movem mais rapidamente.

Em um piscar de olhos, as crian√ßas podem ir de um lado de uma sala ou de uma mercearia, parque de divers√Ķes ou praia para o outro. √Äs vezes √© dif√≠cil para os pais, especialmente aqueles que t√™m v√°rios filhos pequenos para vigiar, acompanhar seus pequenos dem√īnios da velocidade o tempo todo.

Um pai de Oregon tem uma solução para esse problema muito real.

Clint Edwards, autor do blog No Idea what Im Do: A Daddy Blog, mant√©m sua filha de 3 anos, Aspen, em uma trela enquanto estiver em qualquer destino p√ļblico em grande escala.

O pai de três filhos decidiu ir à mídia social para discutir seu raciocínio sobre o uso de uma trela depois de receber olhares sujos enquanto estava no mercado de agricultores locais.

Estávamos no mercado dos fazendeiros. Sem vergonha. Eu coloquei esse garoto na coleira, o post dele no Facebook começa. Ela é uma criança selvagem, e essa coisa já a manteve fora da estrada e de enfiar a mão em uma máquina de sorvete, além de me manter sã.

Edwards continuou falando sobre o estigma em relação a crianças com trelas e referiu-se à frase comum: você é amaldiçoado se o fizer, e é amaldiçoado se não o fizer.

Ele sabe que outros pais o julgam, mas também sabe que, se ele a liberar, ela será a criança perdida anunciada pelo interfone, diz ele.

Edwards sabe que a mente de suas filhas se move na velocidade da luz, ele continua, e sua curiosidade rapidamente a leva de um lugar para o outro.

Pela minha vida, não posso impedi-la de se mexer, ele diz. Sua curiosidade é incrível, e por ter apenas um passo de 12 polegadas, ela se move mais rápido do que qualquer atleta olímpico.

Edwards reconhece que a predisposição para correr de Aspens é passageira, por assim dizer, e que logo descobre que ela pode entender o mundo sem precisar correr em direção a tudo o que está à vista.

Mas até que esse dia chegue, ele declara, farei o possível para mantê-la fora de perigo, mesmo que isso signifique uma trela.

Muitas pessoas que comentaram no post do Facebook foram muito cr√≠ticas √†s precau√ß√Ķes de seguran√ßa de Edwards.

Eu tive dois filhos selvagens, diz Michael Erickson no post. Nunca colocaria meu filho em uma trela. Não tente mudar seu filho mudar suas habilidades parentais! Se você não pode controlar seu filho o tempo todo, não é o pai que precisa ser.

Outros foram mais solid√°rios.

Nosso primeiro filho estava sempre em movimento, diz Janie Jeter. Pegamos um cinto e uma trela para ele. Ele amou. Não há mais carrinhos ou tentando segurar a mão dele. E ele conseguiu sobreviver aos anos de criança. Ele é agora um pai de 41 anos.

Edwards, enquanto isso, está dando um passo à frente e se agarrando firmemente a essa trela.

Você sempre mantém seus filhos na coleira? Você julga outros que o fazem? Conte-nos nos comentários.