contadores Saltar al contenido

Os sintomas de ser um viciado em compras

Quais são os sintomas de ser um viciado em compras? Na cultura popular, a imagem de um comprador compulsivo é uma jovem alegre e superficial preocupada com pouco mais do que os últimos sapatos e bolsas. A popularidade dos livros e filmes "Confissões de um Shopaholic" fala do apelo desta imagem.

Mas a pesquisa mostra uma imagem diferente dessa condição pouco compreendida. Aqui está uma olhada na mente de um verdadeiro viciado em compras.

Procura Aprovação de Outros

Verificou-se que o viciado em compras ou a personalidade viciada em compras é mais agradável do que os sujeitos de pesquisa não viciados em compras, o que significa que eles são sinceros, simpáticos e não rudes com os outros. Frequentemente solitária e isolada, a experiência de compra proporciona ao consumidor em compras interações positivas com os vendedores e a esperança de que o que eles compraram melhore o relacionamento com os outros. Os viciados em compras também tendem a ser facilmente influenciados por outros.

A boa notícia para quem é viciado em compras é que ter uma disposição gentil e agradável facilitará o estabelecimento de um bom relacionamento terapêutico se você procurar tratamento para seu vício. Esse tipo de personalidade também pode predispor você a seguir os conselhos do seu terapeuta e a ser influenciado pelo incentivo positivo de outras pessoas na terapia de grupo.

Baixa autoestima

A baixa auto-estima é uma das características mais comumente encontradas nos estudos da personalidade viciada em compras. Fazer compras é uma maneira de tentar melhorar a auto-estima, principalmente quando o objeto desejado está associado a uma imagem do que o comprador deseja ser. Mas a baixa auto-estima também pode ser uma conseqüência do vício em compras, principalmente porque a dívida pode intensificar sentimentos de inadequação e inutilidade.

A boa notícia é que, com uma auto-reflexão mais profunda, talvez com a ajuda de um terapeuta, você perceberá que há muito a se valorizar verdadeiramente, como sua disposição gentil mencionada acima.

Problemas emocionais

Além de uma tendência geral à instabilidade emocional ou mudanças de humor, os estudos também descobriram que os viciados em compras geralmente sofrem de ansiedade e depressão. Fazer compras é frequentemente usado como uma maneira de elevar os espíritos, mesmo que temporariamente.

A boa notícia é que tanto a ansiedade quanto a depressão podem ser tratadas com terapias psicológicas e medicamentos, se necessário. Esses tratamentos são muito mais eficazes do que a emoção de curta duração da compra.

Dificuldade em controlar impulsos

Os impulsos são naturais – um desejo repentino e intenso de fazer algo o agarra e você sente a necessidade de agir. Muitas pessoas acham bastante fácil controlar seus impulsos e aprendem a fazê-lo durante a infância. Os viciados em compras, por outro lado, encontram impulsos, particularmente impulsos que envolvem a compra de algo, irresistível e irresistível.

A boa notícia é que você pode obter controle sobre seu impulso de gastar, principalmente se você lida com outros problemas subjacentes.

Mime-se com a fantasia

A capacidade de fantasiar é mais forte em viciados em compras do que em outras pessoas. Existem várias maneiras pelas quais as fantasias podem reforçar a tendência de comprar demais. O viciado em compras pode fantasiar sobre a emoção de fazer compras enquanto está envolvido em outras atividades; eles podem imaginar todas as consequências positivas de comprar o objeto desejado e podem escapar para um mundo de fantasia para escapar das duras realidades da vida.

A boa notícia para os viciados em compras é que ter uma forte capacidade de imaginação pode ser extremamente benéfica durante o tratamento da dependência e pode ser útil no desenvolvimento de habilidades que ajudarão você a superar sua dependência, como o treinamento para relaxamento.

Materialista

Pesquisas mostram que os viciados em compras são mais materialistas do que outros compradores, mas há uma complexidade em seu amor por bens materiais. Eles são surpreendentemente desinteressados ​​em possuir coisas e são realmente Menos orientados a adquirir bens materiais do que outros compradores, o que explica por que os viciados em compras compram coisas que não precisam nem usam.

Então, como eles são mais materialistas? Bem, existem duas outras dimensões do materialismo: inveja e não generosidade, e essas são as fraquezas do viciado em compras. Eles são muito mais invejosos e muito menos generosos que os outros. Isso é surpreendente, dado o fato de que presentes são uma compra comum de viciados em compras, mas isso parece ser uma tentativa de "comprar" amor e aumentar o status social, em vez de um genuíno ato de generosidade.

A boa notícia é que, ao aumentar sua auto-estima e sua capacidade de se conectar com os outros de uma maneira genuína, você perderá a crença de que o carinho e a admiração podem ser comprados.

Ao descobrir o que você realmente tem a oferecer, você não sentirá mais a necessidade de se esconder atrás de uma imagem promovida pela publicidade. Você pode se tornar você mesmo e viver dentro de seus meios.