Should Obstetrics Offices Do More to Target Dads?

Os escritórios de obstetrícia devem fazer mais para atingir os pais?

Os escritórios de obstetrícia devem fazer mais para atingir os pais?

Pense em todas as horas que você passou no escritório da OB-GYN para visitas anuais, exames de gravidez e similares. Você já viu materiais de marketing voltados para pais?

Se sua resposta for não, isso não é surpreendente. Afinal, é principalmente um escritório para mulheres. Mas uma nova pesquisa nos diz que os escritórios da OB-GYN estão cometendo um erro se não fizerem mais para incorporar homens.

Grande impacto de ‘dicas sutis’

Desde as fotos de maternidade mostrando graciosas mulheres grávidas até os retratos na parede de lindos bebês nos braços da mãe, normalmente é tudo voltado para você quando deveria estar tentando alcançar pais.

O novo estudo liderado por pesquisadores de Rutgers descobriu que adicionar “pistas sutis” √†s salas de espera do pr√©-natal, como fotos de pais com seus beb√™s, e panfletos destinados a homens podem levar os pais a se envolverem mais no pr√©-natal, relata o Science Daily.

E esse envolvimento √© importante, dizem os especialistas, uma vez que leva a resultados mais saud√°veis ‚Äč‚Äčpara mulheres e beb√™s.

O estudo analisou se sugest√Ķes amig√°veis ‚Äč‚Äčpara o pai, como fotos, folhetos e revistas, tiveram algum efeito no envolvimento dos homens no pr√©-natal do parceiro. Nos consult√≥rios da OB-GYN que tinham um ‚Äúequil√≠brio de imagens focadas no pai e na m√£e‚ÄĚ, os homens eram mais capazes de visualizar e sentir-se confiantes em rela√ß√£o ao seu papel no pr√©-natal.

Analia Albuja, pesquisadora principal e estudante de psicologia social da Rutgers, diz no relat√≥rio que era um t√≥pico importante a ser estudado, uma vez que o envolvimento do pai durante a gravidez provou ter benef√≠cios f√≠sicos e mentais para a m√£e e o beb√™, embora os pais frequentemente n√£o se envolva durante esse per√≠odo crucial ‚ÄĚ, diz ela.

“As normas atuais na sociedade mant√™m os homens com expectativas mais baixas de envolvimento, e muitos homens dizem que n√£o t√™m certeza de qual deve ser seu papel durante esse per√≠odo, levando a um envolvimento frequentemente baixo”, acrescenta ela.

Elevando a barra

As expectativas dos m√©dicos tamb√©m importavam, com homens que “acreditavam que os m√©dicos tinham expectativas mais altas” por eles relataram que estariam mais dispostos a aprender sobre a gravidez e adotar h√°bitos saud√°veis, como evitar fumar e beber √°lcool durante a gravidez do parceiro.

Aumentar o conforto e as expectativas dos homens em rela√ß√£o ao pr√©-natal “pode ‚Äč‚Äčser uma interven√ß√£o simples” com baixo custo, afirma a co-autora do estudo e professora de psicologia de Rutgers, Diana Sanchez.

“Se essa interven√ß√£o aumentar o envolvimento dos homens no pr√©-natal, pesquisas anteriores sugerem que isso traga resultados mais saud√°veis ‚Äč‚Äčpara mulheres e beb√™s, como menor uso de √°lcool e tabaco entre as m√£es e menor probabilidade de beb√™s com baixo peso ao nascer”, diz ela.

Para muitas mulheres, o envolvimento do pai no pré-natal não é claro. Embora eles possam frequentar aulas de parto ou parentalidade, até a marcação de consultas pré-natais no escritório da OB-GYN é uma ocorrência rara.

Curioso para quais compromissos a maioria importante para o pai participar? Aqui est√° o que Parenting.com tem a dizer sobre o assunto (dica: n√£o s√£o apenas um ou dois compromissos!).