Op√ß√Ķes de tratamento para sintomas de abstin√™ncia alco√≥lica

Op√ß√Ķes de tratamento para sintomas de abstin√™ncia alco√≥lica

Op√ß√Ķes de tratamento para sintomas de abstin√™ncia alco√≥lica

Aproximadamente 95% das pessoas que param de beber √°lcool apresentam sintomas leves a moderados de abstin√™ncia e geralmente podem ser atendidos pelos prestadores de cuidados de sa√ļde em regime ambulatorial, mas cinco por cento apresentam sintomas graves de abstin√™ncia e devem ser tratados de forma hospital ou um centro de desintoxica√ß√£o especializado.

Se voc√™ tiver sintomas de abstin√™ncia alco√≥lica, procure atendimento m√©dico imediatamente. Voc√™ pode entrar em contato com seu m√©dico de fam√≠lia ou profissional de sa√ļde, sua sala de emerg√™ncia local ou centro de atendimento urgente para que eles possam avaliar a gravidade de seus sintomas de abstin√™ncia.

Tratamento ambulatorial para sintomas de abstinência alcoólica

Se você tiver apenas sintomas leves a moderados, seu médico poderá recomendar tratamento ambulatorial. Durante esse período, você pode esperar que o tratamento inclua medicamentos sedativos que possam ajudar a aliviar os sintomas de abstinência.

Seu médico fará exames de sangue e outros testes para verificar se você tem problemas médicos relacionados ao uso de álcool. Você também pode ser encaminhado ao aconselhamento para problemas de álcool a longo prazo.

Tratamento hospitalar dos sintomas de abstinência alcoólica

Se voc√™ tiver sintomas de abstin√™ncia moderados a graves, seu m√©dico pode recomendar um tratamento hospitalar. Os objetivos s√£o tratar seus sintomas de abstin√™ncia imediata, prevenir complica√ß√Ķes e iniciar terapia preventiva a longo prazo.

  • Observa√ß√£o: Se voc√™ estiver recebendo tratamento de abstin√™ncia, geralmente precisar√° permanecer no hospital para observa√ß√£o, pelo menos inicialmente. Isso permite o monitoramento da freq√ľ√™ncia card√≠aca, respira√ß√£o, temperatura corporal e press√£o sangu√≠nea, al√©m de fluidos e eletr√≥litos (subst√Ęncias qu√≠micas no corpo, como s√≥dio e pot√°ssio).
  • Seda√ß√£o: Se voc√™ √© fortemente dependente de √°lcool, seus sintomas podem progredir rapidamente e podem ser fatais. Voc√™ pode precisar de medicamentos que deprimam o sistema nervoso central (como sedativos) para reduzir seus sintomas. Eles s√£o frequentemente administrados em doses moderadamente grandes.
  • Tranquilizadores Seu tratamento pode exigir a manuten√ß√£o de um estado moderadamente sedado por uma semana ou mais, at√© que sua retirada seja conclu√≠da. Uma classe de medicamentos conhecidos como benzodiazep√≠nicos (tranq√ľilizantes como Valium) geralmente √© √ļtil na redu√ß√£o de uma variedade de sintomas.
  • Desseca√ß√£o. Um per√≠odo “seco” pode ser apropriado para voc√™. N√£o √© permitido √°lcool durante esse per√≠odo. O seu m√©dico ir√° observ√°-lo atentamente quanto a sinais de delirium tremens.
  • Alucina√ß√Ķes tratadas: Alucina√ß√Ķes que ocorrem sem outros sintomas ou complica√ß√Ķes s√£o raras. Se voc√™ experiment√°-los, voc√™ ser√° tratado com hospitaliza√ß√£o e medicamentos antipsic√≥ticos, conforme necess√°rio.
  • Condi√ß√Ķes m√©dicas comprovadas: Voc√™ ser√° examinado e tratado quanto a outros problemas m√©dicos associados ao uso de √°lcool, conforme necess√°rio. Isso pode incluir dist√ļrbios como doen√ßa hep√°tica alco√≥lica, dist√ļrbios da coagula√ß√£o sangu√≠nea, neuropatia alco√≥lica, dist√ļrbios card√≠acos (como cardiomiopatia alco√≥lica), s√≠ndromes cerebrais cr√īnicas (como a s√≠ndrome de Wernicke-Korsakoff) e desnutri√ß√£o.

Acompanhamento para recuperação