Oh, mãe: Boo Hoo faz festas para voltar à escola?

Oh, mãe: Boo Hoo faz festas para voltar à escola?

Oh, mãe: Boo Hoo faz festas para voltar à escola?

Parents, pegue seus Puffs. Se o simples pensamento de ir para o jardim de inf√Ęncia com o seu L¬īOreal migrar para o queixo, um primeiro dia de aula ¬ęboo hoo party¬Ľ pode ser o seu copo de Joe.

Essa tradição consagrada pelo olhar enevoado sobre esse marco importante está recebendo o tratamento em grupo: algumas escolas primárias acolhem mães e pais para se reunirem no refeitório após a queda das lágrimas Рe deixam o sistema fluir.

O motivo, explica Amy Graff, blogueira m√£e de San Francisco, no BabyCenter.com, √© “para que os pais possam chorar juntos e confortar um ao outro enquanto lamentam a realidade de que seus filhos est√£o crescendo”.

Consolo construtivo Рou chafurdar sem valor? Depende de quem você pergunta.

Os cr√≠ticos criticaram essa pr√°tica de “choro de matilha”, marcando qualquer coisa de auto-indulgente, pat√©tica e manca. A blogueira do conde Jeanne Sager, do The Stir, que divulgou a tend√™ncia assim como a pr√≥pria filha estava come√ßando o jardim de inf√Ęncia no ano passado, entre elas.

“Meus amigos e eu brincamos que dever√≠amos seguir o √īnibus para a escola no primeiro dia … depois nos instalar no estacionamento com uma garrafa de vinho”, brincou ela. “Se foi para afogar nossas m√°goas ou celebrar nossa liberdade, n√£o conseguimos decidir.”

Por que n√£o fazer do seu filho um tratamento infantil para o primeiro dia de aula?

Mas os feiticeiros parecem acertar o alvo com outros pais – e eles v√£o chorar se quiserem, obrigado. “Foi o melhor. coisa. sempre ¬Ľ, respondeu uma m√£e chamada Lisa nos coment√°rios na postagem do blog de Graff. “√Čramos relativamente novos em Los Angeles quando minha filha come√ßou a ser gentil, e foi fabuloso ter esse tempo de lamentar com outros pais.”

Algumas escolas tamb√©m se tornaram s√°bias, aproveitando a oportunidade para apresentar os pais ao PTA e facilitar o voluntariado. “Eles pegam voc√™ quando voc√™ est√° mais vulner√°vel – uma t√°tica bastante inteligente”, diz Graff. Os t√≠tulos s√£o espertos e engra√ßados, desde um ¬ęTissue Tea¬Ľ (incentivando os pais a assistir ¬ęse voc√™ est√° boohooing ou yahooing¬Ľ) at√© o ¬ęBooHoo WooHoo Brunch¬Ľ – que at√© serve champanhe (nesse caso, ¬ęalguns pais choram e dan√ßam Outra m√£e explicou). √Äs vezes, √© simplesmente apelidado de “caf√© da manh√£ de boas-vindas”.

“Isso deixa os pais super-nervosos e pegajosos fora dos nossos quartos no primeiro dia”, comentou uma professora de jardim de inf√Ęncia nos coment√°rios do BabyCenter.com.

√Č esse tipo de comportamento dos pais de “helic√≥pteros” que incomoda m√£es como Sager em primeiro lugar.

“Pensar (minha filha) pode encontrar seus pais chorando na cafeteria e come√ßar a enlouquecer √© a √ļltima maneira que eu quero que ela comece uma aventura de 13 anos”, diz ela. (Ela claramente pulou o shebang.)

Ainda assim, esse primeiro dia de aula é emocionalmente grande. E até os mais fiéis recebem um pouco de verklempt.

Então, você sufocaria seu solo de sniffle Рou responderá?