contador gratuito Skip to content

O que as m√£es gr√°vidas devem saber sobre a PIC

O que as m√£es gr√°vidas devem saber sobre a PIC

Imagem: Shutterstock

Quando voc√™ est√° gr√°vida, √© prov√°vel que se preocupe com dezenas de coisas que podem dar errado. Uma delas √© uma condi√ß√£o pouco conhecida chamada colestase intra-hep√°tica da gravidez ou PIC (1). Pode ser muito dif√≠cil de detectar, pois o √ļnico sintoma √≥bvio √© a coceira. O resultado dessa condi√ß√£o √© devastador: um beb√™ morto.

Jenny Chambers √© a fundadora do ICP Support, um grupo e institui√ß√£o de caridade com o objetivo de tornar essa condi√ß√£o conhecida para um p√ļblico mais amplo. Ela mesma sofreu ICP nas tr√™s gesta√ß√Ķes e compartilha sua tr√°gica hist√≥ria com outras pessoas de que a ICP n√£o tira a vida de mais beb√™s.

Jennys Story

Em 2016, Jenny compartilhou a hist√≥ria do que aconteceu naquele fat√≠dico dia de 24 de junho de 1991. Sua filhinha, Olivia, nasceu morta porque Jenny tinha ICP. Imagine sua ang√ļstia, pois voc√™ n√£o apenas perdeu um filho, mas descobriu que havia muito pouca consci√™ncia do PIC. Embora a condi√ß√£o tenha sido documentada anteriormente, ela n√£o era (e ainda n√£o √©) amplamente conhecida, portanto o hospital n√£o p√īde fazer muito para ajud√°-la.

Jenny foi submetida √† ICP nas tr√™s gesta√ß√Ķes e, portanto, sentiu coceira durante a gravidez. Ela havia pedido aos m√©dicos para induzir o parto prematuro, assim como havia feito com o nascimento de seu filho Alex. Sua primeira filha, Victoria, j√° havia nascido morta e falhou, por isso estava ansiosa para garantir que nada acontecesse com Olivia. Os m√©dicos disseram que haviam realizado o exame de sangue e que n√£o havia sinal de que fosse necess√°rio um parto prematuro. Com 39 semanas, ela deu √† luz Olivia, que n√£o sobreviveu.

Jennys Story

Crédito: mydonate.bt.com

Eles disseram a ela que sua filha provavelmente havia morrido pouco antes do nascimento. N√£o foi at√© algumas semanas depois que ele foi diagnosticado com ICP e foi informado que, de fato, um nascimento prematuro havia sido justificado. Verificou-se que seus exames de sangue n√£o haviam sido normais e havia indica√ß√Ķes de que ela tinha ICP.

Desolada e desesperada, ela fez deste ponto um fundamento de força em sua vida. Ele decidiu iniciar o grupo de apoio do ICPS, que é uma instituição de caridade para ajudar a aumentar a conscientização sobre a condição e financiar pesquisas. Ao longo dos anos, ela fez um trabalho tremendo, ajudando muitas mães a evitar a catástrofe que havia acontecido com ela (2).

Em uma breve apresentação em uma conferência internacional do ICP em Londres em 2012, diferentes mulheres descreveram como foram afetadas pelo ICP.

Crédito: ICPSupport (YouTube)

O que é ICP?

O que é ICP?

Imagem: Shutterstock

A PIC, tamb√©m conhecida como colestase obst√©trica, √© a doen√ßa hep√°tica espec√≠fica da gravidez mais comum. No Reino Unido, afeta aproximadamente 1% das mulheres, e a condi√ß√£o afeta predominantemente mulheres de ascend√™ncia asi√°tica. A causa exata da PIC ainda √© desconhecida, embora muitos cientistas levantem a hip√≥tese de que a intera√ß√£o entre os horm√īnios da gravidez e o f√≠gado √© a resposta.

Estrog√™nio e progesterona, os dois horm√īnios associados √† gravidez, afetam a fun√ß√£o do f√≠gado de transportar certos produtos qu√≠micos. Algumas mulheres n√£o conseguem lidar com os n√≠veis desses horm√īnios, fazendo com que os n√≠veis de bile subam no f√≠gado. Sem um fluxo adequado de bile, a press√£o sobre o f√≠gado aumenta e faz com que ele vaze para a corrente sangu√≠nea (3). Por sua vez, isso deve causar todos os sintomas da PIC.

Sintomas de ICP

Sintomas de ICP

Imagem: Shutterstock

Como afirmado, o principal sintoma da PIC é o prurido. Pode ter terminado, mas é mais comum nas palmas das mãos e nas plantas dos pés. Também pode piorar à noite. Além da coceira, também pode haver outros sintomas, como:

  • Movimentos intestinais de cor clara.
  • Dor abdominal, embora isso n√£o seja t√£o comum.
  • Icter√≠cia (amarelecimento dos olhos, mucosas e pele), embora isso tamb√©m n√£o seja muito comum.

Com esses sintomas vagos, a PIC pode ser dif√≠cil de diagnosticar. Estes sintomas s√£o frequentemente atribu√≠dos a outras condi√ß√Ķes de sa√ļde. Embora a PIC ocorra com mais frequ√™ncia ap√≥s 28 semanas de gesta√ß√£o, tamb√©m √© conhecido por ocorrer mais cedo. Portanto, voc√™ deve consultar seu m√©dico imediatamente.

Diagnosticando ICP

Embora a coceira intensa seja um sinal claro de PIC, ela não é definitiva. Portanto, são realizados exames laboratoriais para confirmar o diagnóstico. Os testes de função hepática e de coagulação sanguínea são mais frequentemente utilizados para apoiar o diagnóstico de PIC.

Tratamento da PIC

Infelizmente, não há cura para a PIC além do parto. No entanto, existem muitos tratamentos que ajudam a gerenciar a condição e minimizar os danos ao seu bebê.

  • O primeiro passo √© um medicamento chamado UDCA (√°cido ursodeoxic√≥lico) em doses de 600 mg a 2000 mg por dia (4). Ocorre naturalmente no corpo, mas n√£o em grandes quantidades. Sendo um tipo de √°cido biliar, regula o n√≠vel de outros √°cidos biliares que est√£o presentes na corrente sangu√≠nea.
  • O pr√≥ximo passo s√£o alguns medicamentos que reduzem a gravidade da coceira, como ester√≥ides, anti-histam√≠nicos ou cremes t√≥picos.
  • Visitas regulares ao hospital s√£o obrigat√≥rias. Aqui, a frequ√™ncia card√≠aca do seu beb√™ ser√° monitorada e qualquer ultra-som adicional ser√° realizado.
  • Voc√™ deve manter um registro dos movimentos do seu beb√™. Qualquer mudan√ßa repentina ou interrup√ß√£o total do movimento √© um sinal de alerta e voc√™ deve informar seu m√©dico imediatamente.
  • O parto prematuro √© recomendado em alguns casos, pois isso reduz as chances de seu beb√™ nascer morto.

Embora a coceira possa ser uma fase passageira, a história de Jennys nos mostra que nenhuma ocorrência incomum não deve ser ignorada durante a gravidez. Além disso, obter uma segunda opinião é essencial quando você não tem certeza do que seu médico está dizendo.

Os comentários são moderados pela equipe editorial da MomJunction para remover qualquer comentário pessoal, abusivo, promocional, provocador ou irrelevante. Também podemos remover hiperlinks nos comentários.