O

O “Plano Corona” de Glennon Doyle para os pais √© exatamente o que precisamos

O

Glennon Doyle / Instagram

Pare o que você está fazendo agora. Estou falando sério. Largue a roupa suja, coloque seu filho na frente de um show e preste muita atenção. Estou prestes a compartilhar a postagem mais importante do Instagram, pela qual você vai rolar hoje.

Se sua auto-quarentena √© parecida com a minha, voc√™ provavelmente est√° rodando em c√≠rculos familiares dentro de sua casa, se curvando sob as rid√≠culas press√Ķes da educa√ß√£o em casa, chorando feio na frente dos seus filhos regularmente, trope√ßando em todos os brinquedos do seu maldito andar, e imaginando quando diabos essa pandemia terminar√°.

Entendi. Eu realmente faço. Essa merda está além de difícil. Mas pais, por favor, saibam que agora podem descansar. Porque Glennon Doyle tem um plano para nós.

Em uma publicação de mídia social completamente divertida, o Indomável A autora fala sobre um telefonema que ela teve recentemente com uma amiga mãe perturbada. Enquanto seu bebê uivava como um animal selvagem ao fundo, a mulher expulsou verbalmente toda a culpa da mãe que estava sentindo ao permitir que seu filho tivesse muito tempo na TV. Doyle parou sua amiga, deu-lhe alguns conselhos para chutar o traseiro e faz uma observação poderosa que todos precisamos ouvir agora.

Pais, me escutem e ouçam bem, ela escreve. TV TIME é para os tempos da paz. Você sabe o que é o TV TIME durante a coroa? A hora da TV é TODAS AS VEZES. TODAS AS VEZES. TODOS.

Cue meu suspiro de al√≠vio t√£o esperado. Algu√©m finalmente disse que tudo estava secretamente paran√≥ico, e ela est√° nos libertando. Surpreende-me que eu ainda exija uma voz externa para me garantir que eu n√£o estou estragando meus filhos, deixando-os fazer maratonas de um dia inteiro. Daniel Tiger. N√≥s, m√£es, somos t√£o fodidamente dur√Ķes consigo mesmas, e isso mostra. Chega, eu digo. N√≥s merecemos melhor. E, felizmente, Doyle est√° aqui para nos ajudar.

Você sabe que eu te amo, e eu sempre tento ser gentil, ela explica. Mas essa mãe que se envergonha durante uma pandemia global é onde devo traçar a linha.

Doyle passou vários anos como professora da terceira série, mas teve que sair porque seu salário não era suficiente para cobrir o custo da creche para seus filhos. Em um esforço para continuar trabalhando, a mãe de três filhos abriu uma pré-escola em casa em seu porão. Depois que as crianças eram apanhadas no final do dia, Doyle trabalhava durante a noite nos planos de aula.

Ela pediu aos pais que relatassem a ela o que seus filhos disseram que aprenderam durante o dia na escola como uma maneira de ajudá-la a saber o que ensinar. Cada um deles teve a mesma resposta maldita. Cada criança se lembrava da atividade final do dia e se esquecia de todo o resto.

Aqui est√° o que eu aprendi sobre crian√ßas ‚ÄĚ, diz ela. “Tudo o que voc√™ precisa fazer √© terminar forte, ok?”

Essa filosofia trabalha para Doyle desde que seu terceiro filho apareceu. Com seus dois primeiros filhos, ela ficou obcecada em monitorar o tempo na tela, certificando-se de que eles estavam marcando todas as caixas de desenvolvimento e sendo um super-herói geral. Então ela deu à luz o terceiro bebê e a merda bateu no ventilador. Ela ficou mais flexível com as telas, relaxou em estar sempre com as crianças e decretou o que ela chama com carinho de pais medíocres.

Quando ela percebeu mais tarde que praticamente n√£o havia diferen√ßa entre os filhos, apesar de ter ficado t√£o relaxada com o √ļltimo, Doyle percebeu que estava colocando um fardo indevido sobre si mesma. Seus tr√™s filhos ficaram √≥timos, e n√£o importava o quanto eles assistissem Queda de gravidade durante a inf√Ęncia.

Talvez, apenas talvez, todos n√≥s possamos deixar as palavras desta m√£e absorverem e finalmente nos concedermos a permiss√£o para acalmar a porra agora. E isso pode come√ßar por modelar uma educa√ß√£o med√≠ocre incr√≠vel, aprovada por Glennon Doyle. Ou√ßa-me, pais de jovens, ela diz. Ap√≥s o caf√© da manh√£, leia um livro com eles. OK? √ďtimo. Isso est√° come√ßando forte. Em seguida, um r√°pido programa de TV de sete horas. Antes do jantar, desligue a TV e fa√ßa algo legal. Algo divertido. N√£o √© divertido no Pinterest. Apenas divers√£o f√°cil. Um jogo de tabuleiro, eu espio – est√° terminando forte. Depois jantar. Ent√£o, obviamente, outro show de fam√≠lia. Esse √© o “Plano Corona”. “

Darren Eagles / Getty

Se seu filho tiver idade escolar, Doyle hilariamente recomenda que você mude a TV e ative as legendas para ensiná-los sobre leitura. Se eles quiserem um pouco de água, incentive-os a pegá-lo, e você terá uma malha de PE na bolsa. Pergunte a eles quantos episódios de O Mandaloriano eles apenas assistiram, e sua resposta pode contar como matemática para o dia.

E se eles reclamarem de serem ofegantes! cansado demais de assistir uma tonelada de merda de TV?

Voc√™ os olha nos olhos – aconselha Doyle. ‚ÄúVoc√™ diz, beb√™, continue. Voc√™ entendeu isso. Voc√™ pode fazer coisas dif√≠ceis. Volte para a frente da TV. Continue, guerreiro. “

A autoproclamada oradora desmotivada de renome mundial vai um passo al√©m para todos os cuidadores que se sentiram cautelosos com suas sugest√Ķes encorajadas. Ela fornece aos pais um artigo do New York Times escrito por dois professores de Oxford, intitulado Dont Freak Out About Quarantine Screen Time, e serve como um lembrete sofisticado de que nossos filhos v√£o ficar bem se pudermos relaxar um pouco.

No final de sua conversa √©pica, Doyle nos lembra que a melhor coisa que podemos fazer por nossos filhos √© incorporar um ambiente sem vergonha. E eu n√£o poderia estar mais a par disso. Como ela afirma de maneira t√£o eloquente em seu post, agora √© um momento melhor do que nunca para seguir o caminho mais f√°cil sempre que poss√≠vel. Todos n√≥s passamos coletivamente por algo profundamente perturbador e at√© traum√°tico no momento, e todos os nossos filhos que honestamente precisam agora s√£o se sentir seguros e amados. Com tantos pais lutando para sobreviver, se preocupando com a forma como alimentar√£o os filhos ou equilibrando as exig√™ncias imposs√≠veis de trabalhar e cuidar dos pais 24 horas por dia, todos os dias, a √ļltima coisa com a qual todos n√≥s devemos lidar √© com a culpa que n√£o existe.

Vamos tirar uma página do livro de Glennon Doyles e não tornar esse capítulo temporário mais doloroso para nós mesmos. Nossos filhos vão nos agradecer por isso, eu prometo a você.

Agora, se você me der licença, preciso repetir Frozen 2 pela milionésima vez hoje.