Meu filho tem quase 13 anos e é um grande negócio

Meu filho tem quase 13 anos e é um grande negócio

Meu filho tem quase 13 anos e é um grande negócio

uschools / Getty

Ultimamente me vejo olhando para fotos de bebê nas paredes da casa. Eu olho perto, muito perto, olhando de soslaio para ver se consigo encontrar algum pedaço daquele bebê gordinho no meu filho quase adolescente. Eu olho, desejando ver alguma semelhança, algum lembrete, que diz: Sim, sou eu, mãe, seu bebê.

Mas por mais que me doa, eu simplesmente n√£o vejo.

Estamos na véspera de 13, na adolescência, e é tão importante quanto você pensa que será todos aqueles anos atrás, quando você pendura aquelas fotos de bebê na parede.

Treze. TREZE.

Mas n√£o √© grande coisa por causa das quatro √ļltimas letras dessa palavra, como eu pensei que seria. √Č algo mais √≥bvio, mas tamb√©m dif√≠cil de descrever ou nomear. Se isso √© poss√≠vel.

São os pés maiores, jeans mais longos e a voz mais profunda, com certeza. Mas também é o lembrete de que o tempo está passando e que essa pessoa não estava realmente seu bebêem absoluto; eles são a própria pessoa e o caminho de tornando-separece estar se movendo em um ritmo mais rápido nos dias de hoje.

Por mais que eu odeie admitir, o clichê é realmente verdadeiro: os dias são lentos, mas os anos são rápidos. Bem, talvez não seja rápido necessariamente, mas Mais rápido isso é certeza.

Na realidade, a grandeza da adolesc√™ncia come√ßou h√° um tempo atr√°s. As coisas realmente mudam quando eles t√™m 12, ou talvez at√© 11 anos. √© nessa pessoa, voc√™ pensa em mais de uma ocasi√£o. Certo, ent√£o talvez voc√™ nem pense que grita: Quem √© esse cara em passeios exasperados e cheios de l√°grimas com outros pais no meio dessa confus√£o adolescente angustiada e cheia de horm√īnios?

E no meio de todos esses medos de que você está fazendo algo errado, porque nunca pensou que seu filho faria aquelee você pensou totalmente eles sabiam melhore eles devem estar no caminho errado, você obtém vislumbres da pessoa excepcional que está se tornando.

Esta √© a alegria e a tristeza das v√©speras dos 13 anos. √Č saber que o tempo √© passageiro e as crian√ßas √†s vezes chocam-no com sua surpresa.

Quase 13 anos ainda dizem que eu te amo, m√£e – com uma facilidade surpreendente – quando saem do carro para praticar esportes ou para o FaceTime para ver se podem ir a uma casa de amigos depois da escola. Ele est√° querendo, mas n√£o precisa ser dobrado antes de dormir. Seus livros querendo ler para eles, mas querendo ouvir m√ļsica sozinhos.

Quase 13 est√£o precisando de um longo abra√ßo no final do dia ou horas sozinhas no quarto, dependendo do dia. Est√° comprando tanto no departamento masculino quanto no infantil, e nada se encaixa perfeitamente. √Č contar piadas desajeitadas, dignas de arrepiar e nada engra√ßadas, mas ser capaz de assistir filmes inadequados com eles (e eles realmente entendem a maioria das piadas).

Quase 13 são argumentos sobre quem tem mais tempo no Xbox ou se queixa de tirar o lixo. São conversas perspicazes sobre Deus e o privilégio dos brancos e sobre como ser um bom amigo.

Quase 13 s√£o cart√Ķes feitos √† m√£o, de m√£os dadas e spray corporal Ax. Assim. Muito de. Corpo. Spray.

Quase 13 √© um pouco disso e um pouco disso, com um p√© nos dois lados da linha entre a inf√Ęncia e a idade adulta jovem. E por isso, √†s vezes pode ser totalmente brutal. Mas tamb√©m pode ser o melhor de tudo, com a inoc√™ncia da inf√Ęncia e a autenticidade da adolesc√™ncia.

Agora que meu filho est√° na v√©spera dos 13 anos e sobreviveu ao drama dos anos pr√©-adolescente (quase de qualquer maneira), acho que sou capaz de sentir algumas das tr√©guas respirat√≥rias profundas que 13 parecem trazer. N√£o me interpretem mal, n√£o h√° menos drama ou ang√ļstia. N√£o h√° menos reviravoltas nos olhos ou portas batidas. E n√£o tenho d√ļvidas de que o tornado da adolesc√™ncia continuar√° girando ao nosso redor. Mas eu me acomodei no caos apenas o suficiente para apreciar os momentos tranquilos de vez em quando.

Ent√£o, sim, 13 √© um grande neg√≥cio. Mas n√£o por todas as raz√Ķes que pensei que seria. N√£o por causa do adolescente oficialmente vinculado ao fim de sua idade. N√£o porque todas essas piadas e memes sobre a adolesc√™ncia sejam dolorosamente relevantes (embora sejam). N√£o porque eu possa prever com precis√£o clich√™ a turbul√™ncia agridoce dos pr√≥ximos cinco anos.

Mas precisamente porque eu não possoprever o que esses anos trarão. Eu tenho absolutamente nãoidéia.

√Č por isso que 13 √© um grande neg√≥cio. Porque voc√™ percebe que n√£o tem ideia. Nenhum de voc√™s conhece as crian√ßas, nem os pais, nem n√≥s. Voc√™ sabe algogrande est√° prestes a acontecer, mas voc√™ n√£o sabe exatamenteo que. Como um bom amigo me disse recentemente, √© como chegar ao topo de uma montanha-russa alta e voc√™ n√£o tem ideia do que est√° por vir. Haver√° uma enorme queda? Loopdie-loops? Espirais? Turnos r√°pidos? Tudo acima? Quem sabe.

Mas tudo bem, porque podemos ficar um pouco disso e um pouco disso ao mesmo tempo. Eles podem ser uma ‚Äúcrian√ßa pequena‚ÄĚ e uma ‚Äúcrian√ßa grande‚ÄĚ ao mesmo tempo. Podemos estar aterrorizados com a rapidez com que o tempo est√° se movendo e tamb√©m √†s vezes desejamos que se mova um pouco mais r√°pido. Podemos sentir a fuga embora sabendo tamb√©m que o amor dos pais significa que eles nunca podem realmente ir longe demais. Podemos nos apegar ao que √© confort√°vel e tamb√©m queremos sacudi-lo ao mesmo tempo.

Estavam todos se atrapalhando, procurando muito de perto o que sab√≠amos, qualquer semelhan√ßa com “nosso beb√™” como eu fa√ßo com aquelas fotos de beb√™s que revestem minhas paredes quando entramos no que parece o abismo gigante.

Avançar para o que é o próximo. Seja lá o que é.