Meu filho n√£o vai para a faculdade depois que ele se forma, e eu estou emocionado

Meu filho n√£o vai para a faculdade depois que ele se forma, e eu estou emocionado

Meu filho n√£o vai para a faculdade depois que ele se forma, e eu estou emocionado

Oliver Rossi / Getty

Meu filho mais velho acabou de sofrer com o aprendizado on-line do dia. Ele odeia a escola, tem medo de ficar sentado na sala de aula por horas seguidas, e isso mostra.Ele adora ser ativo, ir à academia e fazer trabalho duro. Ele trabalha como assistente de encanador há alguns anos e tem trechos onde mantém dois empregos por vez Рtoda a sua escolha.

Quando ele se aproxima do √ļltimo ano do ensino m√©dio, n√£o h√° planos para ele ir para a faculdade e eu n√£o poderia estar mais emocionado por ele.

Sim, eu estaria a bordo da faculdade ou da escola de tecnologia, se era isso que ele queria fazer. O pai dele foi para a faculdade, eu fui para a faculdade e, quando tínhamos filhos, começamos a economizar e planejar, porque achamos que eles queriam ir.

Você aprende muito rapidamente quando tem filhos para não presumir que eles atingirão determinados marcos ou farão as coisas simplesmente porque você acha que eles alcançarão.E quando eles chegam à adolescência, é preciso deixar de lado as expectativas, a menos que queira escalar uma batalha difícil todos os dias.

Eu poderia pressionar meu filho a ir para a faculdade e assumir o controle de seu futuro, mesmo que o inferno logo seja um adulto e tenha expressado o que ele quer fazer com sua vida.Ou eu poderia fazer a coisa certa para nós dois Рapoiar sua decisão e focar nos benefícios de não enviar seus filhos para a faculdade, porque definitivamente tem suas vantagens.

N√£o precisamos nos preocupar com o fluxo intermin√°vel de papelada, seu ensaio para a faculdade ou lidar com o aspecto financeiro dele indo para a escola.

Não estou falando apenas sobre a dívida que acumularíamos se ele fosse (mas muito isso). Tentar decifrar entre quais empréstimos são melhores, quanto de ajuda qualificamos e tentar obter nossas mãos em bolsas de estudo e subsídios faz minha cabeça girar.

Ele n√£o precisar√° adicionar formul√°rios para preencher sua vida j√° cheia. √Č claro que eu estaria l√° para ajud√°-lo, apoi√°-lo e lembr√°-lo de que o rel√≥gio estava correndo, ent√£o √© melhor ele ir se quisesse ir para uma faculdade tradicional. Mas desde que ele n√£o faz, eu vou alegremente jogar minhas m√£os para cima e montar aquela onda de liberdade. Afinal, eles s√£o poucos e distantes entre si quando voc√™ tem filhos.

Ele fez a pesquisa. Ele quer entrar no ramo de encanamentos e sabe que pode se formar no ensino m√©dio e come√ßar sua carreira sem d√≠vidas. √Č um ac√©falo para ele; ele tem um plano – e s√≥ porque ele n√£o vai para a escola, deixe-me garantir, esse plano n√£o n√£oincluir me formar e morar no meu por√£o at√© que ele tenha apenas 35 anos, esperando que tudo d√™ certo para ele. Ele est√° determinado e sabe o que quer. N√£o posso dizer que senti o mesmo sobre minha vida quando tinha a idade dele. Eu segui o que todo mundo estava fazendo e esperava que as coisas se encaixassem.

Também sabemos que ele pode ir para a faculdade a qualquer momento, caso mude de idéia. Só porque ele não vai para a faculdade direto do ensino médio não significa que ele perdeu a chance.

Essa √© a coisa linda de dar a ele espa√ßo para descobrir isso por conta pr√≥pria. √Č 100% a decis√£o dele e ele nunca olhar√° para tr√°s e dir√° que seus pais o pressionaram a fazer algo que ele n√£o queria, ou ele sentiu que tinha que ir para a faculdade para nos agradar. Eu n√£o poderia viver com isso.

No entanto, posso viver com ele fazendo as suas coisas e tendo seus pr√≥prios pensamentos e opini√Ķes, sabendo que ele tem a liberdade de mudar de rumo, se quiser.

Todos temos esperanças e sonhos para nossos filhos. Decidi alguns anos atrás, quando estava claro que a escola não era para o meu filho e ele deixou bem claro que a faculdade não era algo que o faria feliz, deixei essa expectativa de lado.

Expectativas são o que nos leva a uma merda profunda. Tudo o que me interessa é a felicidade de meus filhos e, embora outros possam pensar que estou sendo preguiçoso, ou não acreditando nele, é exatamente o contrário.

Acredito no meu filho quando ele me diz que n√£o quer ir para a faculdade. Eu acredito nele quando ele diz que mal pode esperar para se formar no ensino m√©dio, para que ele possa ter uma vida que n√£o parece com a dele. Acredito nele quando ele diz que mal pode esperar para trabalhar, porque nunca vi algu√©m trabalhar mais do que nos √ļltimos anos.

Vejo o quão feliz seu trabalho comercial o deixou, e quem sou eu para adiá-lo vivendo sua melhor vida, porque nossa sociedade nos diz que ir para a faculdade é o próximo passo natural após a formatura do ensino médio?

O que √© natural para uma pessoa n√£o √© natural para outra e eu me recuso a lutar com ela pelo que parece certo para ela. √Č a vida dele para viver, n√£o a minha, e honestamente, n√£o tenho energia para tentar mudar de id√©ia. Ser√° uma batalha perdida por toda parte.

Então, no próximo ano, enquanto muitos pais e alunos se preparam para ir para a faculdade, meu filho e eu provavelmente estaremos conferindo apartamentos ou condomínios. Que bom que ele acorda todos os dias e vai para um emprego que ama, onde se sente confiante, habilidoso e começa a trabalhar com as mãos.

A maior vantagem de deixar meu filho escolher seu próprio caminho é que eu sei que ele está feliz. Nenhuma expectativa, bolsa de estudos, escola ou diploma pode chegar perto de medir isso.

Afinal, n√£o √© ser feliz o que todos queremos para os nossos filhos? Que sorte ele tem se o encontrar t√£o cedo, em vez de desviar o caminho, porque sente que √© o que voc√™ “deveria” fazer.