Meu beb√™ est√° no jardim de inf√Ęncia, e aqui est√° por que isso √© t√£o importante

Meu beb√™ est√° no jardim de inf√Ęncia, e aqui est√° por que isso √© t√£o importante

Meu beb√™ est√° no jardim de inf√Ęncia, e aqui est√° por que isso √© t√£o importante

Nadezhda1906 / Getty

H√° dez anos, eu era uma pessoa completamente diferente. Prosperando em minha carreira como professor de ingl√™s do ensino m√©dio, eu estava apaixonadamente planejando planos de aula que giravam em torno de quest√Ķes sociais como racismo, sexismo e imigra√ß√£o. Todas as noites, eu me sentava √† mesa da sala de jantar, sublinhando as conjun√ß√Ķes e escrevendo notas como “preciso de pontua√ß√£o” ou “adicione transi√ß√£o aqui”. E mesmo quando meu novo papel como mam√£e come√ßou a se formar, eu ainda estava comprometido com minha carreira. Eu seria uma m√£e trabalhadora e teria tudo.

Até eu não. Até um dia, eu segurei meu novo bebê nos braços e percebi que não podia fazer todas as coisas da maneira que queria fazer todas as coisas, então escolhi uma. Eu escolhi me afastar do ensino e começar um novo show como mãe que fica em casa.

Eu disse a mim mesma que n√£o era uma escolha eterna. “Vamos ver como vai”, eu disse. Mas outro beb√™ chegou dois anos depois, e depois outros dois anos depois … E, bem, voc√™ conhece a hist√≥ria.

10 anos.

10 anos de fraldas quebradas e procurando por uma m√£e que eu pudesse fazer amizade. 10 anos de hist√≥ria da mercearia derretem e implorando para que comessem um vegetal. 10 anos de consultas com pediatra, onde eu ouvia “√© apenas um v√≠rus, espere”, enquanto o corpinho p√°lido e exausto do meu filho dormia em meus bra√ßos.

10 anos de mamãe durante todo o dia e depois mamãe a noite toda, seja amamentando o bebê ou balançando uma criança após um pesadelo ou trocando lençóis encharcados de xixi.

10 anos olhando para o relógio e me perguntando como diabos eram apenas 11:00 da manhã desde que eu caí no chão correndo seis horas atrás.

10 anos esperando a hora da soneca e a hora de dormir e depois lutando contra a culpa que eu desejava pela hora da soneca e hora de dormir.

10 anos de solidão, mesmo estando me afogando em bebês que se apegavam a mim o dia inteiro.

10 anos precisando de mais e sem saber como admitir que precisava de mais.

E a partir deste outono, acabou. O fim de uma era. Meu √ļltimo beb√™ est√° indo para o jardim de inf√Ęncia. Pela primeira vez em uma d√©cada, n√£o terei filhos em casa entre 8:15 e 4:15 todos os dias. Oh, o sil√™ncio. Quantas vezes neste ver√£o eu fantasiei com o sil√™ncio.

Eu j√° senti o gosto de como todas as crian√ßas se v√£o desde que meu pequeno garoto esteve na pr√©-escola nos √ļltimos dois anos. Por algumas horas por dia, eu n√£o tinha ningu√©m pedindo lanches ou me atirando com uma arma nerf ou brigando com os irm√£os sobre quem peidava e a prendia embaixo de um cobertor.

Mas eu também era um SAHM com um pré-escolar que saiu da escola às 11:30. Quem ainda precisava de ajuda no banheiro. Quem não podia ficar sozinho e quem precisava de entretenimento constante.

Até agora.

Est√° na hora, meus amigos. E ent√£o me ajude. PRONTO. Vou chorar quando ele subir as escadas do √īnibus no primeiro dia? Sim. Eu sempre choro. Jardim de inf√Ęncia √© um grande neg√≥cio. Um divisor de √°guas. Ele ficar√° impressionado? Ele vai se perder? Ele ser√° capaz de abrir sua lancheira? Ele vai se dar tempo suficiente para conseguir o penico por causa de seu s√©rio FOMO?

Vou me preocupar o dia inteiro.

E eu vou comemorar o dia todo, porque merda, estou pronto.

Estou pronto para virar a página. Estou pronto para este próximo capítulo.

Olhando para tr√°s, eu n√£o mudaria nada. Eu n√£o desistiria daqueles anos em casa com meus beb√™s. E tenho muito orgulho do que fiz. Porque a transi√ß√£o para um SAHM foi um dos maiores desafios da minha vida. Eu n√£o tinha ideia de como seria dif√≠cil. E se algu√©m me dissesse, acho que n√£o teria import√Ęncia. Porque foi ainda mais dif√≠cil.

Esses 10 anos foram solitários. E cansativo. E alguns dias, vazios. Ansiava pela minha carreira, mas sabia que não podia fazer as duas coisas. Então, coloquei-o de lado e fiz uma coisa da melhor maneira possível. Mas, infelizmente, eu me perdi ao longo do caminho. Fiquei cansado e ressentido e pesar com a culpa por não amar cada minuto.

Mas agora é minha hora de nadar, e não posso pular na piscina rápido o suficiente. Chegou a minha hora de lembrar quem eu era e quem eu quero ser além de uma vadia de bunda e lanche. Ainda sou a mãe e sempre serei. E é assim que eu quero. Mas há um outro pedaço de mim que ficou enterrado por um longo tempo. Não havia tempo para deixá-la sair. Não havia horas suficientes e eu não tinha energia suficiente.

Ainda sou um SAHM, mas agora sou mãe de crianças em idade escolar. Provavelmente ainda serei o pai e o voluntário do quarto em uma excursão ocasional. Agora trabalho em casa, o que também me torna uma mãe que trabalha. Eu tenho minha própria merda para fazer entre 8:15 e 4:15 todos os dias agora, e caramba, isso é bom.

N√£o tenho certeza do que vou fazer primeiro depois de lev√°-los para o √īnibus no primeiro dia. Vou pular direto no computador? Dedique alguns segundos para se sentar e refletir sobre essa jornada? Ligar para uma namorada com quem eu n√£o falo h√° cinco anos? Jogue uma carga de roupa? Ir correr? O mundo ser√° minha ostra naquele momento.

Uma coisa que sei é que ficarei empolgado em virar essa página de verdade na minha vida. (E também beba uma xícara de café enquanto ainda está quente.)