Lidar com uma separação ou divórcio

Lidar com uma separação ou divórcio

Quando um relacionamento termina, a cura pode levar tempo. Essas dicas podem ajudá-lo a lamentar sua perda e começar a seguir em frente.

Por que as separações são tão dolorosas?

Um rompimento ou divórcio pode ser uma das experiências mais estressantes e emocionais da vida. Seja qual for o motivo da separação e se você quer ou não, o rompimento de um relacionamento pode virar todo o mundo de cabeça para baixo e desencadear todo tipo de emoções dolorosas e perturbadoras.

Mesmo quando um relacionamento não é mais bom, um divórcio ou separação pode ser extremamente doloroso porque representa a perda, não apenas da parceria, mas também dos sonhos e compromissos que você compartilhou. Os relacionamentos românticos começam com uma alta nota de entusiasmo e esperanças para o futuro. Quando um relacionamento falha, sentimos profunda decepção, estresse e tristeza.

Uma separação ou divórcio lança você em um território desconhecido. Tudo é interrompido: sua rotina e responsabilidades, sua casa, seus relacionamentos com familiares e amigos e até sua identidade. Uma separação também traz incerteza sobre o futuro. Como será a vida sem o seu parceiro? Você encontrará outra pessoa? Você vai acabar sozinho? Essas incógnitas podem parecer piores do que estar em um relacionamento infeliz.

Essa dor, perturbação e incerteza significa que a recuperação de um rompimento ou divórcio pode ser difícil e levar tempo. No entanto, é importante lembrar-se de que você pode e vai passar por essa experiência difícil e até seguir em frente com um renovado senso de esperança e otimismo.

Lidar com uma separação ou divórcio

  • Reconheça que não há problema em ter sentimentos diferentes. É normal sentir-se triste, zangado, exausto, frustrado e confuso, e esses sentimentos podem ser intensos. Você também pode se sentir ansioso com o futuro. Aceite que reações como essas diminuirão com o tempo. Mesmo se o relacionamento não fosse saudável, aventurar-se no desconhecido é assustador.
  • Dê um tempo a si mesmo. Permita-se sentir e funcionar em um nível abaixo do ideal por um período de tempo. Você pode não ser tão produtivo no trabalho ou cuidar de outras pessoas exatamente da maneira que está acostumado há um tempo. Ninguém é super-homem ou super-mulher; reserve um tempo para curar, reagrupar e reenergizar.
  • Não passe por isso sozinho. Compartilhar seus sentimentos com amigos e familiares pode ajudá-lo a passar por esse período. Considere ingressar em um grupo de suporte onde você pode conversar com outras pessoas em situações semelhantes. Isolar-se pode aumentar seus níveis de estresse, reduzir sua concentração e atrapalhar seu trabalho, outros relacionamentos e a saúde geral. Não tenha medo de obter ajuda externa, se precisar.

Fonte: Saúde Mental América

Permita-se lamentar a perda do relacionamento

O luto é uma reação natural à perda, e o rompimento ou divórcio de um relacionamento amoroso envolve múltiplas perdas:

  • Perda de companhia e experiências compartilhadas (que podem ou não ter sido consistentemente agradáveis)
  • Perda de apoio, seja financeira, intelectual, social ou emocional
  • Perda de esperanças, planos e sonhos (que podem ser ainda mais dolorosos do que perdas práticas)

Permitir-se sentir a dor dessas perdas pode ser assustador. Você pode temer que suas emoções sejam intensas demais para suportar ou que fique preso em um lugar escuro para sempre. Lembre-se de que o luto é essencial para o processo de cura. A dor do luto é precisamente o que ajuda você a deixar de lado o antigo relacionamento e seguir em frente. E não importa quão forte seja sua dor, ela não durará para sempre.

Dicas para lamentar após um rompimento ou divórcio:

Não lute contra seus sentimentos É normal ter muitos altos e baixos e sentir muitas emoções conflitantes, incluindo raiva, ressentimento, tristeza, alívio, medo e confusão. É importante identificar e reconhecer esses sentimentos. Embora essas emoções muitas vezes sejam dolorosas, tentar suprimi-las ou ignorá-las apenas prolongará o processo de luto.

Fale sobre como você está se sentindo Mesmo que seja difícil para você falar sobre seus sentimentos com outras pessoas, é muito importante encontrar uma maneira de fazê-lo quando estiver sofrendo. Saber que outras pessoas estão cientes de seus sentimentos fará com que você se sinta menos sozinho com sua dor e ajudará a curar. Escrever em um diário também pode ser uma saída útil para seus sentimentos.

Lembre-se de que seguir em frente é o objetivo final Expressar seus sentimentos o libertará de certa forma, mas é importante não insistir nos sentimentos negativos ou superestimar a situação. Ficar preso em sentimentos ofensivos como culpa, raiva e ressentimento vai lhe roubar uma energia valiosa e impedir que você se cure e avance.

Lembre-se de que você ainda tem um futuro Quando você se compromete com outra pessoa, cria muitas esperanças e sonhos para uma vida juntos. Após o término, é difícil deixar essas aspirações irem. Ao lamentar a perda do futuro que você imaginou, seja encorajado pelo fato de que novas esperanças e sonhos eventualmente substituirão os antigos.

Conheça a diferença entre uma reação normal a um rompimento e depressão O luto pode ser paralisante após um rompimento, mas depois de um tempo, a tristeza começa a aumentar. Dia após dia, e pouco a pouco, você começa a seguir em frente. No entanto, se você não sentir impulso, pode estar sofrendo de depressão.

Ajudando seus filhos durante uma separação ou divórcio

Quando a mãe e o pai se separam, a criança pode se sentir confusa, zangada e insegura, além de profundamente triste. Como pai, você pode ajudar seus filhos a lidar com a separação, fornecendo estabilidade e atendendo às necessidades de seu filho com uma atitude positiva e tranquilizadora.

Entre em contato com outras pessoas para obter suporte

O apoio de outras pessoas é fundamental para a cura após um rompimento ou divórcio. Você pode sentir vontade de ficar sozinho, mas isolar-se só tornará esse momento mais difícil. Não tente passar por isso sozinho.

Conecte-se pessoalmente com amigos e familiares confiáveis. Pessoas que passaram por separações dolorosas ou divórcios podem ser especialmente úteis. Eles sabem como é e podem garantir que há esperança para a cura e novos relacionamentos. O contato frequente cara a cara também é uma ótima maneira de aliviar o estresse de uma separação e recuperar o equilíbrio em sua vida.

Gaste tempo com pessoas que apoiam, valorizam e energizam você. Ao considerar a quem procurar, escolha sabiamente. Cerque-se de pessoas positivas e que realmente o escutam. É importante que você se sinta livre para ser honesto com o que está passando, sem se preocupar em ser julgado, criticado ou instruído sobre o que fazer.

Obtenha ajuda externa, se precisar. Se entrar em contato com outras pessoas não for natural, considere consultar um conselheiro ou ingressar em um grupo de suporte (consulte a seção Recursos abaixo). O mais importante é que você tenha pelo menos um lugar onde se sinta à vontade para abrir.

Cultive novas amizades. Se você sentir que perdeu sua rede social junto com o divórcio ou a separação, faça um esforço para conhecer novas pessoas. Participe de um grupo de contatos ou clube de interesse especial, faça uma aula, participe de atividades comunitárias ou seja voluntário em uma escola, local de culto ou outra organização comunitária.

Cuidar de si mesmo após uma separação

Um divórcio é um evento altamente estressante e que muda a vida. Quando você está passando por uma crise emocional e lidando com grandes mudanças na vida, é mais importante do que nunca cuidar de si mesmo. A tensão e a perturbação de um grande rompimento podem deixá-lo psicologicamente e fisicamente vulnerável.

Trate-se como se estivesse superando a gripe. Descanse bastante, minimize outras fontes de estresse em sua vida e reduza sua carga de trabalho, se possível. Aprender a cuidar de si mesmo pode ser uma das lições mais valiosas que você aprende após uma separação. Ao sentir as emoções da sua perda e começar a aprender com a sua experiência, você pode resolver cuidar melhor de si mesmo e fazer escolhas positivas no futuro.

Dicas de autocuidado:

Arranje tempo todos os dias para se alimentar. Ajude a curar-se agendando um horário diário para as atividades que você acha calmantes e calmantes. Passe algum tempo com bons amigos, dê um passeio na natureza, ouça música, desfrute de um banho quente, faça uma massagem, leia um livro favorito, faça uma aula de ioga ou saboreie uma xícara de chá quente.

Preste atenção ao que você precisa a qualquer momento e fale para expressar suas necessidades. Honre o que você acredita ser certo e melhor para você, mesmo que possa ser diferente do que seu ex ou os outros querem. Diga “não” sem culpa ou angústia como uma maneira de honrar o que é certo para você.

Atenha-se a uma rotina. Um divórcio ou rompimento de relacionamento pode atrapalhar quase todas as áreas da sua vida, ampliando sentimentos de estresse, incerteza e caos. Voltar à rotina regular pode proporcionar uma sensação reconfortante de estrutura e normalidade.

Tire um tempo. Tente não tomar decisões importantes nos primeiros meses após a separação ou o divórcio, como iniciar um novo emprego ou mudar-se para uma nova cidade. Se puder, aguarde até se sentir menos emocional para poder tomar decisões com a cabeça mais clara.

Evite usar álcool, drogas ou alimentos para lidar com isso. Quando você está no meio de um rompimento, pode ser tentado a fazer qualquer coisa para aliviar seus sentimentos de dor e solidão. Mas usar álcool, drogas ou comida como fuga é prejudicial e destrutivo a longo prazo. É essencial encontrar maneiras mais saudáveis ​​de lidar com sentimentos dolorosos. O Kit de Ferramentas de Inteligência Emocional gratuito do HelpGuide pode ajudar.

Explore novos interesses. Um divórcio ou separação é um começo e um fim. Aproveite a oportunidade para explorar novos interesses e atividades. Buscando diversão, novas atividades dão a você a chance de aproveitar a vida no aqui e agora, em vez de ficar pensando no passado.

Fazendo escolhas saudáveis: coma bem, durma bem e faça exercícios

Quando você está passando por um estresse de divórcio ou separação, hábitos saudáveis ​​são facilmente ignorados. Você pode se sentir sem comer ou comer demais suas comidas favoritas. O exercício pode ser mais difícil de se adaptar devido às pressões adicionais em casa e o sono pode ser evasivo. Mas todo o trabalho que você está fazendo para avançar de maneira positiva será inútil se você não fizer escolhas de estilo de vida saudáveis ​​a longo prazo. Veja: Alimentação saudável, como dormir melhor e como começar a se exercitar e cumpri-lo

Aprendendo lições importantes de um rompimento ou divórcio

Pode ser difícil vê-lo quando você está passando por um rompimento doloroso, mas em tempos de crise emocional, há oportunidades para crescer e aprender. Você pode estar sentindo nada além de vazio e tristeza em sua vida agora, mas isso não significa que as coisas nunca vão mudar. Tente considerar esse período da sua vida um tempo limite, um tempo para semear as sementes para um novo crescimento. Você pode sair dessa experiência se conhecendo melhor e se sentindo mais forte e mais sábio.

Para aceitar completamente uma separação e seguir em frente, você precisa entender o que aconteceu e reconhecer o papel que desempenhou. Quanto mais você entender como as escolhas feitas afetaram o relacionamento, melhor será capaz de aprender com seus erros e evitar repeti-los no futuro.

Algumas perguntas a serem feitas:

  1. Dê um passo para trás e veja o quadro geral. Como você contribuiu para os problemas do relacionamento?
  2. Você costuma repetir os mesmos erros ou escolher a pessoa errada em um relacionamento após o outro?
  3. Pense em como você reage ao estresse e lida com conflitos e inseguranças. Você poderia agir de uma maneira mais construtiva?
  4. Considere se você aceita ou não as outras pessoas da maneira que elas são, não da maneira que elas poderiam ou “deveriam” ser.
  5. Examine seus sentimentos negativos como ponto de partida para a mudança. Você está no controle de seus sentimentos ou eles estão no controle de você?

Você precisará ser honesto consigo mesmo durante esta parte do processo de cura. Tente não insistir em quem é o culpado ou se culpe por seus erros. Ao relembrar o relacionamento, você tem a oportunidade de aprender mais sobre si mesmo, como se relaciona com os outros e os problemas em que precisa trabalhar. Se você conseguir examinar objetivamente suas próprias escolhas e comportamento, incluindo os motivos pelos quais escolheu seu ex-parceiro, poderá ver onde errou e fazer melhores escolhas na próxima vez.

Autores: Jeanne Segal, Ph.D., Gina Kemp, M.A., e Melinda Smith, M.A. Última atualização: junho de 2019.