contadores Saltar al contenido

Intervenções breves eficazes para problemas de bebida

Para pessoas que não têm um problema sério de bebida, mas às vezes tomam álcool em níveis perigosos ou abusivos, intervenções breves podem ser uma maneira eficaz de moderar seu consumo de álcool e eliminar padrões de consumo prejudiciais.

As mesmas breves estratégias de intervenção, no entanto, não parecem ser eficazes para aqueles com transtornos mais graves pelo uso de álcool.

O que é uma intervenção breve?

Intervenções breves são breves sessões individuais de aconselhamento, destinadas a incentivar a pessoa a eliminar práticas prejudiciais de consumo, como o consumo excessivo de álcool. Diferentemente do tratamento tradicional para alcoolismo, que pode levar semanas e até meses, intervenções breves são geralmente de uma a quatro sessões curtas.

Na maioria dos casos, a pessoa recebe material de leitura, como panfletos, manuais ou pastas de trabalho, que reforçam as estratégias descritas durante o aconselhamento. O conselheiro geralmente acompanha a pessoa por e-mail, correio ou telefone para verificar seu progresso e oferecer mais incentivos.

As intervenções são geralmente conduzidas por profissionais que receberam treinamento específico em aconselhamento sobre álcool ou dependência. Os conselheiros geralmente são médicos, enfermeiros, psicólogos ou assistentes sociais. Nos ambientes da faculdade, conselheiros treinados também têm sido eficazes.

Objetivo da breve intervenção

O tratamento tradicional do alcoolismo é direcionado àqueles que se tornaram dependentes do álcool e tem o objetivo de promover a abstinência total. O objetivo da intervenção breve é ​​fazer com que a pessoa reduza seu nível de bebida ou mude seu padrão prejudicial de bebida.

O objetivo da intervenção breve é ​​reduzir o resultado negativo do consumo da pessoa.

Por exemplo, ele pode ser usado para ajudar as mulheres grávidas a evitar danos ao feto. As intervenções visam reduzir problemas médicos relacionados ao álcool, lesões, violência doméstica, acidentes de automóvel, problemas legais e outros resultados negativos que ocorrem quando alguém bebe demais.

Quem deve receber breves intervenções?

Quem ocasionalmente bebe em excesso ou em excesso de bebida pode se beneficiar de uma breve intervenção. Beber demais é tomar cinco ou mais bebidas durante uma única sessão (quatro bebidas para mulheres).

Intervenções breves podem ser úteis para quem desenvolveu problemas de saúde relacionados ao álcool, engravida, se machuca em um incidente relacionado ao álcool ou foi preso por dirigir sob influência ou por algum outro crime relacionado ao álcool.

Muitas vezes, as pessoas que se beneficiariam de breves intervenções são identificadas por meio de triagem médica de rotina, usando ferramentas padrão de triagem de álcool. Às vezes, eles são identificados através de exames de sangue que podem revelar o consumo de álcool ou um problema de saúde relacionado ao álcool.

Eficácia

A pesquisa mostrou que intervenções breves são mais eficazes quando são realizadas por alguém que os pacientes consideram uma figura de autoridade, alguém em quem eles já confiam ou alguém com quem já se sentem à vontade.

Essas intervenções foram bem-sucedidas em pacientes jovens e idosos e em homens e mulheres. Intervenções que incluem acompanhamento pessoal são mais eficazes do que uma intervenção de contato único, relatam pesquisadores.

Intervenções breves também demonstraram ser eficazes quando são entregues durante um "momento de aprendizado" para os bebedores, como quando recebem atendimento de trauma em um departamento de emergência ou quando se deparam com problemas com a lei.

Uma breve intervenção para abuso de álcool pode ser realizada nas seguintes configurações:

  • Configurações da Atenção Básica: Embora a pesquisa mostre que 20% dos pacientes nos cuidados primários têm problemas de abuso de álcool, eles são diagnosticados em menos de 50% do tempo. Embora 88% dos médicos da atenção primária perguntem a seus pacientes sobre o uso de álcool, apenas 13% usam testes de triagem padrão. No entanto, intervenções na situação de atenção primária podem ser muito eficazes. Às vezes, um médico de família simplesmente dizendo: "Estou preocupado com o seu consumo" é intervenção suficiente para levar o paciente a reduzir o consumo.
  • O Departamento de Emergência: Como 31% dos pacientes que receberam atendimento de emergência são positivos para problemas com álcool e porque o tratamento para trauma é um "momento de aprendizado", os departamentos de emergência oferecem oportunidades ideais para rastrear problemas de álcool e realizar breves intervenções. Isto é especialmente verdade em adultos jovens, que têm maior probabilidade de procurar atendimento na sala de emergência e praticam bebidas perigosas.
  • O cenário pré-natal: Evitar beber durante a gravidez é importante para prevenir possíveis defeitos congênitos. Intervenções breves têm sido muito eficazes no cenário obstétrico, porque as mulheres grávidas geralmente são motivadas a mudar seu comportamento e geralmente têm apenas problemas de bebida leves a moderados. Essas intervenções são ainda mais eficazes quando seus maridos ou parceiros participam com eles.
  • O sistema de justiça criminal: Embora os problemas com a lei apresentem outro "momento de aprendizado" para aqueles com problemas com o álcool, há poucas pesquisas que mostram que uma intervenção breve é ​​eficaz nesses ambientes, em comparação com o tratamento tradicional. Um estudo mostrou que uma breve intervenção funcionou bem para motoristas bêbados que também sofriam de depressão, mas não para aqueles sem depressão.
  • Configurações da faculdade: Com até 44% dos estudantes universitários que bebem demais, a faculdade certamente apresenta muitas oportunidades de intervenção. Demonstrou-se que breves intervenções são eficazes em ambientes de faculdades, porque o objetivo é reduzir o consumo, e não parar de beber por completo. O problema, mostra a pesquisa, é que os próprios alunos que mais precisam de intervenção têm menor probabilidade de participar do aconselhamento.

Intervenções breves demonstraram ser úteis e econômicas para pessoas com problemas de bebida leves a moderados, mas para quem tem problemas graves de bebida ou alcoólatras, é necessário um tratamento mais extenso.