Infertilidade primária – causas e tratamento

INFERTILIDADE PRIMÁRIA

Se você ou seu parceiro tentam engravidar há mais de um ano sem sucesso, então um de vocês pode estar sofrendo de infertilidade. Devido à nossa vida acelerada e estressante, muitos casais sofrem de infertilidade ou experimentam dificuldades em conceber um bebê. Leia para saber mais sobre a infertilidade primária.

O que é infertilidade primária?

Quando um casal é incapaz de conceber, apesar de ter relações sexuais desprotegidas por 12 meses ou mais, é denominado como infertilidade primária.

Infertilidade e Concepção Primárias

A infertilidade primária acontece quando um casal nunca concebeu antes e não teve sucesso em criar um bebê. Se um casal concebeu no passado, mas atualmente é incapaz de conceber novamente, então é denominado como infertilidade secundária.

Causas de infertilidade primária

As causas de infertilidade em um casal podem ser amplamente classificadas como:

1. Nos homens

As causas de infertilidade primária em homens podem ser devido aos seguintes motivos

2. Nas mulheres

As causas de infertilidade primária em mulheres podem ser devido aos seguintes motivos

  • Falta de ovulação ou dificuldade na ovulação
  • Desequilíbrio hormonal
  • Cistos nos ovários ou SOP
  • Consumo excessivo de álcool
  • Incapaz de produzir um ovo maduro
  • Era
  • Quando um ovo maduro não consegue se apegar ao revestimento do útero.

Tratamento primário de infertilidade

O tratamento primário da infertilidade difere caso a caso. Muitos fatores afetam a linha de tratamento usada para a infertilidade primária, como a idade de ambos os parceiros, testes primários de infertilidade, a causa exata da infertilidade e há quanto tempo o casal tenta engravidar. Os principais tratamentos para infertilidade incluem:

1. Tecnologia de Reprodução Assistida (TARV)

A TAR pode ser considerada uma opção quando uma mulher é incapaz de engravidar naturalmente e com a ajuda de medicamentos para fertilidade. A ART ajuda no implante artificial em mulheres através dos seguintes métodos:

  • Fertilização In Vitro (FIV): A fertilização in vitro é um procedimento em que o óvulo de uma mulher é fertilizado externamente com os espermatozóides de um homem e, em seguida, o embrião é transferido para o útero da mulher dentro de 3-5 dias após a fertilização.
  • Estimulação vibratória ou ejaculação elétrica: A estimulação vibratória é um procedimento indolor e não sedativo, adaptado para coletar os espermatozóides de homens com lesões na medula espinhal que não podem experimentar a ejaculação natural. A ejaculação elétrica é usada para homens que não respondem ao processo de estimulação vibratória. O esperma coletado é então transferido para o útero da mulher para fertilização.
  • Incubação assistida: A eclosão assistida é a mais recente tecnologia adotada por especialistas em fertilidade para casais que falharam nos ciclos de fertilização in vitro uma ou duas vezes e com baixa qualidade do embrião. Este procedimento fornece assistência avançada ao embrião para se ligar ao revestimento externo do útero, perfurando a camada externa do embrião.
  • Injeção intracitoplasmática de espermatozóides (ICSI): Esse procedimento envolve a injeção direta de um único esperma do parceiro masculino nos óvulos da fêmea para fertilização. Assim como o procedimento de fertilização in vitro, no ICSI, o esperma e o óvulo são coletados de ambos os parceiros. A única diferença é o processo de fertilização, pois na fertilização in vitro os espermatozóides e o óvulo são misturados naturalmente, e no ICSI os espermatozóides são injetados no óvulo usando uma agulha.

A taxa de sucesso do procedimento de TARV depende de fatores como idade e saúde médica geral de ambos os parceiros. Mulheres com menos de 35 anos têm altas chances de obter sucesso com a TARV em comparação com aquelas com mais de 35 anos.

2. Medicamentos para fertilidade

Os medicamentos para fertilidade ajudam as mulheres com distúrbios da ovulação, estimulando os ovários a produzir um óvulo de boa qualidade. Os seguintes medicamentos são mais comumente usados ​​para tratar a infertilidade:

  • Citrato de Clomifeno: Comumente conhecido como Clomid, este medicamento é usado para induzir a ovulação em mulheres que não ovulam devido a uma condição médica como a SOP.
  • Cloridrato de Metformina: Este comprimido é geralmente acompanhado com Clomid para induzir a ovulação em mulheres com SOP e resistência à insulina.
  • Follistim: Este medicamento é usado para estimular os ovários a produzir mais folículos, o que resulta em mais produção de óvulos. Isto é umaTambém disponível sob as marcas Gonal, Bravelle, Puregon, etc.

Efeitos colaterais dos tratamentos primários de infertilidade

Os principais efeitos colaterais causados ​​pelos tratamentos primários de infertilidade incluem:

1. Estresse e fadiga mental

Os tratamentos de infertilidade podem ser realmente prejudiciais à nossa saúde mental e causam muito estresse, mudanças de humor, dores de cabeça, inquietação e depressão. Isso pode ser causado devido ao desequilíbrio hormonal ou à medicação envolvida.

2. Nascimentos Múltiplos

Todo tratamento de infertilidade acarreta risco de nascimentos múltiplos, isto é, gêmeos ou, em casos raros, trigêmeos.

3. Defeitos congênitos

Os tratamentos de infertilidade podem causar partos prematuros acompanhados por defeitos congênitos graves nos bebês, como paralisia cerebral, distúrbio nervoso ou defeitos cardíacos ou gastrointestinais.

4. Síndrome de hiperestimulação ovárica

Tratamentos de infertilidade como a fertilização in vitro podem causar OHSS em mulheres, o que resulta em ovários aumentados. OHSS causa inchaço, desconforto pélvico, desidratação, dificuldade em urinar, etc., dependendo de sua gravidade.

5. Baixo peso ao nascer

Muitas vezes o tratamento resulta em partos prematuros e muito baixo peso ao nascer.

Por que é importante conversar abertamente com seu médico?

Cada caso de infertilidade é diferente do outro. Por isso, é extremamente crucial, para ser honesto com o seu médico, com todos os seus sintomas e problemas. O médico precisa conhecer todos os detalhes sobre sua saúde reprodutiva, incluindo abortos anteriores ou aborto, se houver. Isso ajuda no diagnóstico e na formulação de um tratamento correto para a infertilidade.

Como casal, você precisa ser paciente e apoiar um ao outro. Estresse e depressão só pioram o assunto. Os exercícios de meditação, ioga e respiração são considerados altamente eficazes no combate à infertilidade, bem como uma ótima medida para combater o estresse.

Leia também:

O tratamento da infertilidade é feito através de tratamentos estéticos e terapêuticos.