Comportamento

Hoje eu amo p√£o de abacaxi

porta da cozinha ensolaradaCozinha à procura de luz solar

Hoje eu amo tanto o p√£o de abacaxi que talvez precise prepar√°-lo esta manh√£. Adoro ter coisas que precisam ser feitas antes de morrer, e ainda n√£o as entendo t√£o r√°pido, n√£o tenho inten√ß√£o de faz√™-las t√£o cedo. Eu amo esta manh√£ chuvosa de domingo, algo caloroso e tranquilizador sobre a necessidade de su√©teres quentes e bons livros e talvez um encontro de filme com caf√© e uma colega de quarto no sof√°. Eu amo que hoje exista um trabalho interessante na porta da vaidade, ele precise ser reduzido para dar conta do novo subpavimento e eu sou o homem para o trabalho. Adoro reconstruir portas vazias, n√£o porque seja divertido ou f√°cil, mas porque quando termino ningu√©m sabe que o fiz, sou muito bom. Eu amo que, uma vez que a porta seja encurtada, voc√™ poder√° instalar o subpiso no corredor e na porta de vaidade. Adoro o que fizemos quando penso nisso e adoro o que aprendemos a relaxar desde que fomos for√ßados a trabalhar neste espa√ßo. Eu amo que os cookies foram feitos ontem e eu amo que considero tanto progresso quanto qualquer trabalho de constru√ß√£o que poder√≠amos ter feito. Eu amo que algu√©m tenha come√ßado a tocar piano na sala ao lado e que sempre me fa√ßa sorrir, m√ļsica, m√ļsica espont√Ęnea, de repente no ar, uma vida linda de coisas ador√°veis ‚Äč‚Äčque me fazem seguir em frente.

Hoje eu amo o quão divertidas são algumas das teorias da conspiração nos dias de hoje. Gosto de pensar que seria um lugar melhor no mundo se algumas dessas mentes brilhantes tivessem entrado na ciência real em vez de ficção apaixonada. Eu amo que coisas tolas e pseudo-sérias sejam divertidas, a primeira por seu humor e a segunda por seu drama, e eu realmente amo quando me deparei com uma delas, como a brincadeira 5G, que é dramática e hilária.

Hoje eu amo que ao escrever isso, a chuva parou e o sol apareceu. Eu amo que, mesmo que isso demore um pouco, é tão bem-vindo quanto a chuva nos meus dias. Eu adoraria tirar um dia qualquer e adoro, a alternativa seria recusar um dia e, depois que você terminar, seus dias acabarão. Adoro o fato de ter amado a maior parte dos meus dias, embora alguns tenham enfrentado desafios difíceis de suportar. Eu amo ter sobrevivido aos desafios que acabei de mencionar e aqui estou eu, e aqui está você também, olá.

Hoje eu amo tomar café quando a luz do sol entra na cozinha e aquece nosso confinamento solitário e coloca filmes, livros e talvez até suéteres na lista de tarefas mais tarde.

Kelly Babcock

Nasci na cidade de Toronto em 1959, mas me mudei quando estava no meu quarto ano de vida. Fui criado e educado em um ambiente rural, crescendo de uma maneira que gosto de chamar de campo livre. Eu moro em uma √°rea onde a hist√≥ria da minha fam√≠lia remonta a 6 ou mais gera√ß√Ķes. Fui diagnosticado com TDAH aos 50 anos e tenho lutado com a nova realidade e usando minhas descobertas para melhorar minha vida. Escrevo aqui dois blogs no Psych Central, um sobre o TDAH e outro que √© uma afirma√ß√£o positiva di√°ria que funciona como um exemplo de encontrar o bem na maior parte da minha vida poss√≠vel.

Saiba mais sobre mim no meu site: writeofway. Siga @ writeofwaydotcand email ADHD Man

Referência da APABabcock, K. (2020). Hoje eu amo pão de abacaxi. Psych CentralRecuperado em 19 de abril de 2020, em https://blogs.psychcentral.com/today-i-love/2020/04/today-i-love-pineapple-bread/

Back to top button

Bloco de an√ļncios detectado

Você deve remover seu AD BLOCKER para continuar usando nosso site OBRIGADO