Gerente moderno: liderança, por exemplo

Gerente moderno: liderança, por exemplo

O ambiente organizacional sofreu algumas mudanças comportamentais constantes e futuras, mudanças que exigiram que os gerentes se adaptassem a novos cenários que não estão relacionados à sua vontade e estão associados ao seu dia a dia.

Com tudo isso, a gestão de pessoas se torna um desafio para o gerente, sendo necessário buscar diferenciais para não permitir que essas mudanças afetem negativamente a produtividade e a lucratividade das atividades realizadas pelas organizações. Deve-se entender que o comportamento humano é moldado por necessidades ou circunstâncias, e cabe aos gerentes estar vigilantes para que o desempenho e o planejamento da equipe não sejam afetados por razões comportamentais.

É crucial que os gerentes olhem além do conhecimento e das regras para uma boa gestão, conhecimento de como gerenciar pessoas. E requer mais do que as habilidades que você adquiriu nos cursos de faculdade ou pós-graduação, é preciso sensibilidade, atitude e sentimento para lidar com ambientes carregados de organizações.

Os gerentes que lideram as pessoas devem ter alguns requisitos básicos, como conhecimento técnico e carisma, ou ambos, e, portanto, devem ter a liderança como exemplo a seguir.

O gerente moderno deve ser forte o suficiente para incentivar a quebra de paradigmas, pois essa pode ser a maior barreira que as equipes de trabalho enfrentam atualmente. Você também precisa mover sua equipe para fora da zona de conforto, o que não é fácil; portanto, você deve ser uma pessoa visionária que possa usar a comunicação muito bem para que sua equipe esteja ciente das mudanças que precisam ser feitas. Um gerente moderno se concentra no desenvolvimento de seus talentos profissionais e acaba superando e motivando os outros através do exemplo.

O estilo de liderança baseado na metodologia Coaching está se tornando cada vez mais uma referência gerencial, pois o profissional de coaching sabe como motivar seus funcionários e estimular o desenvolvimento profissional, assumindo o papel de coach. de sua equipe, ou seja, um treinador líder capaz de medir o desempenho de seus funcionários usando indicadores comportamentais em vez de objetivos. Por fim, é preciso ser otimista, organizado, dar um bom exemplo, ser imparcial, transparente, corajoso, o primeiro a cumprir as regras, entre outros.