contador gratuito Skip to content

Gerenciamento de ataques de p√Ęnico

O transtorno do p√Ęnico √© uma condi√ß√£o que se perpetua. Geralmente come√ßa com um ataque de p√Ęnico e, em seguida, a mem√≥ria desse ataque tende a causar ataques de p√Ęnico e medo subsequentes; bem, alimentando-se.

Depois de desenvolver a resposta de p√Ęnico, voc√™ come√ßa a temer ter outra. Isso leva ao transtorno do p√Ęnico.

Muitas pessoas acreditam que ataques de p√Ęnico est√£o na sua cabe√ßa. Esta √© uma cren√ßa falsa. Em vez disso, os ataques de p√Ęnico est√£o na sua respira√ß√£o, no seu batimento card√≠aco, no seu est√īmago, nos seus m√ļsculos; O p√Ęnico √© um medo f√≠sico real (Carbonell, 2004).

E quando você tem a experiência física do medo, seguida pela idéia de ter medo, conclui o seguinte: Se tenho medo, estou em perigo. (Carbonell, 2004). Você acha que seus sentimentos são fatos. Sentimentos não são fatos, nunca.

O exemplo perfeito disso é um filme de terror. Você já viu um filme de terror e não se assustou? Cognitivamente, você está ciente de que durante esse filme você não estava em perigo? Mas, apesar disso, você estava realmente assustado. Você provavelmente experimentou ansiedade durante este filme. (Carbonell, 2004).

Supress√£o do pensamento n√£o funciona. Se algu√©m lhe disser para n√£o fazer algo, √© prov√°vel que voc√™ tenha dificuldade em n√£o faz√™-lo. A pr√≥pria id√©ia de tentar suprimir um pensamento garantir√° que voc√™ n√£o possa parar de pensar nele. Quando voc√™ percebe um ataque de p√Ęnico, a maioria das pessoas tenta suprimi-lo. Essa estrat√©gia tende a afastar e alimentar o problema, em vez de elimin√°-lo. O que voc√™ resiste persiste. N√£o tente parar um ataque de p√Ęnico, porque isso causar√° um ataque de p√Ęnico em vez de n√£o ter um (Norman, 2017).

O que fazer em vez disso:

  1. Entenda que um ataque de p√Ęnico n√£o √© realmente um ataque. Pelo contr√°rio, √© um erro inocente e superprotetor. Observe que √© a experi√™ncia do seu sistema de alarme de seguran√ßa interior emitir um alarme falso.
  2. Perceba que, mesmo que voc√™ sinta que est√° ficando louco ou que vai morrer, voc√™ n√£o vai enlouquecer ou morrer de um ataque de p√Ęnico. Pense nisso; Voc√™ j√° ouviu falar de algu√©m morrendo de ataque de p√Ęnico? Leia o ponto 1 acima, voc√™ est√° simplesmente tendo um sistema de alarme de seguran√ßa interna super reativo.
  3. Saiba que existe um padr√£o sob seus ataques de p√Ęnico. As sensa√ß√Ķes corporais criam pensamentos de p√Ęnico, e os pensamentos de p√Ęnico criam sentimentos corporais de ansiedade. Isso cria um positivo Loop de feedback entre seus pensamentos e sensa√ß√Ķes corporais. Este √© ele ciclo de ataque de p√Ęnico.
  4. N√£o tente combater um ataque de p√Ęnico. A resposta aos ataques de p√Ęnico √© contra-intuitiva. N√£o lute ou resista a um ataque de p√Ęnico, aceite o ataque. Abrace-o. Isso ajuda a remov√™-lo mais rapidamente. Al√©m disso, aceite que voc√™ tamb√©m ter√° contratempos e, quando eles vierem, abrace-os com todo o seu cora√ß√£o, dizendo a si mesmo que tudo ficar√° bem, porque esse √© o seu corpo simplesmente com um sistema de prote√ß√£o excessivamente exuberante.
  5. Al√©m de abra√ßar seu ataque de p√Ęnico, √© √ļtil tente mais de experimentar o ataque de p√Ęnico experi√™ncia. Tente for√ß√°-lo a ser mais pronunciado e mais assustador. Fa√ßa o que fizer, n√£o diga a si mesmo para relaxar. Essa abordagem contra-intuitiva far√° maravilhas para o seu problema de p√Ęnico.
  6. Aprenda a evitar completamente ataques de p√Ęnico. Aprenda a fazer p√Ęnico n√£o ser um problema em sua vida. Isso requer treinamento pessoal de sua parte. Voc√™ deve treinar-se para responder aos sintomas de p√Ęnico com calma e confian√ßa. Relaxe, em vez de surtar com mensagens negativas.

Referências

Carbonell, D.A. (2004) Livro de exerc√≠cios do ataque de p√Ęnico: um programa guiado para vencer o truque de p√Ęnico. Berkeley, Calif√≥rnia: Ulysses Press

Carbonell, D.A. (2016) O truque da preocupa√ß√£o. Oakland, CA: Novas Publica√ß√Ķes Harbinger, Inc.

Clark, D.A., Beck, A. (2012). O livro de exercícios de ansiedade e preocupação. Nova York, NY: The Guilford Press

Norman, M. (2017). Tratamento de ataque de p√Ęnico: 2 t√©cnicas comprovadas + 5 dados essenciais (novas pesquisas). Recuperado de: https://www.youtube.com/watch?v=gnVdXN_iZsQ

.