Finja contra ferramentas reais na pr̩-escola Рo que os especialistas pensam
Psicologia

Finja contra ferramentas reais na pr̩-escola Рo que os especialistas pensam

Finja contra ferramentas reais na pré-escola

Última atualização em 31 de outubro de 2018

Há bastante tempo, há um grande debate sobre se ferramentas reais ou fingidas devem ser dadas aos pré-escolares. O uso de ferramentas reais e de mentira tem seus próprios prós e contras. Alguns especialistas acreditam que ferramentas reais fornecem uma melhor experiência em mente, enquanto outros pensam o contrário.

Vamos dar uma olhada no que os especialistas pensam sobre o uso de ferramentas de simulação versus ferramentas reais na pré-escola:

Finja Ferramentas

Basicamente, as ferramentas de simulação são ferramentas artificiais criadas especificamente para fins educacionais. Alguns especialistas em desenvolvimento infantil são de opinião que as ferramentas de simulação são as melhores usadas para o desenvolvimento de uma criança pelos seguintes motivos:

1. Ferramentas de tamanho infantil

Essas ferramentas são leves e estão disponíveis em cores atraentes. Isso garante que o professor receba a atenção completa do seu filho e faça uso efetivo da ferramenta para fins educacionais. Uma criança pode realmente levantar e usar a ferramenta que lhe permite entender sua aplicação prática. Por ex. Um pré-escolar pode não ser capaz de levantar um martelo da vida real porque é muito pesado. No entanto, ele pode facilmente levantar e usar um martelo de brinquedo. E quando o professor está falando sobre o propósito e os benefícios do uso de um martelo, a criança pode realmente tentar usar sua versão de brinquedo por conta própria.

2. Habilidades sociais e emocionais

Devido à usabilidade prática da ferramenta, a criança pode usá-la com mais frequência e de maneira eficiente. Isso leva a criança a ser socialmente mais consciente e conhecedora das coisas ao seu redor e de seu uso. Por exemplo, se uma criança brincou com um estetoscópio de brinquedo na escola, ele não só está ciente de que é usado pelos médicos, mas também sabe o motivo pelo qual ele é usado. Agora, na próxima vez que a criança for ao médico com um dos pais, ela conhece essa ferramenta e seu objetivo.

3. Jogo Seguro

As ferramentas de simulação são muito mais seguras para fins educacionais. Obviamente, quando uma criança está brincando com um martelo de brinquedo, é menos provável que ela se machuque e pode gostar de brincar com ela sem supervisão constante.

Ferramentas reais

Também é interessante entender as razões pelas quais certos especialistas propagam o uso de ferramentas reais para fins educacionais.

1. Experiência da Vida Real

A realidade da ferramenta fornece uma rica experiência para entendê-la e usá-la. Todos concordamos com o fato de que ferramentas reais estão mais próximas da realidade e permitem que uma criança se correlacione melhor quando a vê em uma situação da vida real. Por exemplo, se uma criança viu um estetoscópio real, é mais provável que ele se correlacione com ele quando vê um médico usando-o.

2. Mais perto da realidade

Como essas ferramentas estão mais próximas da realidade, isso leva a uma maior conscientização da ferramenta. Os psicólogos que acreditam no uso de ferramentas da vida real são da opinião de que, quando uma criança aprende sobre uma ferramenta como um martelo usando uma ferramenta de simulação, ele formou um esquema mental – que é a aparência, a cor, a sensação etc. essa ferramenta com base no brinquedo. Agora, quando ele encontra o objeto real, isso pode causar confusão mental e levar mais tempo para entender a diferença.

No entanto, existem algumas desvantagens importantes de ferramentas reais:

1. Precisa de supervisão rigorosa

Escusado será dizer que algumas ferramentas reais podem ser perigosas e podem prejudicar a criança. Assim, enquanto a criança está brincando / aprendendo usando a ferramenta real, ela precisa de atenção constante e não pode ser deixada sem supervisão nem por um segundo. Isso significa que a pré-escola precisa de mais funcionários, o que pode não ser uma solução prática.

2. Pode machucar e causar medo

O uso de uma ferramenta da vida real, como um martelo, pode ferir a criança e causar medo temporário ou permanente sobre esse objeto.

Esta é uma decisão que precisamos tomar como educadores. No entanto, lembre-se de que os melhores brinquedos e materiais lúdicos são aqueles que ajudam as crianças a aprender efetivamente e a desenvolver sua personalidade. Uma mistura de ambos pode ser sua melhor aposta.