contador gratuito Skip to content

Evite fazer cirurgia agora, pois a infecção por COVID-19 pode aumentar o risco de morte no pós-operatório

cirurgia em hindi

Menor ou maior, se possível, adie sua cirurgia até a pandemia de COVID-19 desaparecer. Ir para a faca neste momento pode colocar você em maior risco de ser infectado com SARS-CoV-2 e aumentar seu risco de morte. Leia também РO papel da inteligência artificial na atual pandemia de COVID-19

Um novo estudo publicado na revista The Lancet descobriu que os pacientes submetidos à cirurgia após a contratação do COVID-19 apresentam resultados pós-operatórios substancialmente piores do que os pacientes que não têm a infecção. Os pacientes com COVID-19 também apresentam risco aumentado de morte pós-operatória. Entre os pacientes infectados com COVID-19 submetidos à cirurgia, as taxas de mortalidade foram ainda maiores para aqueles que foram admitidos na unidade de terapia intensiva após a contração do vírus. Leia também РOMS retoma ensaio clínico de hidroxicloroquina em pacientes com COVID-19

O estudo global liderado pela Universidade de Birmingham, no Reino Unido, examinou dados de 235 hospitais localizados em 24 pa√≠ses. Normalmente, a taxa de mortalidade de pacientes submetidos a cirurgias menores ou eletivas √© inferior a 1%, mas √© muito maior no caso de pacientes com SARS-CoV-2. De acordo com o estudo, a taxa de mortalidade para pacientes com COVID-19 submetidos √† cirurgia √© de 16,3% para pequenas cirurgias e 18,9% para cirurgias eletivas. Leia tamb√©m – Atualiza√ß√Ķes ao vivo do COVID-19: Casos na √ćndia aumentam para 2.16919 quando o n√ļmero de mortos chega a 6.075

Fatores de risco para óbito pós-operatório

O estudo também destacou alguns fatores de risco para óbito pós-operatório que incluem:

  • Sexo: As taxas de mortalidade foram mais altas nos homens (28,4%) do que nas mulheres (18,2%).
  • Idade: Pacientes com 70 anos ou mais de idade correm maior risco de morte ap√≥s a cirurgia do que aqueles com menos de 70 anos. (33,7% vs 13,9%).
  • Tendo graves problemas m√©dicos pr√©-existentes
  • Submetido a cirurgia oncol√≥gica, procedimentos importantes e cirurgia de emerg√™ncia.

Submetido à cirurgia agora aumenta as chances de exposição ao COVID-19

Segundo os pesquisadores, os pacientes submetidos √† cirurgia s√£o mais vulner√°veis ‚Äč‚Äč√† exposi√ß√£o √† SARS-CoV-2 no hospital. A infec√ß√£o pode aumentar ainda mais o risco de desenvolver complica√ß√Ķes pulmonares subsequentes. No estudo, 51% dos pacientes desenvolveram pneumonia, s√≠ndrome do desconforto respirat√≥rio agudo ou necessitaram de ventila√ß√£o inesperada ap√≥s a cirurgia. O estudo tamb√©m observou que a maioria dos pacientes que morreram teve complica√ß√Ķes pulmonares.

Os pesquisadores sugeriram que os m√©dicos evitem opera√ß√Ķes, se poss√≠vel, durante esse per√≠odo de pandemia, pois os pacientes correm o risco de serem infectados com SARS-CoV-2 em hospitais.

Quem tem alto risco de infecção por COVID-19 e doença grave?

De acordo com a Organiza√ß√£o Mundial de Sa√ļde (OMS), o COVID-19 √© mais grave em pessoas com mais de 60 anos ou que t√™m condi√ß√Ķes de sa√ļde subjacentes, como doen√ßas pulmonares ou card√≠acas, diabetes ou condi√ß√Ķes que afetam seu sistema imunol√≥gico.

Aqueles que sofrem de algum dist√ļrbio sangu√≠neo, como hemofilia, porfiria e doen√ßa falciforme, podem estar mais propensos a complica√ß√Ķes graves do COVID-19 por causa da menor imunidade. Alguns estudos sugerem que pessoas obesas e gr√°vidas tamb√©m apresentam alto risco de infec√ß√£o por COVID-19.

Precau√ß√Ķes para grupos de alto risco

Se voc√™ √© idoso ou sofre de alguma das condi√ß√Ķes de sa√ļde acima, voc√™ deve tomar precau√ß√Ķes extras para reduzir o risco de contrair COVID-19. Al√©m de controlar os n√≠veis de press√£o arterial, glicemia e outros fatores de risco do COVID-19, tome medidas para aumentar sua imunidade. Armazene os medicamentos e suprimentos necess√°rios por pelo menos um m√™s e meio.

A popula√ß√£o de alto risco tamb√©m deve evitar todas as viagens n√£o essenciais. Al√©m disso, pratique todas as precau√ß√Ķes de seguran√ßa, como lavar as m√£os com frequ√™ncia, sem tocar no rosto, evitando multid√Ķes e mantendo-se afastado de zonas de alto risco. Se voc√™ suspeitar que tenha o COVID-19, entre em contato com seu m√©dico imediatamente.

(Com entradas do IANS)

Publicado: 1 de junho de 2020 20:28 | Atualizado: 2 de junho de 2020 11:54