Eu odeio coisas

Eu odeio coisas

Eu odeio coisas

We moro em uma fazenda com um porão enorme. Infelizmente, isso não significa que temos muito espaço para morar. Não. Nós não temos um lugar de brincadeira ou sala de zaragata lá em baixo. Por quê? Porque está cheio de coisas.

Eu adorava coisas. Quando você é uma mulher solteira com muita renda disponível (bem, eu certamente descartei meu), as coisas são toda a raiva. Por que parar em uma bolsa quando você pode ter quatro? Por que escolher duas canecas de café quando você pode ter 12? Por que ter 12 pares de sapatos quando ninguém bate o recorde de Imelda Marcos? (Se você não conseguir esse, pesquise no Google.)

Juntei coisas sem valor antes de conhecer meu marido, enquanto namorava com ele e depois que nos casamos. Quando chegamos a uma casa, tivemos que juntar nossas coisas. Isso foi desconcertante porque, √© claro, minhas coisas eram interessantes e coloridas, enquanto as coisas dele eram chatas e in√ļteis. Eu trabalhei arrumando as coisas dele para que houvesse espa√ßo para as minhas coisas. Mas nossas coisas ainda eram razo√°veis ‚Äč‚Äčna √©poca. Eu tenho um v√≠deo antes da chegada das minhas filhas e, mesmo com toda essa compra, havia espa√ßos nas estantes de livros. Gavetas estavam fechadas. N√≥s t√≠nhamos um por√£o.

Ent√£o eu tive filhos. N√£o precisei comprar mais canecas de caf√©. Agora eram mamadeiras, copos com canudinho, macac√Ķes, brinquedos e acess√≥rios para beb√™s de todas as esp√©cies. Aprendi que a maternidade pela primeira vez √© o emprego dos sonhos de uma aspirante a hoarder! Eu comprei e comprei e tive festas onde as pessoas compraram para mim. Foi louco. E todos os cantos e recantos da minha casa come√ßaram a se encher de coisas.

Mas depois que as crian√ßas chegaram, uma coisa engra√ßada come√ßou a acontecer. As coisas se tornaram menos atraentes. Eu perdi o controle Uma vez, algu√©m deu ao meu filho de 2 anos um jogo que ostentava 100 pe√ßas e eu gemi audivelmente. Eu n√£o quis parecer ingrato, mas minhas meninas s√£o como o pequeno Johnny Appleseeds – eles pegariam aquelas ma√ß√£s min√ļsculas da Hi Ho! Cereja-O e espalhe-os como se estivesse plantando uma floresta de cerejeira. Eu encontraria um em uma gaveta, um no prato de comida de gato e um pode ser puxado para fora do ralo com um cacho de cabelo. Como eles fazem isso?

Agora estou ciente de tudo o que entra na casa e muitos voltam novamente. Pequenos brinquedos de plástico na refeição divertida? Escorregou para a reciclagem. Quatro brinquedos radioativos comprados na loja do dólar com a vovó? Escondido no fundo de um saco de lixo. O oitavo Webkinz recebeu de presente? Fora para o Exército da Salvação.

Parece cruel, eu sei. Mas eu realmente quero ensinar minhas garotas a serem t√£o materialistas quanto eu? Que encher seus quartos com pequenos rabiscos in√ļteis os far√° felizes? Que ter gavetas sem fim cheias de coisas sem fim √© uma Boa coisa?

Juro come√ßar a me livrar das coisas. N√£o apenas o la√ßo de cabelo da Hello Kitty que se despediu h√° muito tempo. Est√° na hora de me livrar de bolsas e roupas velhas que nunca mais estar√£o na moda e me servir√£o ao mesmo tempo. E talvez meu marido possa se livrar de alguns modelos antigos de avi√Ķes e sua cole√ß√£o de latas de cerveja.

Mais importante ainda, √© hora de parar de comprar tudo isso. Com o dinheiro que economizamos, talvez eu possa alugar uma daquelas lixeiras para levar na garagem por uma semana. √Č o tempo que levaria para preench√™-lo com todo esse material amorosamente acumulado – e totalmente in√ļtil.