contador gratuito Skip to content

Eu não vou deixar você andar com os pés sujos na minha mente

Permita que você ande com os pés sujos

Imagem: Shutterstock

Eu acordei gritando naquela noite. Com gotas de suor escorrendo pela minha cabe√ßa e tentando desesperadamente recuperar o f√īlego, ca√≠ em l√°grimas. Foi a primeira vez que chorei depois de muito tempo. Faz 15 anos desde que participei daquele ato horr√≠vel. Sim, eu "participei". Eu era jovem demais para saber no que estava me metendo. E embora eu sinta raiva e √≥dio, √© sempre a culpa que mais me consome. A culpa de saber que entrei de bom grado. Eu era jovem demais para saber o que estava acontecendo comigo. Eu n√£o resisti, nunca pronunciei a palavra "N√£o" quando ele tocou minhas m√£os. Ligado silenciosamente. E o pensamento de n√£o resistir, n√£o recuar, n√£o dizer n√£o quando eu deveria ter, ou pelo menos chorar e gritar quando estava me incomodando, me fez estremecer. Como eu pude deixar isso acontecer comigo?

me incomodar me fez estremecer

Imagem: Shutterstock

Eu sei que era jovem demais para saber que fui abusada. E quando cheguei a entender o que ele havia feito comigo, reuni toda a minha coragem para conversar com meu melhor amigo sobre isso. Ele sabia que n√£o poderia compartilh√°-lo com ningu√©m da fam√≠lia. Talvez fosse tarde demais para contar a eles agora. Mas quando me abri para minha amiga, ela disse que n√£o deveria me incomodar. ‚ÄėEle n√£o se for√ßou a voc√™. Voc√™ participou de bom grado. Ent√£o deixe-o ir e esque√ßa a coisa toda. "Ent√£o foi isso que eu tentei fazer. Mas era dif√≠cil para mim apagar a imagem dele da minha mente." Seria o nosso pequeno segredo. "" Voc√™ confia em mim, n√£o √©? " ‚ÄúVoc√™ sempre ser√° meu amigo especial.‚ÄĚ Essas palavras continuam ecoando em minha mente. Como eu pude ser t√£o ing√™nua e est√ļpida?

as palavras continuam ecoando

Imagem: Shutterstock

J√° faz mais de uma d√©cada desde que eu o vi. Ent√£o, quando ele visitou nossa casa depois de muito tempo, todas as imagens e pensamentos retornaram. Ver o rosto dele me arrepiou a espinha. S√≥ estar na presen√ßa dele era humilhante. Toda vez que tentava fazer contato visual, desviava o olhar. Eu sabia que n√£o poderia estar na presen√ßa dele por mais um minuto ou eu choraria. Mas de repente senti uma m√£o em meus ombros. Era dele. Ele olhou para mim e sorriu encantadoramente. Corri para o meu quarto e, antes que percebesse, meus olhos se encheram de l√°grimas. Logo depois, minha m√£e veio correndo para o meu quarto. Eu podia ouvir a voz dele no fundo, mas minha mente adormeceu e eu estava totalmente insens√≠vel a tudo o que estava acontecendo ao meu redor. Depois de alguns momentos, olhei para cima e vi seu rosto preocupado. ‚ÄėO que aconteceu beta? Est√° bem? "Eu n√£o sabia como responder a isso. N√£o, n√£o estava certo. E agora percebi que nunca seria certo." Durante todos esses anos, pensei que seria capaz de retornar essas lembran√ßas ao fundo da minha mente como um pesadelo, esperando que desaparecesse. Mas n√£o funcionou t√£o bem para mim. Ent√£o, finalmente, decido conversar com minha m√£e sobre o que aconteceu. Eu me pergunto por que nunca pensei em fazer isso antes. Ouvir algu√©m dizer que n√£o foi minha culpa e que n√£o h√° raz√£o para sentir que a culpa ou a vergonha foram um al√≠vio. Senti que um grande peso havia sido tirado de mim e n√£o preciso mais viver com esse terr√≠vel segredo.

um peso enorme foi levantado

Imagem: Shutterstock

Desde ent√£o, tenho feito muitas terapias e aconselhamento. E embora a terapia tenha me ajudado a seguir com minha vida, h√° uma coisa que minha m√£e disse que abriu meus olhos. Ela disse: ‚ÄėO que aconteceu com voc√™ √© terr√≠vel, mas seu futuro est√° em suas m√£os. N√£o d√™ a ele o poder de destruir seu futuro. "Essas palavras ficaram comigo. Desde ent√£o, decidi que nunca permitiria que ele andasse com os p√©s sujos em minha mente.

Os comentários são moderados pela equipe editorial da MomJunction para remover qualquer comentário pessoal, abusivo, promocional, provocador ou irrelevante. Também podemos remover hiperlinks nos comentários.