contador gratuito Skip to content

Ensinar os alunos com TDAH

Ensinar os alunos com TDAH

Lidar com o TDAH na sala de aula? Essas dicas para professores podem ajudá-lo a superar desafios comuns e ajudar as crianças com TDAH a ter sucesso na escola.

TDAH e desafios da sala de aula

Se você é professor, conhece estas crianças: quem olha pela janela, substituindo o arco de um pássaro em vôo pela sua aula de matemática. Aquele que não seria capaz de manter a retaguarda na cadeira se você usasse a cola Krazy. Aquele que responde à pergunta: Que massa de água desempenhou um papel importante no desenvolvimento da civilização egípcia antiga? com a sra. M, você pinta o cabelo?

Os alunos que apresentam TDAH caracterizam sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade podem ser frustrantes. Você sabe que o poder intelectual existe, mas eles simplesmente não conseguem se concentrar no material que você está trabalhando duro para entregar. Além disso, seus comportamentos afastam as instruções e atrapalham toda a classe. Os alunos com TDAH podem:

  • Exija atenção falando fora de hora ou andando pela sala.
  • Problemas para seguir as instruções, especialmente quando elas são apresentadas em uma lista, e com operações que exigem etapas ordenadas, como divisão longa ou resolução de equações.
  • Muitas vezes, esqueça de anotar as tarefas de casa, executá-las ou levar o trabalho completo para a escola.
  • Freqüentemente, falta um controle motor fino, o que dificulta a anotação e a caligrafia para a leitura.
  • Tem problemas com projetos de longo prazo onde não há supervisão direta.
  • Não puxe seu peso durante o trabalho em grupo e pode até impedir que um grupo cumpra sua tarefa.

Pense no que o ambiente escolar exige que as crianças façam: Sente-se imóvel. Ouça em voz baixa. Preste atenção. Siga as instruções. Concentrado. Essas são as coisas que as crianças com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH ou DDA) têm dificuldade em fazer, não porque não estejam dispostas, mas porque seus cérebros não deixam. Isso não facilita o ensino, é claro.

Crianças e adolescentes com TDAH costumam pagar o preço por seus problemas em notas baixas, censuras e punições, provocações de seus colegas e baixa auto-estima. Enquanto isso, você, o professor, se sente culpado porque não pode alcançar a criança com TDAH e acaba recebendo queixas de pais que acham que seus filhos estão sendo negligenciados na sala de aula. Mas não precisa ser assim. Existem estratégias que você pode empregar para ajudar os alunos com TDAH a superar os desafios de aprendizado, manter o foco sem atrapalhar os outros e ter sucesso na sala de aula.

O que os professores podem fazer para ajudar crianças com TDAH

Então, como você ensina uma criança que não se acalma e escuta? A resposta: com muita paciência, criatividade e consistência. Como professor, seu papel é avaliar as necessidades e os pontos fortes de cada criança. Depois, você pode desenvolver estratégias que ajudarão os alunos com TDAH a se concentrarem, permanecerem na tarefa e aprenderem ao máximo seus recursos.

Os programas de sucesso para crianças com TDAH integram os três componentes a seguir:

  1. Acomodações: o que você pode fazer para facilitar o aprendizado dos alunos com TDAH.
  2. Instrução: os métodos que você usa no ensino.
  3. Intervenção: Como você lida com comportamentos que perturbam a concentração ou distraem outros alunos.

Sua ferramenta mais eficaz, no entanto, para ajudar um aluno com TDAH é uma atitude positiva. Torne o aluno seu parceiro, dizendo: “Vamos descobrir maneiras de ajudá-lo a realizar seu trabalho”. Garanta ao aluno que você procura um bom comportamento e um trabalho de qualidade e, quando o vir, reforce-o com elogios imediatos e sinceros. Por fim, procure maneiras de motivar um aluno com TDAH, oferecendo recompensas em um sistema de pontos ou token.

Lidar com o comportamento perturbador da sala de aula

Para evitar comportamentos que levam tempo de outros alunos, elabore alguns sinais de aviso com o aluno que tem TDAH. Pode ser um sinal de mão, um aperto discreto nos ombros ou uma nota na mesa do aluno. Se você precisar discutir o comportamento do aluno, faça-o em particular. E tente ignorar o comportamento levemente inapropriado se não for intencional e não estiver distraindo outros alunos ou interrompendo a lição.

Acomodações em sala de aula para alunos com TDAH

Como professor, você pode fazer alterações na sala de aula para ajudar a minimizar as distrações e interrupções do TDAH.

Assentos

  • Coloque o aluno com TDAH longe das janelas e da porta.
  • Coloque o aluno com TDAH em frente à sua mesa, a menos que isso seja uma distração para o aluno.
  • Os assentos em fileiras, com foco no professor, geralmente funcionam melhor do que ter os alunos sentados ao redor das mesas ou frente a frente em outros arranjos.
  • Crie uma área tranquila, livre de distrações, para fazer testes e estudar silenciosamente.

Entrega de informações

  • Dê instruções uma de cada vez e repita conforme necessário.
  • Se possível, trabalhe no material mais difícil no início do dia.
  • Use recursos visuais: gráficos, imagens, código de cores.
  • Crie contornos para anotações que organizam as informações conforme você as entrega.

Trabalho de estudante

  • Crie planilhas e testes com menos itens, faça testes curtos frequentes em vez de testes longos e reduza o número de testes cronometrados.
  • Teste os alunos com TDAH da melhor maneira possível, como oralmente ou preenchendo espaços em branco.
  • Divida os projetos de longo prazo em segmentos e atribua uma meta de conclusão para cada segmento.
  • Aceite o trabalho tardio e dê crédito parcial pelo trabalho parcial.

Organização

  • Peça ao aluno que mantenha um fichário mestre com uma seção separada para cada matéria e verifique se tudo o que está incluído no caderno é colocado na seção correta. Materiais com código de cores para cada assunto.
  • Forneça um caderno de anotações com três bolsos para tarefas de casa, trabalhos de casa concluídos e “correspondência” para os pais (comprovantes de permissão, folhetos PTA).
  • Certifique-se de que o aluno tenha um sistema para anotar tarefas e datas importantes e use-o.
  • Dê tempo ao aluno para organizar materiais e tarefas para o lar. Publique as etapas para se preparar para ir para casa.

Técnicas de ensino para alunos com TDAH

Técnicas de ensino que ajudem os alunos com TDAH a se concentrarem e mantenham sua concentração na lição e no trabalho podem ser benéficas para toda a turma.

Iniciando uma lição

  • Sinalize o início de uma lição com uma sugestão auditiva, como um cronômetro de ovos, um chocalho ou um chifre. (Você pode usar sugestões subseqüentes para mostrar quanto tempo resta em uma lição.)
  • Estabeleça contato visual com qualquer aluno que tenha TDAH.
  • Liste as atividades da lição no quadro.
  • Ao abrir a lição, diga aos alunos o que eles aprenderão e quais são suas expectativas. Diga aos alunos exatamente de que materiais eles precisam.

Conduzindo a lição

  • Mantenha as instruções simples e estruturadas. Use acessórios, gráficos e outros recursos visuais.
  • Varie o ritmo e inclua diferentes tipos de atividades. Muitos estudantes com TDAH se dão bem com jogos competitivos ou outras atividades rápidas e intensas.
  • Tenha uma sugestão discreta configurada com o aluno com TDAH, como um toque no ombro ou uma nota adesiva na mesa do aluno, para lembrá-lo de continuar na tarefa.
  • Permita que um aluno com TDAH pare com frequência e aperte uma bola de borracha ou bata em algo que não faça barulho como uma saída física.
  • Tente não pedir a um aluno com TDAH que realize uma tarefa ou responda a uma pergunta publicamente que possa ser muito difícil.

Terminando a lição

  • Resuma os principais pontos.
  • Se você der uma tarefa, peça a três alunos diferentes que a repitam, e peça à classe que diga em uníssono e coloque-a no quadro.
  • Seja específico sobre o que levar para casa.

Autores: Jeanne Segal, Ph.D. e Melinda Smith, M.A. Última atualização: novembro de 2019.