contador gratuito Skip to content

É seguro para adolescentes usar Uber e Lyft?

É seguro para adolescentes usar Uber e Lyft?

Serviços de compartilhamento de carona, como Uber e Lyft, podem oferecer uma opção de transporte conveniente e acessível para famílias, especialmente quando viajam em uma cidade grande ou tentam chegar ao aeroporto. Mas é seguro para os adolescentes usarem o Uber ou serviços similares sozinhos?

É verdade que os dois serviços de compartilhamento de viagens não permitem esse serviço a menores de 18 anos. No entanto, isso não impediu alguns pais de tentar de qualquer maneira.

Por exemplo, e se sua interpolação precisar praticar futebol e você estiver preso no trabalho? Ou quando seu filho e seus amigos querem ir ao shopping e não têm carona? Alguns até questionaram se aplicativos de compartilhamento de viagens podem substituir os ônibus escolares tradicionais um dia.

A grande preocupação na mente de todos, no entanto, é se os aplicativos de compartilhamento de viagens são seguros para os adolescentes usarem sozinhos ou mesmo com os amigos, especialmente quando mais opções entram no mercado. Isso é especialmente verdadeiro à luz de tragédias recentes, como a estudante da Universidade da Carolina do Sul, que foi morta após entrar em um carro que ela pensava ser seu Uber.

Um olhar mais atento às preocupações dos pais

De acordo com a Apoll do Hospital C.S. Mott Children, a segurança é uma das principais preocupações dos pais quando se trata desses serviços.

A Pesquisa Nacional de Saúde das Crianças do Hospital Infantil C.S. Mott perguntou a uma amostra nacional de pais seus pensamentos sobre a adolescência, com idades entre 14 e 18 anos, usando serviços de compartilhamento de carona. Acontece que muitas crianças já usaram os aplicativos, mesmo que isso seja contra a política dos serviços.

“Às vezes, os pais e os adolescentes em dificuldades de transporte têm mostrado maneiras de contornar essas regras e podem ser difíceis de aplicar”, observa o relatório de Mott. “Também pode ser um desafio para os motoristas verificar a idade de um motociclista”.

Cerca de 13% dos pais relataram que seus adolescentes, com idades entre 14 e 17 anos, já haviam usado um serviço de compartilhamento de passeios, sozinhos ou com outro adolescente. Para os pais de 18 anos, o número foi de 31%.

Então, com o que os pais estavam mais preocupados? A segurança do motorista era uma das principais preocupações de segurança, relata Mott, com 73% dos pais respondendo que estão preocupados com a velocidade ou a distração da direção. Mais da metade dos participantes, 59%, disse estar preocupada com o fato de o motorista estar sob a influência de drogas ou álcool.

A pesquisa também descobriu que 67% dos pais estão preocupados com o risco de agressão sexual. No total, 70% dos pais acreditavam que os adolescentes deveriam ter pelo menos 18 anos de idade para usar um serviço de compartilhamento de carona sozinho ou com outros adolescentes.

“Os pais devem capacitar seus filhos a se sentirem à vontade para recusar uma carona, se algo não parecer certo sobre o carro ou o motorista”, enfatizaram os pesquisadores de Mott no relatório.

Maneiras de garantir a segurança das crianças

Ainda precisa usar aplicativos de compartilhamento de viagens? Considere estas três dicas de segurança para torná-lo o mais seguro possível.

1. Verifique o driver

Verifique se os adolescentes sabem se o carro e o motorista correspondem à descrição do aplicativoanteseles entram no carro, sugere Mott. As crianças também podem garantir que o motorista saiba seu nome e destino antes de entrar.

2. Esteja ciente

“Quando entram no carro, os adolescentes devem usar o aplicativo ou prestar atenção à rota percorrida pelo motorista para garantir que não estejam indo para um local diferente”, recomendam os autores do relatório. “Se isso acontecer, os pais devem instruir seus filhos a pedir ao motorista que pare imediatamente o carro e os deixe sair. Se o adolescente sentir que está em perigo, deve ligar para o 911 para obter ajuda de emergência. ”

3. Acompanhe a rota

Embora o usuário do compartilhamento de carro deva estar ciente de onde o motorista está indo, os pais também podem desempenhar um papel. “Os pais também podem usar a tecnologia para rastrear a rota dos filhos adolescentes, para garantir que o passeio decorra conforme o planejado”, observa Mott. “Ter adolescentes mandando mensagens de texto ou ligando para os pais no final da viagem é sempre uma boa idéia.”