Desprezo: a maior ameaça ao relacionamento
Sa√ļde

Desprezo: a maior ameaça ao relacionamento

Fofa: O estimado especialista em relacionamento John Gottman usa o termo Quatro Cavaleiros do Apocalipse para se referir √†s quatro das maiores amea√ßas aos relacionamentos. S√£o cr√≠ticas, defesa, obstru√ß√£o e desprezo. Se voc√™ adivinhou o desprezo como o mais amea√ßador dos quatro, parab√©ns, voc√™ est√° certo. Se voc√™ n√£o tem certeza sobre a defini√ß√£o de desprezo ou n√£o tem certeza de como ela difere de raiva ou ressentimento, veja como o dicion√°rio a define:desprezo: um sentimento em rela√ß√£o ao outro de que n√£o s√£o dignos de nenhum grau de respeito e que merecem apenas desprezo e condena√ß√£o; sob todas as considera√ß√Ķes.

Essa é uma linguagem forte, principalmente quando usada em alguém com quem provavelmente já sentimos sentimentos de apreciação e amor. No entanto, é possível deixar de valorizar alguém e desprezá-lo, às vezes em um período surpreendentemente curto.

O desprezo raramente surge do nada, embora possa parecer assim para a pessoa que o experimenta ou o recebe. Ocorre como resultado de negação ou negligência com decepção, ressentimento, raiva ou dor.

As circunst√Ęncias que nos levam a experimentar sentimentos desagrad√°veis ‚Äč‚Äčem rela√ß√£o a algu√©m n√£o desaparecem. De fato, eles aumentam at√© serem tratados de maneira a neutralizar sua causa. A limpeza de sentimentos fortes √†s vezes pode ocorrer sem envolver outras pessoas no processo de cura, perdoando-as. Mas na maioria das vezes, precisamos conversar. Trazer informa√ß√Ķes incompletas para outra pessoa pode ser arriscado, pois estamos abrindo a possibilidade de que elas fiquem com raiva e magoem, pois somos portadores de not√≠cias dif√≠ceis.

Em vez de conversar, mantemos nossos sentimentos na esperan√ßa de que eles desapare√ßam e n√£o precisamos dizer nada. Mas esses sentimentos negativos corr√≥i a base do relacionamento, aprofundando desconfian√ßa, ressentimento, ansiedade, decep√ß√£o e dist√Ęncia. Entrar no territ√≥rio do desprezo √© como passar de infeliz a profundamente deprimido. √Č dif√≠cil recuperar devido √† forte ader√™ncia que tem sobre n√≥s.

Quanto mais tempo os problemas não reconhecidos são ignorados, maior a probabilidade de criar estagnação polarizadora. Um ou ambos os parceiros não veem outra solução senão sair ou continuar tentando tolerar uma parceria sem amor. Tentar tolerar uma situação em que alguém é desprezado é insustentável e causará sérios danos ao nosso corpo, coração e / ou alma.

O desprezo n√£o surge do nada. √Č o resultado de uma falta de vontade de iniciar conversas dif√≠ceis, ou quando o casal n√£o ouviu honestidade quando motivado por um compromisso com o bem-estar do relacionamento. Quando um casal responde a coment√°rios dolorosos sem se tornar hostil, √© improv√°vel que ocorra desprezo porque haver√° pouco medo de retalia√ß√£o por mencionar quest√Ķes dif√≠ceis.

A tendência ao desprezo é um hábito criado em conjunto pelos dois parceiros. Se um casal evita conflitos e se inclina a lidar com seus sentimentos, alimentando raiva, ressentimentos e fantasias destrutivas, com o passar do tempo, se não for controlado, esse padrão pode destruir até um bom relacionamento.

A palavra-chave aqui está desmarcada. Quando prestamos mais atenção às necessidades de nossos relacionamentos e respondemos a elas em tempo hábil, a deterioração em relação ao desprezo se torna uma possibilidade muito menor. Quando analisamoslado de forado nosso relacionamento, estamos semeando o desprezo e colocando em risco o próprio relacionamento.

√Č verdade que pode ser necess√°rio coragem e comprometimento para nos mantermos dignos de respeito e considera√ß√£o. Fazer isso pode provocar algu√©m que tenha usado o bullying para intimidar outras pessoas. A boa not√≠cia √© que, quando come√ßamos a nos defender e nos recusamos a ser tratados com desrespeito, n√£o apenas diminu√≠mos o desprezo, mas tomamos medidas poderosas para restaurar o respeito por nossas identidades pessoais e p√ļblicas. √Äs vezes, temos que estar dispostos a arriscar nosso relacionamento com outra pessoa para ganhar o direito de se sentir bem consigo mesmo. √Č voc√™?

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Distribu√≠mos 3 livros eletr√īnicos de forma totalmente gratuita. Para receb√™-los, basta clicar aqui. Voc√™ tamb√©m receber√° nossa newsletter mensal.

Siga-nos no Facebook e n√£o perca nossas apresenta√ß√Ķes do Facebook Live todas as quintas-feiras √†s 12:30. PST.

.