contador gratuito Skip to content

Crianças autistas são mais propensas a sofrer maus-tratos, diz estudo

Autismo

Pais, observe que, se seu filho está sofrendo de um distúrbio do espectro do autismo (TEA), você precisa ser mais cauteloso, pois um novo estudo sugeriu que é mais provável que eles sofram maus-tratos do que crianças normais. Leia também – Animais de estimação ajudam a reduzir o estresse para pais de crianças com autismo: eis por que os cães são os melhores amigos do homem

Leia também – Muitas crianças com TEA permanecem sem diagnóstico: conheça os primeiros sinais de autismo

O estudo, publicado na revista Autism, descobriu que crianças com TEA eram quase 2,5 vezes mais propensas a serem denunciadas à Linha Direta de Abuso Infantil aos 8 anos de idade. Leia também – Seu filho é autista? Sinais a serem observados

“Isso representa uma população muito vulnerável e temos a responsabilidade de trabalhar com repórteres, prestadores de serviços, sistemas escolares e aqueles que respondem a essas alegações, para garantir que eles estejam equipados com todas as ferramentas necessárias para atender às necessidades complexas dessas pessoas. crianças ”, disse o co-autor Zachary Warren, da Universidade Vanderbilt, nos EUA.

Para o estudo, os pesquisadores examinaram 24.306 crianças, das quais 387 foram diagnosticadas para autismo, por oito anos.

Eles descobriram que mais de 17% das pessoas identificadas com TEA foram denunciadas à Linha Direta de Abuso de Crianças, em comparação com 7,4% das crianças sem TEA.

Além disso, as meninas com TEA têm seis vezes mais chances de ter alegações substanciais de maus-tratos do que os homens com TEA, sugeriu a equipe.

“Há muitas coisas que ainda não sabemos. Mas acho que este estudo destaca a necessidade de começar a examinar esses fatores para equipar melhor os repórteres e aqueles que estão respondendo a esses relatórios ”, observou Warren.

Fonte: IANS

Publicado em: 16 de fevereiro de 2019 às 21h11