contador gratuito Skip to content

Compreender os problemas de comportamento dos adolescentes e dicas para lidar com eles

Comportamento adolescente

Imagem: iStock

Compreendendo os problemas de comportamento dos adolescentes

Lidar com um adolescente não é fácil. Não importa quão bom você seja um pai e quão bom seja seu relacionamento com seus filhos, é provável que você enfrente obstáculos na criação dos filhos quando se trata de seu filho adolescente. Problemas comportamentais são comuns em adolescentes. Mas você pode lidar com eles facilmente se estiver disposto a fazer um esforço para entender o que eles estão passando e o que eles precisam de você.

MomJunction dá uma idéia dos problemas de comportamento dos adolescentes e como você pode lidar com eles sem forçar o relacionamento com seu filho.

Qual é o comportamento normal dos adolescentes?

O comportamento do meu filho √© normal? Se voc√™ costuma se fazer essa pergunta, n√£o est√° sozinho. Os pais podem ter dificuldade em entender como sua ador√°vel garotinha se tornou t√£o inescrut√°vel. √Č normal que os adolescentes estejam de mau humor, devido √†s mudan√ßas hormonais que experimentam, √†s mudan√ßas que ocorrem nas vias neurais de seus c√©rebros e ao crescimento cont√≠nuo de seus corpos. Embora muitos adolescentes pare√ßam ter o mesmo tamanho que os adultos, eles ainda n√£o t√™m a mesma capacidade pulmonar, e isso aumenta as mudan√ßas que ocorrem em seus c√©rebros, fazendo com que se sintam cansados ‚Äč‚Äčfacilmente.

O adolescente pode precisar de vários lembretes para terminar a lição de casa, manter o quarto limpo ou concluir tarefas simples. Eles podem parecer desafiadores e distantes, e até distantes às vezes.

Esse é um comportamento típico do adolescente, mas pode parecer anormal para os adultos, dificultando a diferenciação entre o comportamento normal do adolescente e o comportamento associado à doença mental.

10 problemas comuns de comportamento adolescente

Problemas de comportamento adolescente são normais. Para facilitar a compreensão, os comportamentos comuns dos adolescentes foram categorizados em comportamentos difíceis e arriscados.

Comportamento arriscado em adolescentes

Comportamentos adolescentes que podem levar a danos pessoais ou físicos e psicológicos são considerados comportamentos adolescentes de risco. Manter um olhar atento ao seu filho pode ajudar a refrear o problema antes que ele desapareça.

1. Sexo, √°lcool e drogas

Os adolescentes se envolvem cada vez mais com √°lcool, drogas e sexo muito antes de atingirem a maioridade legal. N√£o se surpreenda se descobrir que seu filho de 15 ou 16 anos come√ßou a beber socialmente e √© sexualmente ativo. Se voc√™ descobrir que os amigos e colegas de classe de seu filho tamb√©m est√£o participando dessas atividades, √© seguro assumir que √© um comportamento normal do adolescente e n√£o uma doen√ßa f√≠sica ou mental. √Č f√°cil tornar-se viciado nesses v√≠cios. O abuso de subst√Ęncias muitas vezes pode levar √† depress√£o, insufici√™ncia hep√°tica e outras doen√ßas cr√īnicas (1). A depend√™ncia de √°lcool e drogas pode ser dif√≠cil de recuperar (2).

(Leia: Maneiras de prevenir o abuso de drogas entre adolescentes)

Solução:

Como pai, n√£o tolere essas atividades, mas ao mesmo tempo, n√£o entre em p√Ęnico e reaja instantaneamente. As crian√ßas podem beber √°lcool precocemente devido a viol√™ncia dom√©stica ou abuso, div√≥rcio dos pais ou press√£o dos colegas. Uma das maneiras mais eficazes de prevenir o abuso de √°lcool ou drogas √© falar sobre isso. Converse calmamente com seu filho e explique por que drogas, √°lcool ou sexo n√£o devem ser permitidos em uma idade jovem. Evite um tom acusador quando abordar o assunto e tentar ser amig√°vel.

As crianças também correm o risco de beber álcool sem o seu conhecimento. Às vezes, os adolescentes temem que não usar álcool ou drogas não seja bom e que possam estar sob pressão dos colegas para dizer que sim. Para evitar isso, ensine seus filhos desde o início como dizer não ao álcool ou drogas quando alguém lhe oferecer.

Os especialistas tamb√©m dizem que os adolescentes, que jantam regularmente com seus pais, participam de atividades ap√≥s a escola e n√£o podem andar √† noite, t√™m um risco significativamente menor de se envolver nessas situa√ß√Ķes.

2. Maior uso de dispositivos de comunicação e redes sociais

De acordo com o PewResearch Center, 73% dos adolescentes tinham acesso a smartphones em 2015 e mais de 92% dos adolescentes acessavam as mídias sociais todos os dias usando seus smartphones. (3)

O uso de dispositivos de comunicação e redes sociais não é ruim. De fato, os adolescentes precisam de um telefone celular para que os pais possam rastrear seu paradeiro.

No entanto, o uso desses dispositivos pode se tornar um vício e afetar o estilo de vida e a atitude de seus filhos. As mídias sociais podem abrir portas para estranhos que desejam tirar vantagem imprópria de seu adolescente ingênuo, o que pode ser perigoso.

Solução:

N√£o √© uma boa ideia n√£o dar um celular ao seu filho ou cortar completamente o acesso √†s m√≠dias sociais. De fato, pode sair pela culatra e levar a roubar, esconder e mentir. √Č comum que os adolescentes tenham um telefone celular. Pegue um, mas tenha regras estritas sobre o que eles usam.

Monitore como eles usam a Internet, se poss√≠vel, mantenha uma guia no seu hist√≥rico de navega√ß√£o. Tenha um acordo aberto sobre o assunto para n√£o precisar analis√°-lo pelas costas. Al√©m disso, incentive-os a falar sobre o que fazem online, sendo amig√°veis ‚Äč‚Äče abertos √†s suas id√©ias e interesses.

Outra maneira de lidar com esse problema é restringir o tempo gasto para enviar mensagens de texto e ligar para seus amigos ou nas mídias sociais quando eles estão em casa.

Você também pode baixar um aplicativo que permite desativar o acesso à Internet para determinados dispositivos ou definir limites de tempo nos dispositivos aos quais seu filho adolescente tem acesso.

3. Mudanças de humor

Mudan√ßas de humor s√£o comuns em adolescentes e, √†s vezes, s√£o felizes e irritadi√ßos em outros momentos. Tudo e qualquer coisa pode desencade√°-los, e in√ļmeras tiradas de como voc√™ √© injusto podem continuar.

Mudan√ßas de humor tamb√©m podem indicar depress√£o √†s vezes. Os pais podem distinguir entre rebeli√£o adolescente e altera√ß√Ķes de humor e depress√£o, considerando a gravidade e a dura√ß√£o das altera√ß√Ķes de humor e os dom√≠nios afetados por essas altera√ß√Ķes (4).

Solução:

Um erro comum que os pais cometem é banalizar o que seus filhos estão passando. Você pode sentir que seu filho está exagerando, mas isso só fará com que ele se sinta mal interpretado. Isso pode desativá-los completamente. Evite dar conselhos ou desviar-se do tópico. Em vez de ignorar sua reação, tente ouvir e ter empatia. Deixe-os falar sobre isso e pode até levá-los a perceber que o drama não vale a pena.

Se voc√™ acha que h√° um problema genu√≠no de sa√ļde mental, leve seu filho a um profissional de sa√ļde mental ou ao seu m√©dico de fam√≠lia local.

(Leia: Dicas para lidar com mudanças de humor entre adolescentes)

4. agress√£o

Seu filho adolescente pode ficar bravo com voc√™ com frequ√™ncia e por raz√Ķes incompreens√≠veis. Eles podem se tornar argumentativos e responder mais do que quando eram crian√ßas. Entenda que a raiva √© uma emo√ß√£o humana normal e √© comum entre os adolescentes. Mas se eles n√£o canalizam sua raiva adequadamente, isso pode se transformar em agress√£o e resultar em viol√™ncia, o que pode ser perigoso para eles e para os outros.

Solução:

Os pais costumam reagir a um adolescente irritado que grita de volta. Evite a tentação de falar mais alto que o adolescente e "vença" o argumento, porque isso nem sempre obtém os resultados desejados. De fato, seu filho pode se sentir encurralado e se tornar ainda mais agressivo ao tentar dominá-lo.

A √ļnica maneira de acalmar um adolescente irritado √© ficar calmo. Encontre maneiras de controlar sua raiva e ou√ßa o que seu filho tem a dizer. Evite discuss√Ķes o m√°ximo poss√≠vel e deixe seu filho desencadear toda a raiva. Quando ficarem sem palavras, eles se acalmar√£o. Incentive-os a falar com voc√™ quando houver um problema, em vez de reprimi-lo. Ensine-os maneiras saud√°veis ‚Äč‚Äčde expressar raiva em vez de serem agressivos ou violentos.

5. Mentir ou ocultar fatos

Pode ser devastador para os pais descobrirem que seu filho mentiu para eles ou que ele não lhes revelou tudo. A verdade é que seu novo senso de independência faz com que pareça desnecessário contar tudo. Além disso, o medo de ser julgado e punido pode forçar seu filho a mentir, o que pode se tornar um hábito compulsivo se não for cortado pela raiz.

Solução:

Honestidade é uma característica que você deve incentivar seus filhos a construir. Ensine-os a dizer a verdade, dando um exemplo para eles. Tenha um canal aberto de comunicação com seus filhos que lhes permita compartilhar qualquer coisa sem hesitar. Quando as crianças vêem que seus pais são sinceros e honestos em relação a tudo, inclusive seus erros, aprenderão a fazer o mesmo.

Evite ser crítico. Se você apontar falhas em tudo e corrigir todos os erros que eles cometerem, eles podem temer que você nunca os aprove, e eles podem parar de compartilhar e se comunicar com você.

(Leia: Por que os adolescentes mentem?)

Comportamento difícil dos adolescentes

Comportamentos difíceis não são prejudiciais, mas podem prejudicar o seu relacionamento com o adolescente.

6. Desafiando as regras e discutindo

Os adolescentes são rebeldes. Eles nem sempre querem fazer o que você lhes diz e gostariam de ver como podem ser desafiadores. Quando os adolescentes discutem com você e se recusam a obedecer às regras, não os castigue e aja como um tirano, pois os torna mais teimosos. Eles quebram as regras com mais frequência. Eles podem se recusar a fazer tarefas e responder o tempo todo.

Solução:

Os adolescentes estão confusos e precisam de orientação para permanecer no caminho certo. Eles precisam de limites para ajudá-los a manter o controle. Ao criar regras, você também cria limites para ajudá-las. Seja claro sobre as regras, seja a que horas podem passar a noite na escola ou o que devem fazer em casa.

Esclareça as consequências se eles desafiarem as regras e as aplicarem, independentemente de quão trivial o problema possa parecer. Seu filho adolescente saberá que você é sério sobre regras, e isso incutirá um senso de disciplina.

Também poderia envolvê-los na definição de regras e penalidades. Dessa maneira, eles saberiam claramente onde estão se ultrapassassem os limites.

Lembre-se de que, à medida que o adolescente cresce, é normal que ele queira mais independência. Isso faz parte de estar preparado para sair de casa; portanto, tente não levar seu comportamento para o lado pessoal e lembre-se de que isso faz parte do que você deve fazer.

7. Mudanças drásticas na aparência

O erro de "rebelião", combinado com o entusiasmo de experimentar, pode fazer seu filho fazer muitas coisas que ele pode não entender. Uma delas é uma mudança drástica em sua aparência: seu filho pode adotar um estilo específico de vestir, ele pode insistir em ter nada além de roupas de marca e pode mudar seu penteado sem consultá-lo. As meninas podem começar a usar maquiagem, enquanto os meninos podem mudar seus penteados e fazer tatuagens.

A adolesc√™ncia ocorre quando as crian√ßas entram em contato com sua sexualidade, e suas prefer√™ncias sexuais rec√©m-descobertas tamb√©m podem afetar seu vestu√°rio. A apar√™ncia f√≠sica e os dist√ļrbios alimentares est√£o intimamente relacionados. Se o adolescente come muito ou pouco, morre de fome, se exercita mais do que o necess√°rio, vomita tudo o que come, ou se preocupa constantemente por ser gordo ou feio, isso pode indicar problemas s√©rios, como dist√ļrbios alimentares, depress√£o e dist√ļrbios alimentares. ansiedade (5). )

Solução:

A coisa mais importante que voc√™ pode fazer como pai √© aceit√°-los como s√£o e ajud√°-los a fazer o mesmo. Ensin√°-los a aceitar quem s√£o e como s√£o ajuda-os a lidar com as press√Ķes de parecer "legais" ou "gostosos" quando come√ßam o ensino m√©dio.

Fazer com que seus filhos se vistam da maneira que voc√™ quer pode ser quase imposs√≠vel. Em vez de rejeitar suas op√ß√Ķes diretamente, tente sutilmente afirmar que o "visual" n√£o parece √≥timo e d√™ a eles melhores op√ß√Ķes que eles gostem.

(Leia: rebeli√£o adolescente)

8. Comunicação diminuída

Seu filho não está falando com você tanto quanto você gostaria. Mas pense bem, você conversou com seus pais o tempo todo quando era adolescente? Provavelmente não. Além disso, pode parecer que seu adolescente compartilha mais com os amigos do que com você. Embora você queira saber tudo o que está acontecendo na vida de seu filho, não é razoável perguntar a um adolescente.

Solução:

Se você forçar seu filho a contar tudo, eles podem inventar histórias para agradá-lo, o que não é o que você deseja. Aceite que seu filho não vai lhe contar tudo. No entanto, informe-os de que devem informá-lo de todos os eventos importantes em suas vidas, já que você é o guardião. Enfatize que você gostaria de saber o que está acontecendo em sua vida apenas porque se importa com eles e deseja ter certeza de que eles são felizes.

Tamb√©m √© importante perceber que a parte do c√©rebro que liga as emo√ß√Ķes √† comunica√ß√£o ainda est√° se desenvolvendo na adolesc√™ncia, para que eles n√£o consigam expressar as palavras do que est√° acontecendo com elas. Em tempos de depress√£o, reconhe√ßa e ofere√ßa apoio. Isso pode ser suficiente para ajud√°-los a expressar o que est√° acontecendo com eles.

9. Passe mais tempo com os amigos

O senso de identidade dos adolescentes se baseia em quem eles saem. Se eles parecem passar mais tempo com os amigos do que com você em casa, é porque eles querem se encaixar, o que é um comportamento típico dos adolescentes. O problema é quando seu filho passa mais tempo com pessoas que não aprovam (não que ele se importe com a aprovação), ou com pessoas que você acha que podem influenciar negativamente seu filho.

Solução:

Voc√™ pode n√£o gostar dos amigos de seu filho por causa de sua apar√™ncia ou atitude. Quando se trata de apar√™ncia, lembre-se de que nem sempre √© uma boa ideia julgar um livro pela capa. Reserve um tempo para conhecer os amigos do seu filho antes de recus√°-lo. Se voc√™ se sente insatisfeito com a atitude das crian√ßas, informe-o de maneira sutil. Compartilhe suas preocupa√ß√Ķes sem preconceitos ao dizer ao seu filho que confia neles. decis√£o certa. Isso os incentivar√° a rever as amizades que escolherem e n√£o se sentir√£o pressionados a tomar suas pr√≥prias decis√Ķes.

Lembre-se de que construir uma rede fora da unidade familiar é parte normal de um adolescente que desenvolve mais independência.

Se você descobrir que o comportamento de seu filho mudou significativamente, denuncie-o sem parecer que foi sua culpa.

10. Indecis√£o

Os adolescentes geralmente ficam confusos e indecisos devido às mudanças físicas e emocionais pelas quais passam. Seja algo simples como o que vestir para ir à escola ou algo tão importante quanto qual faculdade escolher, pode parecer que seu filho está tendo dificuldades para escolher. . A indecisão também pode ser um sinal de depressão, embora nem sempre (6).

Solução:

Adolescente √© o momento certo para introduzir habilidades de tomada de decis√£o. Mostre-lhes as diferentes maneiras pelas quais uma op√ß√£o pode ser avaliada ou medida para tomar a decis√£o certa. Certifique-se de n√£o desprezar ou rir deles por n√£o poder fazer uma escolha simples. Al√©m disso, evite a tenta√ß√£o de tomar a decis√£o por eles. Se voc√™ oferecer muitos conselhos, eles podem tomar a decis√£o errada apenas por serem desafiadores ou mostrar que tamb√©m podem tomar decis√Ķes.

Problemas típicos de comportamento dos adolescentes

Al√©m dos comportamentos mencionados acima, os adolescentes s√£o expostos a v√°rios estressores que os colocam em risco de desenvolver dist√ļrbios alimentares, problemas de ansiedade e abuso de subst√Ęncias.

As meninas adolescentes s√£o emocional e fisicamente vulner√°veis ‚Äč‚Äče podem ser influenciadas por estressores internos, como altera√ß√Ķes hormonais e estressores externos, como press√£o dos colegas e press√£o acad√™mica. Entenda que √© t√£o dif√≠cil para sua filha ser adolescente quanto √© para voc√™ ser pai de um adolescente.

Problemas típicos de comportamento dos adolescentes

Boystend suprime seus sentimentos e n√£o fala sobre eles. De fato, muitos adolescentes consideram discutir suas emo√ß√Ķes um sinal de fraqueza.

Meninos adolescentes tendem a começar a tomar drogas e beber mais cedo do que as meninas, então os pais precisam ter muito cuidado. A imprudência é mais uma característica que os adolescentes têm, levando-os a acelerar e desfrutar de atividades arriscadas.

(Leia: Como lidar com um adolescente narcisista)

Mais dicas para lidar com o comportamento adolescente

Lidar com adolescentes não é ciência do foguete. Você pode ter um relacionamento saudável com o adolescente se estiver disposto a ser paciente e se esforçar para entender e trabalhar com a criança.

1. Crie um relacionamento de confiança

A confiança é importante para qualquer relacionamento. Se você quer que seu filho ouça ou considere o que ele diz, você deve ganhar a confiança dele. Mantenha um relacionamento aberto em que você compartilhe as coisas Quando você compartilhar coisas importantes sobre sua vida e trabalho, seu filho saberá que você confia nele e é mais provável que se abra sobre a vida dele.

2. Empatia

Lembre-se, voc√™ j√° foi adolescente. N√£o importa o qu√£o irracional o comportamento de seu filho possa parecer, tente imaginar como ele se sente. Coloque-se no lugar deles e entenda a perspectiva deles. Quando voc√™ reflete seus sentimentos, sente-se reconhecido e est√° disposto a compartilhar seus sentimentos, id√©ias e opini√Ķes livremente.

3. Respeite-os

Voc√™ quer que seu filho a respeite? Ensine-os sobre isso, respeitando-os. Medo ou intimida√ß√£o n√£o podem ganhar o respeito de seu filho. Liderar pelo exemplo respeita sua personalidade, id√©ias, opini√Ķes e emo√ß√Ķes. N√£o os menospreze na frente de seus amigos ou mesmo em particular, e o mais importante, n√£o trivialize ou critique suas id√©ias ou opini√Ķes, pois isso pode torn√°-los inseguros quando adultos. Quando voc√™ trata seus filhos com respeito, eles respondem com o mesmo respeito por voc√™.

4. Ofereça ajuda

A maioria dos adolescentes pode se cuidar e pode não precisar da sua ajuda. No entanto, é importante informar a eles que você está disposto a ajudá-los, caso precisem. Alguns adolescentes podem sentir a necessidade de fazer tudo por conta própria e considerar procurar ajuda como sinal de fracasso. Ajude seus filhos a entender que nem todos podem fazer tudo, e que não há problema em pedir ajuda às vezes. Como alternativa, você pode procurar a ajuda deles em pequenos assuntos para fazê-los sentir-se envolvidos. Quando o vêem procurando ajuda, também o fazem por você.

5. Mostre a eles que você se importa

Seu filho adolescente pode odiar, ou pelo menos dizê-lo. Isso pode não ser necessariamente verdade. Além disso, eles podem ver sua disciplina e rigor como ódio por eles e acreditar que ele só quer dificultar a vida deles. Você pode impedir que seu filho desenvolva sentimentos negativos por mostrar que se importa. Diga a eles o quanto você os ama e faça pequenas coisas para fazê-los felizes. Mostre que você está interessado no que lhes interessa (mesmo que você precise fingir um pouco). Isso ajudará a manter os canais de comunicação abertos para quando eles realmente precisarem falar com você.

Mudanças comportamentais são comuns em adolescentes. Se você tem um menino ou menina adolescente, sabe o que é normal e o que não pode ajudá-lo a lidar e interagir adequadamente com eles e a construir um relacionamento de cooperação que beneficie os dois.

Como você lida com problemas comportamentais em seu adolescente? Conte-nos sobre isso aqui.

Artigos recomendados:

Os comentários são moderados pela equipe editorial da MomJunction para remover qualquer comentário pessoal, abusivo, promocional, provocador ou irrelevante. Também podemos remover hiperlinks nos comentários.

As pr√≥ximas duas guias alteram o conte√ļdo abaixo.