Compreendendo abrevia√ß√Ķes e acr√īnimos m√©dicos para vacinas na imuniza√ß√£o de seu filho …

cartão de vacinação de imunização

Abrevia√ß√Ķes m√©dicas s√£o frequentemente encontradas semelhantes umas √†s outras. Pode ser um desafio entender a que imuniza√ß√£o um acr√īnimo ou abrevia√ß√£o se refere. Nesta postagem, ajudaremos voc√™ a entender as abrevia√ß√Ķes e acr√īnimos mais comuns encontrados nos registros de vacina de seu beb√™. Isso ajudar√° voc√™ a se manter atualizado sobre as imuniza√ß√Ķes de seu filho e tamb√©m o preenchimento dos formul√°rios.

Quais informa√ß√Ķes s√£o cobertas em um registro de vacina√ß√£o?

A maioria dos registros de vacina√ß√£o ou imuniza√ß√£o cobre as seguintes informa√ß√Ķes:

  • Tipo de Vacina√ß√£o: Isto indicar√° o tipo espec√≠fico de vacina√ß√£o. Por exemplo, MMR (administrado para sarampo, caxumba e rub√©ola) ou MMRV (administrado para sarampo, caxumba, rub√©ola e varicela). Nesta coluna, todas as abrevia√ß√Ķes das vacinas ser√£o escritas.
  • Data fornecida: A data correta com dia, m√™s e ano em que a vacina foi administrada deve ser mencionada. Esta informa√ß√£o √© necess√°ria para calcular a pr√≥xima dose de algumas vacinas.
  • Rota e Local: Isso indica a via da vacina ou como a vacina foi administrada. As vacinas podem ser orais, intranasais ou intramusculares. Se a vacina foi injetada, tamb√©m ser√° mencionado o local, como bra√ßo esquerdo ou coxa direita, etc.
  • N√ļmero de lote: Toda vacina possui um grande n√ļmero de fabricantes, que geralmente s√£o registrados para solucionar imediatamente quaisquer problemas com a vacina.
  • Declara√ß√£o informativa da vacina: Esta informa√ß√£o indica a data de fabrica√ß√£o da vacina e a data em que foi administrada.
  • Nome do vacinador: Nome e assinatura da pessoa que administrou a vacina. Essa pessoa geralmente √© enfermeira ou atendente m√©dico.

Algumas informa√ß√Ķes no registro podem ser auto-explicativas. No entanto, a maioria est√° escrita em c√≥digos. Leia para saber algumas abrevia√ß√Ķes usadas no registro de vacina√ß√£o de seu filho.

Abrevia√ß√Ķes comuns de vacina√ß√£o e suas formas completas

Abaixo mencionados s√£o os acr√īnimos da vacina que s√£o comumente encontrados nos registros de imuniza√ß√£o de uma crian√ßa:

  1. DTP: vacina contra difteria, tétano e coqueluche de células inteiras.
  2. AVA: vacina contra o antraz adsorvida.
  3. DT: Difteria pedi√°trica e tox√≥ides tet√Ęnicos.
  4. BCG: Vacina contra tuberculose Bacille Calmette Guerin.
  5. ccIIV3: vacina contra influenza inativada baseada em cultura de células.
  6. DTaP: Vacina contra difteria, tétano e coqueluche acelular.

  7. HepA: Vacinação contra hepatite A (Havrix e Vaqta).
  8. Hep B: vacinação contra hepatite B.
  9. HepB РIPV: vacina contra hepatite B e vacina inativada contra poliovírus.
  10. elPV: Melhor vacina inativada contra a poliomielite.
  11. Hib: vacina contra o Haemophilus influenzae tipo B.
  12. HPV: Papilomavírus Humano.
  13. HPV2: vacina bivalente contra o HPV (Cervarix).
  14. HPV4: vacina quadrivalente ao HPV (Gardasil).
  15. HPV9: vacina noavalent contra o HPV (Gardasil).
  16. IPV: vacina inativada contra o poliovírus.
  17. IIV: vacina inativada contra influenza (anteriormente conhecida como TIV).
  18. IIV3: Vacina contra influenza inativada trivalente.
  19. IIV4: Vacina inativada quadrivalente contra influenza.
  20. JE: encefalite japonesa.
  21. JE-VC: Vacinação contra o vírus quimérico da encefalite japonesa.
  22. LAIV: Vacina viva contra a gripe atenuada.
  23. LAIV4: Vacina viva contra a gripe atenuada quadrivalente.
  24. MenB: vacina meningocócica do grupo B (Bexsero e Trumenba).
  25. MMR: Vacina contra sarampo, caxumba e rubéola.
  26. MMRV: Vacina contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela (a vacina contra varicela é administrada a crianças entre 12 e 15 meses de idade para prevenir a varicela).
  27. MCV4: Vacina conjugada meningocócica (quadrivalente).
  28. MPSV4: Vacina polissacarídica meningocócica (quadrivalente).
  29. OPV: vacina oral contra a poliomielite.
  30. PCV: vacina pneumocócica conjugada.
  31. PCV7: Vacina conjugada pneumocócica heptavalente.
  32. PCV13: Vacina pneumocócica conjugada que protege contra 13 tipos diferentes de bactérias pneumocócicas.
  33. PPSV23: Vacina pneumocócica polissacarídica que protege contra 23 tipos de bactérias pneumocócicas.
  34. RV: vacina contra rotavírus.
  35. RV1: Vacina monovalente contra rotavírus (Rotarix).
  36. RV5: Vacina contra o rotavírus pentavalente (RotaTeq).
  37. Tdap: vacina contra tétano, difteria e pertussis acelular (uma abreviação de tiros de tétano).
  38. Td: Vacina contra tétano e difteria (formulação para adultos).
  39. VAR: vacina contra varicela.
  40. Ty21a: Vacina tifóide oral viva.

Abreviação usada para indicar o método em que uma vacina é administrada

Muitas vezes, voc√™ encontrar√° abrevia√ß√Ķes para o m√©todo em que a vacina foi administrada. Aqui est√£o algumas delas:

  1. PO: Administração oral ou oral da vacina.
  2. IM: IM significa inje√ß√£o intramuscular, que exige que uma agulha seja injetada em um m√ļsculo grande encontrado na coxa ou nos bra√ßos.
  3. IN: IN significa injeção intranasal em que a vacina é administrada pelo nariz. Esse tipo de vacinação é bastante incomum atualmente.
  4. SubQ, SQ ou SC: inje√ß√£o subcut√Ęnea, envolve uma inje√ß√£o superficial que requer a inser√ß√£o horizontal ou angular da agulha, logo abaixo da pele.

Abrevia√ß√Ķes usadas para mostrar o local / local da vacina√ß√£o

Como no m√©todo de vacina√ß√£o registrado, voc√™ tamb√©m encontrar√° acr√īnimos usados ‚Äč‚Äčpara o local / local da vacina√ß√£o.

  1. LA: Braço esquerdo
  2. RA: Braço direito
  3. LT: Coxa Esquerda
  4. RT: Coxa Direita

Outros termos comuns usados ‚Äč‚Äčnos registros m√©dicos da vacina

Existem alguns termos mais comuns que você encontrará nos registros médicos. Aqui estão alguns deles:

1. Vacina Acelular: Ao contrário das células completas, uma vacina acelular é uma vacina que contém apenas um material celular parcial.

2. Imunidade ativa: imunidade ativa refere-se à produção de anticorpos no sistema imunológico para combater uma doença específica. A imunidade ativa pode ser adquirida de duas maneiras, isto é, através de uma vacina ou contraindo a doença. A imunidade ativa é geralmente considerada permanente, o que significa que o indivíduo fica protegido de uma doença específica por toda a duração de suas vidas.

3. Vacinas inativadas: vacinas produzidas com a ajuda da versão inativada do microrganismo produtor de infecção.

4. Vacina viva atenuada: esses tipos de vacina s√£o criados usando v√≠rus vivos com virul√™ncia reduzida / enfraquecida. Acredita-se que eles forne√ßam imunidade por um per√≠odo mais longo, mas pode ser inseguro se voc√™ tiver uma imunidade enfraquecida. Algumas das vacinas vivas atenuadas s√£o rub√©ola, sarampo, caxumba, varicela, rotav√≠rus, febre amarela, var√≠ola e tamb√©m algumas formula√ß√Ķes de influenza, herpes zoster e vacina contra febre tif√≥ide.

5. Vacina Conjugada: Este tipo de vacina evoca a resposta imune no organismo contra um microorganismo específico, usando uma parte do agente infeccioso (antígeno forte) e uma parte do agente enfraquecido (antígeno fraco).

6. Vacina Toxóide: Em vez de usar o próprio microorganismo, esse tipo de vacina usa uma parte da toxina prejudicial produzida a partir do microorganismo para criar imunidade contra a toxina prejudicial.

7. Vacina bivalente: Uma vacina bivalente é projetada para atingir duas cepas de um microorganismo.

8. Evento Adverso: Um evento adverso refere-se a um resultado negativo após o tratamento médico. Geralmente, os eventos adversos são considerados mais graves que os efeitos colaterais comuns. Por exemplo, uma alergia à imunização pode ser considerada um evento adverso.

9. Efeitos colaterais: Um efeito colateral pode ser denominado como uma reação que pode ocorrer após a exposição a tratamentos médicos, como vacinação, cirurgia ou medicamento. Os efeitos colaterais mais comuns incluem vermelhidão, dor, dor no local da injeção ou sensação de atrofia.

10. Imunidade de rebanho: Este termo descreve uma situa√ß√£o em que a doen√ßa √© menos prevalente e muito menos propensa a se espalhar quando mais pessoas s√£o vacinadas por ela. Em geral, pessoas com imunidade fraca, como aquelas que est√£o sendo tratadas de c√Ęncer, beb√™s prematuros ou pessoas com infec√ß√Ķes por HIV, t√™m maior probabilidade de serem infectadas por doen√ßas infecciosas, mesmo ap√≥s serem imunizadas.

11. Vacina combinada: refere-se a uma vacina que pode proteger contra duas ou mais doenças. Algumas vacinas combinadas também podem proteger contra doenças causadas por diferentes cepas ou pelo mesmo organismo.

12. Vacinas de reforço: as doses de reforço são aquelas doses adicionais de vacina que são administradas periodicamente para estimular o sistema imunológico do indivíduo. Por exemplo, a vacina Td é recomendada para adultos a cada dez anos para tétano e difteria.

13. Anticorpo: Anticorpo refere-se à proteína formada no sangue em resposta a partículas estranhas como bactérias e vírus que invadem nosso corpo. Os anticorpos protegem contra doenças ligando-se a esses organismos e destruindo-os.

14. Contra-indicação: Uma condição rara na qual o paciente provavelmente resultará em uma situação de risco de vida se uma vacina for administrada.

Reunir o m√°ximo de informa√ß√Ķes sobre as v√°rias vacinas e sua hist√≥ria pode ser esclarecedor e √ļtil. A imuniza√ß√£o e a vacina√ß√£o s√£o consideradas muito seguras e tamb√©m nos protegem contra uma s√©rie de doen√ßas mortais e epidemias perigosas.

Na pr√≥xima vez em que voc√™ encontrar acr√īnimos de vacina√ß√£o de imuniza√ß√£o, temos certeza de que voc√™ conhecer√° a maioria deles. Caso contr√°rio, consulte este artigo novamente para saber o que foi registrado sobre a imuniza√ß√£o de seu filho. As informa√ß√Ķes s√£o f√°ceis de entender quando voc√™ conhece o b√°sico.

Leia também:

Mitos e fatos da vacinação: Vacinação nas primeiras 24 horas de um recém-nascido. Os bebês podem ter vacinação com resfriado ou tosse?