Como a cocaína afeta o sistema cardiovascular
Sa√ļde

Como a cocaína afeta o sistema cardiovascular

Como a cocaína afeta o sistema cardiovascular

Há poucas coisas que os médicos de pronto-socorro temem mais do que ver um jovem usuário de cocaína que se apresenta com dor no peito ou outros sintomas que sugerem doenças cardiovasculares. Seu medo é bem fundamentado.

Já é ruim o suficiente que esse jovem saudável, de outra forma, possa estar sofrendo de uma condição médica induzida por drogas ou incapacitante.

O que piora é que o médico sabe que é provável que seja difícil fazer um diagnóstico correto. E uma vez feito o diagnóstico correto, é provável que o tratamento seja especialmente desafiador, devido aos efeitos generalizados da cocaína na fisiologia do corpo. Além disso, é muito provável que o resultado a longo prazo do paciente jovem permaneça ruim, mesmo que um diagnóstico correto seja feito rapidamente e o tratamento seja iniciado imediatamente.

Como a cocaína afeta o sistema cardiovascular?

A coca√≠na √© um medicamento que inibe a recapta√ß√£o da norepinefrina nos neur√īnios por todo o corpo. A norepinefrina √© um poderoso neurotransmissor no sistema nervoso simp√°tico e, quando sua recapta√ß√£o √© inibida, a atividade do nervo simp√°tico √© muito exagerada e prolongada.

Atividade nervosa simp√°tica exagerada tem efeitos profundos no sistema cardiovascular. Aumenta substancialmente a for√ßa do m√ļsculo card√≠aco √† medida que se contrai e, ao mesmo tempo, aumenta a freq√ľ√™ncia card√≠aca e a press√£o sangu√≠nea. Todos esses fatores aumentam muito o trabalho do cora√ß√£o e, portanto, a demanda do cora√ß√£o por oxig√™nio e nutrientes.

Mas, embora fa√ßa o sistema cardiovascular trabalhar muito mais, a coca√≠na tamb√©m causa constri√ß√£o dos capilares, reduzindo o fluxo sangu√≠neo para o m√ļsculo card√≠aco. Al√©m disso, a coca√≠na promove a coagula√ß√£o sangu√≠nea nos vasos sangu√≠neos.

Esta √© uma p√©ssima combina√ß√£o de efeitos fisiol√≥gicos. Embora crie uma grande necessidade card√≠aca de oxig√™nio, a coca√≠na restringe simultaneamente o fluxo sangu√≠neo ao m√ļsculo card√≠aco, restringindo a quantidade de oxig√™nio que pode ser fornecida. O sistema cardiovascular fica extremamente estressado.

Quais condi√ß√Ķes cardiovasculares s√£o causadas pelo uso de coca√≠na?

V√°rias condi√ß√Ķes cardiovasculares importantes podem resultar dessa combina√ß√£o de efeitos causados ‚Äč‚Äčpelo uso de coca√≠na.

  • Infarto do mioc√°rdio (infarto do mioc√°rdio). Os ataques card√≠acos s√£o uma complica√ß√£o bem conhecida do uso de coca√≠na e podem ocorrer com qualquer dose de coca√≠na, e mesmo em usu√°rios iniciantes. A maioria dos ataques card√≠acos induzidos por coca√≠na ocorre dentro de uma hora ap√≥s o uso da droga e s√£o especialmente prevalentes em jovens. De fato, o uso de coca√≠na tem sido associado a quase 25% dos ataques card√≠acos que ocorrem em pessoas com menos de 45 anos. Leia sobre o tratamento do infarto do mioc√°rdio.
  • Dissec√ß√£o a√≥rtica. A dissec√ß√£o aguda da aorta, uma ruptura s√ļbita na parede da aorta, √© uma condi√ß√£o extremamente dolorosa e com risco de vida. Embora existam muitas causas de dissec√ß√£o a√≥rtica, o uso de coca√≠na √© uma causa comum na juventude.
  • Aneurisma da art√©ria coron√°ria. Os aneurismas das art√©rias coron√°rias, dilata√ß√Ķes das art√©rias coron√°rias em forma de bal√£o, s√£o bastante comuns em usu√°rios de coca√≠na e ocorrem em at√© 30% dos usu√°rios cr√īnicos. Os aneurismas das art√©rias coron√°rias s√£o uma causa de ataque card√≠aco.
  • Miocardite e cardiomiopatia. A coca√≠na causa miocardite ou inflama√ß√£o do m√ļsculo card√≠aco. A miocardite pode causar danos ao m√ļsculo card√≠aco ou cardiomiopatia. Como resultado, pode ocorrer insufici√™ncia card√≠aca.

Por que o uso de cocaína complica o tratamento de problemas cardíacos?

Em geral, tratar problemas cardiovasculares induzidos por cocaína é semelhante ao tratamento desses mesmos problemas cardíacos quando o uso de cocaína não é um fator. No entanto, o uso de cocaína complica a terapia de várias maneiras importantes:

  • Os betabloqueadores n√£o devem ser usados ‚Äč‚Äčem pacientes que tomam coca√≠na. Os betabloqueadores s√£o muito importantes para o tratamento de doen√ßas das art√©rias coron√°rias, ataques card√≠acos, angina e insufici√™ncia card√≠aca. No entanto, em pessoas que consumiram coca√≠na, os betabloqueadores (que bloqueiam os efeitos simp√°ticos beta da noradrenalina) “descobrem” os efeitos simp√°ticos alfa, levando ao aumento da constri√ß√£o das art√©rias pequenas e √† press√£o arterial mais alta. Esse fato remove uma ferramenta cr√≠tica de tratamento das m√£os do m√©dico quando ele est√° lidando com um ataque card√≠aco.
  • Quando se trata de um ataque card√≠aco agudo, o uso de drogas anti-co√°gulos (medicamentos que produzem fibrin√≥lise) geralmente n√£o deve ser usado em um usu√°rio de coca√≠na sem antes realizar o cateterismo card√≠aco. Isso ocorre porque altera√ß√Ķes no ECG que geralmente indicam que um ataque card√≠aco agudo est√° ocorrendo podem ser vistas em usu√°rios de coca√≠na que n√£o est√£o realmente tendo um ataque card√≠aco.
  • Os m√©dicos relutam em usar stents para tratar doen√ßas das art√©rias coron√°rias em usu√°rios de coca√≠na, porque a trombose do stent (coagula√ß√£o do stent) √© muito maior nessas pessoas.

Uma palavra de Verywell

O uso de coca√≠na pode causar um enorme estresse no cora√ß√£o e no sistema vascular e pode levar a v√°rias condi√ß√Ķes cardiovasculares importantes. Al√©m disso, devido √† multiplicidade de efeitos negativos na fisiologia humana, as op√ß√Ķes de tratamento s√£o limitadas em pessoas com dist√ļrbios cardiovasculares induzidos por coca√≠na.