Caro professor: Obrigado e desculpe-me

Caro professor: Obrigado e desculpe-me

Imgorthand / iStock

Bem, finalmente chegou o dia do primeiro dia de aula.

Enquanto entrego meu filho, eu lhe direi primeiro obrigado. Obrigado por todas as coisas. Depois de quase sobreviver aos √ļltimos 95 dias em casa com querubins myferalsweet, me lembrei mais uma vez do quanto precisamos de voc√™. Eu n√£o sei como voc√™ faz isso, mas voc√™ merece todos os pr√™mios, d√≥lares e vinho por lidar com esses rugrats o dia todo. A s√©rio.

Seguindo de perto esse grande gigante obrigado, darei a você um quase tão grande Eu sinto Muito.Em maio, eu tinha grandes planos para todo o enriquecimento educacional que faríamos durante o verão. Teríamos um clube do livro da família! Nós praticaríamos fatos matemáticos! Faríamos experimentos científicos na cozinha e aprenderíamos espanhol e tocar piano! Slide de verão? Qual slide de verão? Meus filhos voltariam para a escola em setembro ainda mais espertos do que em maio.

Sim … sobre isso

Eu sinto Muito.

Lamento que o slide de ver√£o tenha se tornado um deslize de ver√£o para n√≥s, porque ca√≠mos com for√ßa e rapidez e desajeitadamente em qualquer trem de desenvolvimento educacional em que estiv√©ssemos. T√≠nhamos boas inten√ß√Ķes de ler mais livros durante o ver√£o, mas os dias estavam quentes e a piscina nos chamou.

Sinto muito por deixar as folhas de atividades inacabadas e em branco, por n√£o manter um di√°rio de escrita ou fazer fatos matem√°ticos ou praticar cart√Ķes de mem√≥ria. Eu tinha planos de implementar algum tempo educacional todos os dias, mas alguns dias levaram toda a minha energia apenas para impedir que meus filhos se matassem. Os fatos da matem√°tica n√£o estavam nos cart√Ķes. Eu sinto Muito.

Lamento que, mesmo remotamente, esteja familiarizado com esse conceito conhecido como programação no momento. Comemos picolés na sala de estar e jantamos em frente à televisão. As horas de dormir deslizavam mais e mais tarde, até que não tínhamos certeza de que horas realmente era hora de dormir. Um mergulho na piscina passou como banho por dias (semanas?) A fio. Alguns dias comemos biscoitos e cupcakes no café da manhã e outros ovos e panquecas no jantar. E por isso, me desculpe.

Sinto muito por todos os bons h√°bitos que n√£o tivemos e por todos os maus h√°bitos que tivemos durante o ver√£o.

Westayed acordado at√© tarde. Passamos dias, semanas e meses na piscina. Saltamos do trampolim cerca de 783 vezes. Pegamos conchas no fundo do lago e aprendemos a jogar uma bola de n√≥s. Escalamos √°rvores e fizemos viagens de carro. N√≥s assistimos muitos filmes e corremos na chuva. Jogamos Pokmon Go e comemos muita comida lixo. √Čramos pregui√ßosos e ocupados, tudo ao mesmo tempo. N√≥s √©ramos tolos, brincalh√Ķes e n√£o programados.

Em outras palavras, passamos o ver√£o agindo como crian√ßas. E enquanto sinto muito por muitas coisas, n√£o sinto muito por aquele. A inf√Ęncia √© uma esta√ß√£o curta e doce, como no ver√£o, e √†s vezes voc√™ precisa jogar a lista de “deveres” pela janela e espremer cada gota de do√ßura que puder.

Você entendeu. Eu sei que você faz. Você entende que as crianças precisam ser crianças. Então, talvez minhas desculpas por tudo o que não fizemos sejam menos desculpas para você, assim como são para mim, porque nessa cultura ocupada em que vivemos, é fácil ser sugado pela armadilha da culpa de inadequação, simplesmente para deixando nossos filhos serem crianças.

Ent√£o eu deixo meu doce querubim disfar√ßado de pag√£o selvagem, eu te dou o mais sincero obrigadoeEu sinto Muito. Lamento que, na primeira semana (ah, com quem estamos brincando nas primeiras semanas), seremos um show de merda de crian√ßas cansadas que esqueceram de ficar quietas por 10 minutos, quanto mais ler um livro de cap√≠tulo ou trabalhar sobre fatos. Nossas horas de dormir relaxadas, comas de a√ß√ļcar e a pregui√ßa geral do ver√£o tornar√£o o seu trabalho t√£o dif√≠cil ainda mais dif√≠cil.

Lamento que, enquanto voc√™ lida com a sua dolorosa transi√ß√£o de volta ao ano letivo, voc√™ tamb√©m estar√° ajudando essas criaturas selvagens definidas e pegajosas chamadas de transi√ß√£o dos alunos para o ano letivo tamb√©m. Sinto muito pelos primeiros dias em que voc√™ quer se esconder no arm√°rio do zelador com uma garrafa de bourbon, mas prefere dar um sorriso a esses bandidos de olhos emba√ßados, com nada al√©m de entusiasmo e calor, como voc√™ pede ansiosamente, “O que voc√™ fez durante todo o ver√£o?”

E voc√™ sabe que a resposta ser√° n√£o seja “fatos matem√°ticos praticados” ou “terminei meu registro de leitura” porque as crian√ßas devem ser crian√ßas.

Obrigado. E me desculpe. Você não é nada menos que um super-herói. Boa Sorte Vá com Deus. Apenas 276 dias até o próximo verão.