Caro Mom Hot Dog: Eu te pegar

Caro Mom Hot Dog: Eu te pegar

Caro Mom Hot Dog: Eu te pegar

poplasen / iStock

Para a mãe que alimenta seus cachorros bebês mais noites do que gostaria de admitir:

Voc√™ n√£o sabe que existem alimentos mais saud√°veis ‚Äč‚Äčpara alimentar seu precioso milagre? Voc√™ j√° tentou essas 10 dicas √≥bvias para comedores exigentes? Voc√™ sabia que os alimentos processados ‚Äč‚Äčest√£o cheios de produtos qu√≠micos que podem fazer com que seu beb√™ cres√ßa um terceiro bra√ßo? Talvez essas sete estrat√©gias irrealistas para comedores de problemas ajudem.

Você já ouviu tudo isso antes. Eu sei. Eu entendo você.

Eu sei que quando voc√™ alimentou seu beb√™ com alimentos s√≥lidos pela primeira vez, estava empolgado por come√ßar esta aventura culin√°ria. Quinoa! Couve! Amaranto! Acelga! Seu filho seria o mais feliz e saud√°vel, comendo uma grande variedade de alimentos saud√°veis ‚Äč‚Äče modernos. Tenho certeza que nem √© preciso dizer que tudo seria org√Ęnico, de origem local e caseiro. N√£o importa que voc√™ n√£o tenha id√©ia de onde localizar esses itens no supermercado, planejou encontr√°-los e aliment√°-los com seu beb√™ disposto e entusiasmado. Ent√£o, gra√ßas ao seu excelente cuidado nutricional precoce, seu beb√™ um dia se formaria com um MBA de Harvard.

Eu sei que voc√™ come√ßou com vegetais, porque todos os livros diziam que ajudariam seu filho a ficar mais inclinado a comer vegetais √† medida que envelhecesse. Sei que voc√™ teve ervilhas, feij√Ķes verdes, couve e cenoura cuspidos em seu rosto mais vezes do que voc√™ pode contar. O beb√™ n√£o se importava que fosse org√Ęnico ou caseiro. Sei que voc√™ tentou misturar esses vegetais nutritivos com molho de ma√ß√£, para que ele se familiarizasse com novos sabores. Ele detectou o toque de espinafre e n√£o queria nada com sua trai√ß√£o flagrante ao sabor ou seu molho de ma√ß√£ contaminado. Eu entendo voc√™.

Sei que voc√™ leu in√ļmeros artigos sobre estrat√©gias para comedores exigentes e tentou implementar cada um deles. Sei que voc√™ oferece op√ß√Ķes saud√°veis ‚Äč‚Äčem todas as refei√ß√Ķes, apenas para limp√°-las do ch√£o e das paredes quando o beb√™ as jogar, ofendendo-se com o fato de voc√™ apresentar uma abomina√ß√£o como alimento comest√≠vel. Apesar das falhas cont√≠nuas, voc√™ continua tentando. Voc√™ continua tentando, porque no dia 106tente, ele finalmente provou uma cenoura antes de jog√°-la com desd√©m. Eu entendo voc√™.

Eu sei que voc√™ est√° exausta. Eu sei que voc√™ est√° cansado de fazer refei√ß√Ķes que s√£o recebidas com reclama√ß√Ķes, lamentos e l√°grimas. Eu sei que essas l√°grimas nem sempre s√£o do seu beb√™. Eu sei que voc√™ est√° frustrado. Cada refei√ß√£o √© a mesma que voc√™ cuidadosamente prepara a comida, sabendo que seu filho rejeitar√° seu consum√≠vel trabalho de amor, mas existe um vislumbre de esperan√ßa de que talvez, apenas talvez, hoje seja o grande avan√ßo. Toda refei√ß√£o passa sem altera√ß√Ķes. Eu entendo voc√™.

Sei que seu olho se contrai um pouco quando sua amiga lhe diz que o filho dela comerá espinafre e lentilha, sementes de chia, fritada e você parou de ouvir aqui, mas a lista provavelmente incluía couve de Bruxelas e comida indiana. Eu sei que parece que você está fazendo algo errado. Talvez tenha sido porque a primeira comida do seu bebê foi batata doce e não feijão verde. Talvez tenha sido porque você não tentou o desmame por bebês. Talvez fosse porque você não o fez dormir todas as noites. Talvez tenha sido todo o gelo azul de framboesa que você tinha quando estava grávida. Eu sei que parece sua culpa. Eu entendo você.

Sei que voc√™ tem vergonha de levar a comida do seu filho (que consiste apenas de queijo, bolachas e mirtilos) sempre que voc√™ desfruta de uma refei√ß√£o em outro lugar. Caso contr√°rio, ele simplesmente n√£o vai comer. Estranhos e amigos dizem: “Ele ficar√° com fome o suficiente para comer outros alimentos”. Mas ele n√£o. A vontade dele √© revestida de ferro, o que lembra que voc√™ est√° preocupado que os n√≠veis de ferro possam estar baixos. Voc√™ j√° tentou de tudo e, neste momento, voc√™ s√≥ quer mant√™-lo vivo. Eu entendo voc√™.

Eu sei que voc√™ n√£o √© pregui√ßoso ou n√£o tem educa√ß√£o sobre sa√ļde e nutri√ß√£o. Sei que sua amiga n√£o criou seu bom comedor, assim como voc√™ criou um exigente. Ela teve sorte e voc√™ pode arrancar o cabelo tr√™s vezes ao dia. Sei que voc√™ detesta as refei√ß√Ķes e tenta novas receitas, por isso n√£o estou julgando os cachorros-quentes, as pepitas ou os sandu√≠ches de queijo. √Č comida. Voc√™ s√≥ pode alimentar uma crian√ßa disposta, e a sua √© menos do que disposta. Seu filho est√° crescendo e parece razoavelmente saud√°vel. Ent√£o eu levanto um soco para voc√™, m√£e do cachorro-quente, em solidariedade e n√£o julgamento, enquanto eu pr√©-aque√ßo o forno para outro lote de nuggets de frango. Eu entendo voc√™; voc√™ n√£o est√° sozinho.

Tags:, , , ,