Alimentando a compaixão nas crianças: o que os pais podem fazer

Alimentando a compaixão nas crianças: o que os pais podem fazer

A pesquisa sobre felicidade tem algumas implica√ß√Ķes surpreendentes para os pais. Acontece que o que pensamos trar√° realmente mais felicidade, n√£o. Como pais, pretendemos nutrir crian√ßas compassivas e moralmente respons√°veis, mas vivemos em uma cultura que nos pressiona a ganhar mais dinheiro, ser mais instru√≠do e at√© viver em um clima mais ensolarado. Como o psic√≥logo positivo Martin Seligman reconhece em Felicidade aut√™ntica, a pesquisa revela que essas coisas n√£o est√£o associadas ao aumento da felicidade.

Os mais felizes entre n√≥s est√£o em bons casamentos, t√™m f√© e t√™m fortes conex√Ķes sociais. Muitos especialistas enfatizam que a chave para conex√Ķes fortes com nossos filhos envolve proporcionar-lhes oportunidades de compaix√£o.

O psic√≥logo Richard Weissbourd acredita que somos capazes de criar “crian√ßas que ficam alertas aos sinais de ang√ļstia de outras pessoas, que se sentem respons√°veis ‚Äč‚Äčpor aquelas de outras classes, ra√ßas ou origens, que se sentem impelidas a dar ao mundo de alguma maneira”.

As seguintes id√©ias para plantar sementes de compaix√£o tamb√©m fortalecer√£o as conex√Ķes emocionais e nutrir√£o o desenvolvimento social.

1. Jogue para melhorar a sa√ļde emocional

Futebol no quintal ou jogar Monop√≥lio pode n√£o aparecer automaticamente quando voc√™ pensa em “melhor sa√ļde emocional”, mas deveria. Sair juntos. Se tocam. Cair na lama. Rir em voz alta. N√£o √© tempo gasto sendo “improdutivo”; √© um comportamento estimulante.

2. Faça do seu um lar espiritual

Quer voc√™ participe de cultos religiosos ou n√£o, seja intencional em discutir e modelar os valores de sua f√©. √Č muito f√°cil ser pego no reino do mundo f√≠sico, por isso √© preciso um esfor√ßo consciente de sua parte para fornecer equil√≠brio.

3. Prepare um cen√°rio para o sucesso

Habitualmente, pergunte aos seus filhos o que eles acham que fazem bem e peça que demonstrem. Para o meu filho, sempre o emocionou mostrar sua capacidade de andar sem esforço nas mãos. O que é isso para o seu filho? Escrevendo cursivo? Derramar suco sem ajuda? Eles adoram mostrar novas habilidades e pontos fortes. Sua resposta brilhante faz com que se sintam 10 pés de altura.

4. Dê a eles seu tempo

√Äs vezes subestimamos o quanto nossos filhos querem passar momentos conosco. Eles n√£o v√£o dizer: “Gostaria de mais tempo com voc√™”, porque nem sempre est√£o cientes do que precisam. Apenas saiba que seu tempo importa.

5. Rir juntos

A pesquisa mais recente mostra que o riso pode diminuir os horm√īnios do estresse e estimular o sistema imunol√≥gico. Como Daniel Pink aponta em Uma mente totalmente nova, “O riso √© uma atividade social e a evid√™ncia √© vasta de que pessoas que t√™m conex√Ķes regulares e satisfat√≥rias com outras pessoas s√£o mais saud√°veis ‚Äč‚Äče felizes”. Conte piadas, assista √† com√©dia e, o mais importante, modele um bom senso de humor.

6. Crie momentos “n√≥s”

O cl√≠nico Michael Ungar discute a necessidade de nossos filhos se sentirem notados e amados, a fim de abra√ßar “n√≥s” em vez de simplesmente “eu” em A gera√ß√£o We: educando crian√ßas socialmente respons√°veis. Re√ļna seus filhos para ajudar com um projeto. Pode ser um projeto de servi√ßo comunit√°rio pintando uma escola, ajudando um vizinho idoso nas tarefas dom√©sticas, servindo refei√ß√Ķes para os sem-teto ou voluntariado na igreja. A compaix√£o que seus filhos desenvolvem com essas atividades n√£o tem pre√ßo e influenciar√° o futuro delas.

Esta publicação foi publicada originalmente em 2013 e é atualizada regularmente.

Table of Contents