Ajudando adolescentes que est√£o se adaptando a um novo irm√£o

Ajudando adolescentes que est√£o se adaptando a um novo irm√£o

Ajudando adolescentes que est√£o se adaptando a um novo irm√£o

Alguns anos atr√°s, quando Hava Goldberg, ent√£o com 13 anos de idade, descobriu que sua m√£e ia ter outro beb√™, ela ficou emocionada. Uma das cinco crian√ßas, Hava, tinha apenas 6 anos quando seu √ļltimo irm√£o nasceu.

“Era estranho pensar em ter outra crian√ßa em casa”, ela admite. Mas ela mal podia esperar para cuidar do novo beb√™.

Pode ser um tópico complicado. Os recursos dos pais estão repletos de dicas sobre como ajudar bebês e crianças pequenas a se adaptarem a um bebê novinho em folha, mas e as crianças mais velhas? Muitos adolescentes ocupam um mundo em que seus pais já são embaraçosos, mesmo sem o colo do bebê e acrescentam entusiasmo na expectativa de um recém-nascido iminente.

Como os pais podem ajudar seus jovens em expans√£o a se adaptarem a um novo irm√£o?

Uma tendência crescente

As mulheres americanas estão cada vez mais escolhendo ter filhos mais tarde na vida e, muitas vezes, espaçando seus filhos. De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, a taxa de natalidade para mulheres acima de 45 anos mais que dobrou entre 1990 e 2002, e as taxas de natalidade para mulheres entre 40 e 44 anos são as mais altas em mais de três décadas.

Entre as mulheres que tiveram seu segundo filho entre 35 e 44 anos, 21% tiveram espaçamento de 11 anos ou mais, de acordo com a Pesquisa Nacional de Crescimento Familiar. Isso equivale a muitos adolescentes recebendo uma nova irmã ou irmão na família!

O que esperar

Antes de tudo, esteja preparado para qualquer rea√ß√£o, diz o Dr. Daniel Klein, psic√≥logo do Centro de Solu√ß√Ķes para Crian√ßas e Fam√≠lias em Farmington Hills. ‚ÄúOs adolescentes podem reagir de v√°rias maneiras com excita√ß√£o, descren√ßa ou choque. Os pais devem dar-lhes tempo para pensar e se preparar ‚ÄĚ, diz ele. “E n√£o leve emo√ß√Ķes hostis ou inseguras pessoalmente.” Uma atitude indesejada pode mudar.

Dena Brodman tinha 15 anos quando descobriu que se tornara uma irm√£ mais velha novamente. “Ela n√£o era uma crian√ßa feliz quando soube que um novo beb√™ estava chegando”, diz sua m√£e, Michelle Brodman. ‚ÄúEla era desafiadora. Mas uma vez que o beb√™ nasceu, ela fez 180 anos. Ela foi bab√°; ela ajudou; ela trocou fraldas. Ela at√© me disse quando Noa precisava de roupas novas.

Os adolescentes buscam independência, mas ainda precisam do apoio de seus pais. Mamãe e papai devem manter um diálogo aberto com o adolescente.

“Os adolescentes podem se isolar ou se afastar agindo”, diz Klein.

Ajudando com a mudança

√Č uma boa ideia que os pais reservem um tempo sozinhos para o jantar e o filme ou um dia no shopping para realmente se conectar com o filho ou a filha adolescente.

“Os pais precisam reservar um tempo para os outros filhos da mesma maneira que eles precisam reservar um tempo para seu pr√≥prio relacionamento”, acrescenta Klein.

Os pais tamb√©m podem animar os adolescentes com um novo irm√£o, envolvendo-os no planejamento, como escolher um nome ou projetar o quarto do beb√™. Por mais dif√≠cil que seja, Klein sugere que os pais n√£o fa√ßam suposi√ß√Ķes sobre bab√°. “Alguns pais podem querer pagar aos filhos por cuidar de crian√ßas, mas para muitas fam√≠lias, especialmente as maiores, ajudar √© parte da vida.”

A irm√£ de Hava, Michal Goldberg, tinha 11 anos quando seu novo irm√£o beb√™ chegou. “No come√ßo, t√≠nhamos que ajudar um pouco, mas o observamos mais agora, porque ele tem mais chances de ter problemas”, diz ela sobre Naftali, ent√£o com 2 anos.

O fator constrangimento

Lidar com amigos também pode ser um desafio para alguns adolescentes, que podem ficar constrangidos com a inegável confirmação de que mãe e pai são pessoas sexuais. Conversar com o adolescente é a maneira mais segura de ajudá-lo na transição.

Lembre-se: com comunicação aberta e paciência, mesmo adolescentes inseguros provavelmente aparecerão e todos irão adorar o novo pacote de alegria.

Esta postagem foi publicada originalmente em 2011 e é atualizada regularmente.