A temida pergunta: por que n√£o apenas adotar?

A temida pergunta: por que n√£o apenas adotar?

A temida pergunta: por que n√£o apenas adotar?

Recentemente, com a fertiliza√ß√£o in vitro (FIV) se tornando mais digna de not√≠cia, gra√ßas aos Kardashians, frequentemente ou√ßo pessoas (sem experi√™ncia na vida real nessa arena) comentando: ‚ÄúPor que se preocupar em fazer tratamentos de fertilidade? Por que n√£o adotar !? ‚ÄĚ

Todo casal que luta contra a infertilidade fica sujeito √† diarr√©ia verbal e aos conselhos e opini√Ķes n√£o solicitados de outras pessoas. S√©rio, eu perdi a conta de quantas vezes, ao longo dos anos, meu marido e a infertilidade debatida, quantas pessoas deixaram escapar, como se fosse a solu√ß√£o para todos os nossos problemas (f√≠sicos, emocionais e financeiros): ‚ÄúPor que n√£o adotar! ?

Olha, a adoção é incrível! E pode ser um caminho maravilhoso para a paternidade para alguns. No entanto, pare de dizer isso para casais que lutam para conceber! Sério, apenas cale a boca!

Por quê? Aqui está o porquê:

1. Não é da sua conta! Você está bifurcando o dinheiro? Você está passando pelo processo? Você está criando o filho? Não. Isso faz a sua opinião em relação a meu tratamentos de fertilidade ou meu adoção inválida. Cem por cento, nenhum dos seus negócios!

2. Existem outros caminhos para a paternidade al√©m de bater de botas e ado√ß√£o. Por exemplo, h√° insemina√ß√£o intra-uterina (IUI, o processo de esperma lavado sendo colocado diretamente no √ļtero durante a ovula√ß√£o), fertiliza√ß√£o in vitro (um √≥vulo fertilizado conhecido como embri√£o sendo colocado no √ļtero) e barriga de aluguel (usando o forno de outra pessoa para o seu p√£o). Os doadores tamb√©m podem fornecer √≥vulos ou espermatoz√≥ides saud√°veis. A d√°diva da vida √© imprescind√≠vel! O ponto principal, apenas porque algu√©m recebeu um diagn√≥stico de infertilidade, n√£o significa jogo acabado. Existem op√ß√Ķes.

3. Ado√ß√£o tamb√©m n√£o √© f√°cil! Ainda √© um processo dif√≠cil, n√£o uma solu√ß√£o f√°cil e barata para os problemas dos pais esperan√ßosos. √Č caro. √Č longo. √Č estressante.

O custo médio da adoção doméstica (versos internacional) por meio de uma agência totaliza US $ 20.000 РUS $ 40.000, incluindo um estudo em casa, aconselhamento para futuros pais, assistência médica e a infinidade de taxas.

O período médio de espera para a colocação de uma criança (após a conclusão da tonelada inicial de papelada), de acordo com o Centro Independente de Adoção, dura 14 meses para crianças mais velhas com bebês demorando mais tempo. Noventa por cento dos futuros pais recebem uma colocação dentro de 28 meses. Então, sim, não um bolo andar por qualquer meio!

Certamente existe algum financiamento do governo, mas não o suficiente. Sempre existe a rota principal adotiva, que custa menos, mas isso também não deixa de ter seus desafios.

E n√£o devemos esquecer que nem todas as ado√ß√Ķes s√£o bem-sucedidas. √Äs vezes, a m√£e biol√≥gica ou um parente muda de id√©ia no √ļltimo minuto, e meses de prepara√ß√£o e esperan√ßa s√£o frustrados em um instante. E voc√™ provavelmente tamb√©m n√£o receber√° um reembolso do dinheiro que investiu. Qualquer enfermeira do trabalho de parto e parto testemunhou a m√°goa de poss√≠veis pais adotivos quando as ado√ß√Ķes de rec√©m-nascidos passam pelo p√≥s-parto.

4. N√£o h√° mal em tentar. O que h√° de errado em tentar IUI ou fertiliza√ß√£o in vitro e, se necess√°rio, buscar outros caminhos para a paternidade? Qual √© o crime de esgotar todas as op√ß√Ķes m√©dicas primeiro, se algu√©m possui a disposi√ß√£o e os meios financeiros? N√£o √© uma escolha de ningu√©m, mas a pessoa que est√° passando por isso! E tentar o tratamento da infertilidade n√£o significa que voc√™ perde o direito de adotar posteriormente.

5. A ado√ß√£o n√£o apaga magicamente a dor da infertilidade. Ent√£o, novamente, nem vai dar √† luz uma crian√ßa. Voc√™ pode amar a crian√ßa adotada tanto quanto amaria uma crian√ßa biol√≥gica, mas as cicatrizes da infertilidade permanecem. A vida avan√ßa, mas nada apaga mem√≥rias. N√£o se trata simplesmente de “superar” a infertilidade. Isso muda voc√™ como qualquer experi√™ncia tr√°gica.

6. Ado√ß√£o n√£o √© territ√≥rio exclusivo de casais inf√©rteis. Voc√™ j√° reparou que ningu√©m diz “por que n√£o adotar !?” casais f√©rteis que cultivam sua fam√≠lia? Por que n√£o? Porque n√£o √© ego√≠sta querer experimentar gravidez, parto e filhos de m√£e / pai (a menos que voc√™ esteja aparentemente com problemas de fertilidade e as pessoas se encolhem como se voc√™ fosse um monstro).

Os seres humanos pertencem à classe conhecida como mamíferos e o nascimento de mamíferos vive jovem. Em outras palavras, a reprodução é um processo completamente normal para os seres humanos (a menos que, é claro, você tenha problemas de fertilidade).

Só porque você escolhe seguir tratamentos de fertilidade não significa que você é egoísta ou má pessoa. Você tomou uma decisão educada e escolheu uma estratégia que, esperançosamente, leva à paternidade.

Não, aqueles que lutam contra a infertilidade não fazem parte do plano da Terra para controlar a população global. Essas pessoas que lutam muitas vezes têm doenças legítimas, como endometriose ou síndrome do ovário policístico. Infertilidade é um efeito colateral ruim desses problemas médicos.

7. Talvez os pais ou pais não desejem adotar. Enquanto muitos consideram a adoção um belo caminho para a paternidade, nem todo mundo se sente assim. E essa é uma escolha pessoal! Não é necessário concordar com esta decisão, mas deve-se respeitar.

8. Deus n√£o est√° punindo casais inf√©rteis. Pare de dizer besteiras ignorantes como “Talvez voc√™ n√£o tenha filhos”. Ou: “Esta √© a maneira de Deus dizer que voc√™ deveria adotar!” Declara√ß√Ķes ainda piores incluem: “O mundo j√° est√° super povoado”. E, ‚ÄúObviamente, voc√™ fez algo errado e est√° sendo punido. Pelo menos voc√™ pode adotar.

Sim, ouvi cada uma dessas divaga√ß√Ķes insens√≠veis! Aqueles que lutam contra a infertilidade precisam de apoio, e n√£o coment√°rios rudes. Eles enfrentam prova√ß√Ķes e tribula√ß√Ķes fant√°sticas o suficiente. Seus 2 centavos s√£o desnecess√°rios! Um simples “lamento que voc√™ esteja passando por isso!” √© suficiente.

9. Reserve seu julgamento at√© que voc√™ tenha uma situa√ß√£o. R√°pido, sua casa pega fogo! O que voc√™ faz? Voc√™ calmamente re√ļne crian√ßas e animais de estima√ß√£o, sai rapidamente de casa e liga para o 911 da casa de um vizinho. Mas se sua casa pegar fogo, sua rea√ß√£o poder√° ser beradicamente diferente. H√° confus√£o em analogias em sua mente e, na verdade, est√° vivendo uma certa situa√ß√£o. At√© no lugar dessa pessoa, voc√™ n√£o tem no√ß√£o.

As pessoas t√™m muitos conceitos errados sobre tratamentos e ado√ß√£o de fertilidade. Eles permitem que a ignor√Ęncia os guie a julgar injustamente os outros. √Č f√°cil formular uma opini√£o, mas n√£o a force a outros que sobrevivem a uma situa√ß√£o dif√≠cil e que sejam capazes de tomar boas decis√Ķes. (Reverta para # 1, se necess√°rio.)

10. Chegar a uma decis√£o √© dif√≠cil. Confie que a parte envolvida far√° o melhor para eles. Voc√™ n√£o √© o principal especialista em suas vidas pessoais, sistemas reprodutivos ou emo√ß√Ķes. A equipe de profissionais com quem est√£o trabalhando √©.

Depois de muita delibera√ß√£o, meu marido e eu decidimos tentar tratamentos primeiro. A decis√£o foi √°rdua, envolvendo muita pesquisa intensa. Conversamos longamente com especialistas em fertilidade, avaliando nossas op√ß√Ķes e a probabilidade de uma poss√≠vel gravidez. Entrevistamos ag√™ncias de ado√ß√£o. Nossos tratamentos resultaram em uma gravidez saud√°vel e, em janeiro de 2011, dei √† luz minha primeira filha.

Nossas escolhas foram recebidas com alguma negatividade por aqueles que tentaram for√ßar suas cren√ßas ou opini√Ķes religiosas sobre n√≥s. Eles literalmente n√£o tinham id√©ia do que suportamos. Por isso, meus hubs e eu ignoramos a press√£o muitas vezes sem instru√ß√£o. Sentimos que a ci√™ncia √© um presente de Deus para nos ajudar em nossa jornada para a paternidade, n√£o o homem que tenta ser Deus. Embora eu nunca entenda completamente por que fui amaldi√ßoado com a endometriose que levou a nossos problemas de fertilidade, aceito que a vida contenha muitas prova√ß√Ķes.

Espero ainda um dia me tornar uma mãe adotiva. Eu tenho muito amor para dar! Mas nunca lamentamos nossa escolha. Era certo para nós naquele momento de nossas vidas.

V√°rios de nossos amigos em situa√ß√Ķes semelhantes tamb√©m adotaram tratamentos de fertilidade. Infelizmente, nem todos resultaram em gravidez. Outros colegas decidiram seguir caminhos diferentes. Alguns optaram por permanecer sem filhos. Outros se tornaram pais adotivos. E alguns adotados (beb√™s ou crian√ßas mais velhas por m√©todos dom√©sticos ou internacionais). Cada um fez o que parecia certo para eles.

Uma fam√≠lia √© criada por amor. Se voc√™ est√° profundamente envolvido em tomar essa decis√£o, siga seu cora√ß√£o: isso √© o que importa. S√≥ voc√™ sabe o que √© certo para voc√™! E se voc√™ n√£o est√° enfrentando essa situa√ß√£o de mudan√ßa de vida, seja gentil. Voc√™ s√≥ tem especula√ß√Ķes a partir das quais basear seus julgamentos.