A import√Ęncia de permanecer conectado enquanto pratica o distanciamento social

A import√Ęncia de permanecer conectado enquanto pratica o distanciamento social

A import√Ęncia de permanecer conectado enquanto pratica o distanciamento social

A pandemia global de coronav√≠rus (COVID-19) est√° fora da faixa normal de como as pessoas sabem psicologicamente como lidar com estressores. Estamos navegando na vida di√°ria em tempos incertos. Combinado com os pedidos recentes de ficar em casa em muitos estados, isso acrescentou uma nova camada de estresse √† vida das pessoas. √Č compreens√≠vel que o isolamento e a falta de contato f√≠sico das pessoas afetem sua sa√ļde mental geral. As pessoas podem se sentir sobrecarregadas, cansadas ou at√© experimentar um espectro de instabilidades de humor, eliminando o contato f√≠sico, tornando-nos humanos e ajudando-nos a curar em crises.

As pessoas tamb√©m podem estar enfrentando uma variedade de sintomas cognitivos e f√≠sicos, como altera√ß√Ķes no apetite, sono, concentra√ß√£o e problemas gastrointestinais, dores de cabe√ßa (principalmente com muito tempo nas telas dos computadores), baixa energia, preocupa√ß√£o e Eu esque√ßo.O desafio √© como devemos manter nosso bem-estar f√≠sico e mental durante uma pandemia que requer desapego f√≠sico.

Cientificamente, estamos cientes de que o isolamento e a solid√£o podem aumentar os n√≠veis de estresse, e o contato f√≠sico √© um poderoso redutor de estresse. Um abra√ßo pode n√£o apenas reduzir o conflito interpessoal, mas tamb√©m fortalecer nossa resposta imune e sa√ļde mental, inundando nossos corpos com ocitocina, um “horm√īnio de liga√ß√£o” que nos faz sentir seguros e reduz o estresse. Al√©m disso, o toque pode acalmar algu√©m em perigo, oferecendo apoio e empatia.

Para aqueles que est√£o isolados e incapazes de ter contato f√≠sico, sabemos que expressar sentimentos de carinho e amor tamb√©m pode reduzir os n√≠veis de estresse. Pessoas que expressam regularmente amor n√£o produzem tanto horm√īnio do estresse, e sua press√£o arterial √© mais baixa durante per√≠odos de estresse. Pessoas altamente amorosas t√™m maior probabilidade de lidar com o estresse do que suas contrapartes menos amorosas. Al√©m disso, quando a afei√ß√£o e o amor s√£o expressos, eles podem diminuir os horm√īnios do estresse do destinat√°rio e fortalecer seu sistema imunol√≥gico, algo que todos n√≥s poder√≠amos usar agora. Curiosamente, um estudo recente publicado emPsicofisiologiarelataram os 100 participantes que estavam em relacionamentos felizesS√≥ de pensar nos seus parceiros diminuiu a press√£o sangu√≠nea durante per√≠odos estressantes.

Outras maneiras pelas quais as pessoas melhoram seu bem-estar f√≠sico e mental e diminuem os estressores s√£o atrav√©s de suas conex√Ķes sociais em seus bairros. Em todo o pa√≠s, as pessoas relatam um retorno a um tempo mais simples, oferecendo uma onda ou uma pequena conversa com seus vizinhos.em suas caminhadas di√°rias, comunicando-se de seus gramados, varandas ou telhados e ajudando a ajudar as pessoas mais expostas com alimentos e suprimentos. Parece haver um lado positivo para o distanciamento social, levando tempo para ser um bom vizinho.

Mais longe,as pessoas est√£o encontrando maneiras criativas de usar Zoom, Tik-Tok,Facetime e outras plataformas de tecnologia para se conectar, criando happy hours virtuais, sess√Ķes em fam√≠lia, coquet√©is, intervalos para almo√ßo e estudos na escola para compartilhar piadas, m√ļsicas, hist√≥rias e conversar sobre qualquer outra coisa que n√£o seja coronav√≠rus.

√Č importante observar que permanecer socialmente conectado √© especialmente importante para amigos e familiares que moram sozinhos sem filhos, parceiros ou colegas de quarto, pois eles n√£o est√£o apenas em contato f√≠sico no momento, mas tamb√©m em todo contato social pessoalmente. . √Č crucial, durante esse per√≠odo de incerteza, garantir que permanecemos socialmente conectados para aumentar n√£o apenas nosso bem-estar f√≠sico e mental, mas tamb√©m para ajudar a manter o bem-estar de nossos vizinhos, comunidades e entes queridos. Passaremos esse tempo desafiador juntos, mas espero que, quando isso estiver para tr√°s e a humanidade come√ßar a se curar, nenhum de n√≥s tenha dado como certo o poder de cura simples e puro de um abra√ßo novamente.

  1. Cohut, M. (21 de setembro de 2018). Abra√ßos e beijos: o impacto na sa√ļde do toque afetivo. Not√≠cias m√©dicas hoje. https://www.medicalnewstoday.com/articles/323143#Why-touch-is-so-important
  2. Suval, L (8 de julho de 2018). O surpreendente valor psicológico do toque humano. PsychCentral.https://psychcentral.com/blog/the-surprising-psychological-value-of-human-touch/
  3. Floyd, K. (8 de fevereiro de 2013) Estudo: Expressar amor pode melhorar sua sa√ļde. Universidade Estadual do Arizona.https://research.asu.edu/expressing-love-can-improve-your-health
  4. Cherry, R. (28 de mar√ßo de 2019) Aparentemente, apenas pensar em algu√©m que voc√™ ama pode ajud√°-lo a lidar com situa√ß√Ķes estressantes. O Instituto Americano de Estresse.https://www.stress.org/apparently-just-thinking-about-someone-you-love-can-help-you-deal-with-stressful-situations

Posts Relacionados

.