7 dicas para encontrar ajuda para pais solteiros

7 dicas para encontrar ajuda para pais solteiros

Pais solteiros têm responsabilidades importantes (e aparentemente intermináveis). E a menos que você tenha super poderes, o estresse de fazer tudo sozinho pode deixá-lo sozinho e exausto. Mas pedir ajuda não é fácil.

√Č preciso coragem, humildade e coordena√ß√£o, diz Renee Fanning, conselheira da fam√≠lia em Pinckney. Como m√£e solteira, voc√™ pode sentir que falhou se precisar de ajuda de outras pessoas, especialmente porque continua a haver um estigma social em rela√ß√£o aos pais solteiros.

Mas o ponto principal é que a paternidade é muito trabalhosa e fazê-lo sozinho não é fácil ou realmente é do melhor interesse para você ou seus filhos. Pais solteiros precisam de amigos, familiares e talvez até vizinhos, além de bons conselhos e um plano. Aqui estão sete dicas para pais solteiros começarem a entrar em contato.

1. Identifique as necessidades. Comece descobrindo que ajuda concreta seria mais benéfica. Talvez você precise de cuidados infantis para poder trabalhar, frequentar a escola, obter aconselhamento ou apenas relaxar. Talvez uma refeição caseira nutritiva, uma noite por semana, alivie sua carga e ilumine seu espírito. Quanto mais específico o seu pedido, melhor.

2. Brainstorm amigos. Desenvolva uma lista de recursos, incluindo familiares e amigos, e serviços da igreja e da comunidade. Não tenha medo de colocar fontes formais de apoio, como grupos de aconselhamento, em sua lista. A terapia individual ou em grupo pode ajudá-lo a curar após o divórcio e aprender a prosperar como mãe solteira.

3. Jogue com os pontos fortes dos outros. Considere quem √© melhor no qu√™ e leve em considera√ß√£o as prefer√™ncias. Se os av√≥s das crian√ßas ficarem cansados ‚Äč‚Äčde bab√°, eles podem preferir realizar um jantar em fam√≠lia uma vez por semana para se envolver e dar um tempo. Isso est√° ok. Voc√™ quer que isso seja uma situa√ß√£o em que todos saem ganhando.

4. Fa√ßa com que seja m√ļtuo. Descubra como voc√™ pode retribuir. As trocas n√£o precisam ser exatas. Voc√™ pode trocar bab√° por aulas de piano, se isso funcionar para todos. E voc√™ n√£o precisa retribuir imediatamente; basta pagar quando puder. Voc√™ se sentir√° mais forte e mais conectado ao dar e aceitar ajuda.

5. Ajude as crian√ßas a ajud√°-lo. Determine que tipos de contribui√ß√Ķes s√£o apropriadas √† idade de cada crian√ßa. Sua crian√ßa de 6 anos pode ser muito jovem para aspirar, mas ela pode p√īr a mesa ou ordenar a reciclagem. As crian√ßas mais velhas podem se revezar dobrando a roupa ou ajudando a guardar mantimentos. N√£o deixe de elogiar as crian√ßas pelo trabalho bem-feito.

6. Seja claro e otimista. Evite mal-entendidos, explicando exatamente o que voc√™ deseja. Se limpar o banheiro significa que as toalhas est√£o penduradas, os brinquedos de banho, o banheiro e a banheira s√£o limpos e o ch√£o limpo. A especificidade define os auxiliares para o sucesso e aumenta a probabilidade de um poss√≠vel auxiliar dizer “sim” √† sua solicita√ß√£o.

7. Elogie o progresso. Você pode não obter os resultados desejados imediatamente, mas reconhece os esforços de outras pessoas. Quando tiver certeza de que eles sabem o quanto você aprecia a ajuda deles, explique como eles poderiam melhorar. Então diga obrigado novamente.

A press√£o para ser um super-her√≥i monoparental pode ser forte, e deixar de lado n√£o √© f√°cil. Mas continue o curso. Lembre-se de que todos se beneficiam quando fazemos conex√Ķes e apoiamos uns aos outros. O apoio que voc√™ recebe pode aliviar o estresse e fornecer mais energia e uma perspectiva mais positiva. E seus filhos tamb√©m aprendem li√ß√Ķes importantes com nosso comportamento de busca de ajuda.

Este post foi publicado originalmente em 2010 e é atualizado regularmente.