6 sinais de alerta de que seu bebê não está fazendo cocô corretamente, mesmo que…

6 sinais de alerta de que seu bebê não está fazendo cocô corretamente, mesmo que a fralda esteja suja2

Última atualização em 13 de dezembro de 2018

“Este cocô de bebê é normal?” “Meu bebê não parece estar fazendo cocô corretamente!” “Qual a cor do cocô do seu bebê?” Quando você é mãe, tudo isso é o começo de conversas padrão, sim, mesmo na mesa de jantar! Como pais, nos preocupamos muito se nosso bebê está fazendo cocô corretamente. Pode parecer obsessivo para alguns de nós, mas na verdade é um hábito muito saudável, pois o cocô de bebê pode nos dizer muito sobre sua saúde geral…

Quando você troca as fraldas do seu bebê, o que você verifica? Geralmente vemos se ele fez cocô ou passou urina e quando foi a última vez que sujou as fraldas. Isso nos diz se está tudo bem com seu metabolismo. Após a mudança, nosso bebê está fresco e confortável em fraldas limpas. No entanto, mesmo que seu bebê esteja sujando a fralda, como de costume, ainda pode haver um problema subjacente passando despercebido.

Cuidado para sempre verificar esses sinais de aviso ao trocar as fraldas do bebê. Eles indicam que algo está errado com seu cocô e precisa de atenção imediata.

Aqui estão os sinais de alerta que precisam de atenção imediata:

1. Os bancos são duros e parecidos com seixos

A fralda do seu bebê revela que as fezes dele são duras e lembram pedrinhas ou pedrinhas? Se sim, verifique também se o seu bebê fez cocô com menos frequência. As chances são de que ele esteja passando fezes com menos frequência de 4-7 dias e, quando o faz, elas são secas e duras. Este é um sinal claro de constipação. Seu bebê também pode sentir dor enquanto faz cocô e dor de barriga.

O que fazer: Como medida imediata, aumente a ingestão de líquidos para o seu bebê. Se ele estiver sendo amamentado exclusivamente, verifique se ele está se alimentando o suficiente; o leite materno também tem propriedades laxantes! Você também deve levar seu bebê a fazer este exercício básico de pedalada: deite-se na cama e faça movimentos de pedalada no ar usando as pernas. É um ótimo remédio para liberar gás também. Se o seu bebê tiver mais de 6 meses e começar a usar sólidos, você também pode alimentar esses 12 alimentos para aliviar a constipação.

2. O cocô parece espumoso em consistência

É normal que os bebês passem por cocô de cor verde. Se parecer mais verde do que o habitual, isso também não é motivo de preocupação, pois pode ser devido a uma mudança na sua dieta. No entanto, se o cocô parecer cocô verde elétrico e com consistência espumosa, isso pode significar que seu bebê não está recebendo leite suficiente. Quando você amamenta, o leite que sai no início é chamado de leite em pó. Isso é baixo em calorias. Leite materno é o que sai mais tarde e tem maior teor de gordura. Portanto, é necessário que o bebê se sinta satisfeito.

O que fazer: A solução é bastante simples – basta iniciar cada sessão de enfermagem com o seio em que você terminou na sessão anterior. Isso significa que seu bebê poderá colher os benefícios tanto do leite materno quanto do leite materno com sucesso.

3. As fraldas cheiram muito mal

Bem, cocô está destinado a ser mal cheiroso, certo? Não necessariamente. O odor do cocô indica quanto tempo faz no intestino – quanto mais tempo, mais fedorento. Os bebês fazem cocô com mais frequência do que os adultos e geralmente não é muito fedorento, principalmente em bebês amamentados. Se o seu bebê estiver sendo alimentado com fórmula, o cocô dele terá um cheiro um pouco ruim. O fedor começa a ficar ruim quando você adiciona sólidos à dieta deles. Se você acha que as fraldas são realmente fedorentas, pode ser um indicador de intolerância ou alergia.

O que fazer: Para descartar qualquer potencial alergia ou intolerância alimentar em seu bebê, é melhor consultar o médico se você achar que o cocô dele está mais fedorento do que o normal. O médico poderá executar os testes necessários e sugerir tratamento apropriado.

4. O cocô escoa pela fralda

Não é incomum os bebês terem cocô escorrendo. Mas, às vezes, o cocô deles pode ser tão aguado que sai da fralda! Se isso acontecer, verifique se a frequência de saída também aumentou para mais de um movimento intestinal por alimentação. Este é um indicador de diarréia. O cocô pode parecer amarelo, verde ou marrom. É um problema bastante comum em bebês e geralmente causado por uma mudança na dieta. No entanto, às vezes também pode ser um sinal de alergia, infecção intestinal, desidratação ou infecção por rotavírus (isso é extremamente contagioso e afeta bebês com menos de 2 anos, principalmente entre dezembro e abril).

O que fazer: O melhor tratamento é dar ao bebê uma grande quantidade de líquidos. Se você estiver amamentando, continue a fazê-lo, pois isso acelerará a recuperação. Verifique com o médico se o seu bebê pode precisar de uma solução de reidratação oral.

5. O cocô tem uma dessas cores

O cocô de bebê pode assumir várias cores exóticas e algumas são alarmantes o suficiente para preocupar uma mãe louca! No entanto, a boa notícia é que a maioria dessas cores chocantes é bastante normal. O cocô de bebê difere de cor do cocô de adulto porque seu sistema digestivo ainda está em desenvolvimento. No entanto, se você observar uma dessas cores na fralda suja, isso pode indicar uma infecção ou alergia:

  • Cocô amarelo pálido / branco / opaco
  • Cocô amarelo-marrom, solto e aguado
  • Preto
  • Verde por muitos dias seguidos

O que fazer: É melhor consultar o pediatra imediatamente para obter um diagnóstico do problema exato e procurar o tratamento necessário.

6. A fralda mostra traços de qualquer um destes

Por fim, examine também a fralda do bebê em busca de qualquer um desses traços / partículas:

  • Muco: Pode ser um sinal de infecção ou intolerância
  • Estrias de sangue: Pode significar sangramento do cólon ou reto
  • Manchas pretas: Às vezes, isso pode ser uma ocorrência perfeitamente normal que acontece se você alimentou as bananas do bebê (as manchas pretas, semelhantes a vermes, são da fibra da banana). Mas consulte o médico se este não for o caso do seu bebê

O que fazer: Se você detectar traços de qualquer um dos itens acima na fralda do bebê, é imperativo que você consulte o pediatra imediatamente. Pode ser necessário alterar os hábitos ou padrões de alimentação do seu bebê se for diagnosticada uma alergia ou intolerância.

Assim, as mães, durante a próxima troca de fraldas, tenham esses indicadores em mente. Se achar que há algo errado com o cocô do bebê, consulte o pediatra antes de administrar qualquer medicamento ou remédio caseiro. Afinal, nossos pequenos têm sistemas digestivos delicados e precisam apenas dos cuidados mais gentis e seguros!