contadores Saltar al contenido

6 maneiras de ajudá-lo a parar de se preocupar tanto

Você está preocupado? As pessoas diagnosticadas com um transtorno de ansiedade, incluindo o transtorno do pânico, geralmente enfrentam preocupações crônicas. Preocupações frequentes podem parecer irracionais para quem está de fora. Por exemplo, você pode se preocupar com coisas que nem aconteceram ou estão fora de seu controle, como a saúde e a segurança de seus entes queridos ou o custo de vida atual.

Preocupar-se tanto pode se tornar um fardo pesado que pesa negativamente em seus relacionamentos, auto-estima, carreira e outros aspectos de sua vida. Também pode impactar você emocional e mentalmente, contribuindo para os sintomas de pânico e ansiedade. Considerando o quão preocupante pode ser perturbador, você pode estar se perguntando como parar de se preocupar tanto.

Dicas para reduzir a preocupação crônica

Mesmo que você esteja propenso a se preocupar, o comportamento não precisa controlar sua vida. Aqui estão algumas dicas fáceis para ajudar você a parar de se preocupar tanto:

Programe algum tempo de preocupação

Pode parecer contra-intuitivo realmente dar atenção às suas preocupações, mas agendar um tempo para se preocupar pode ser exatamente o que você precisa para reduzir seus pensamentos ansiosos. Para começar, determine uma hora do dia que você pode reservar 20 minutos para não fazer nada além de se preocupar. Algumas pessoas preferem reduzir o tempo de preocupação pela manhã, libertando-se da preocupação no início do dia. Outros preferem agendar suas preocupações para a noite, limpando suas mentes de todas as preocupações que surgiram ao longo do dia.

Independentemente da hora do dia que você escolheu, o objetivo é passar algum tempo concentrando-se em seus pensamentos preocupantes. As preocupações ainda aparecerão às vezes fora do horário de preocupação programado. Quando o fizerem, reconheça-os brevemente, mas dê-lhes toda a atenção durante o tempo de preocupação programado.

Ao se comprometer com as sessões de ruminação, você pode começar a perceber que está no controle de sua preocupação. Agendar seu tempo de preocupação ajuda a quebrar a cadeia de preocupações frequentes que você experimenta ao longo do dia. Além disso, concentrando-se apenas nas suas preocupações por um período determinado, você pode determinar que elas não são tão urgentes quanto você pensava. Isso pode liberar sua mente para se concentrar em pensamentos mais produtivos.

Empurre a procrastinação

Concentrar tempo e energia em suas preocupações, em vez de tomar medidas para resolver seus problemas, pode se tornar uma forma de procrastinação. Muitas pessoas passam um tempo se preocupando com o que precisam fazer, em vez de realmente realizarem suas tarefas. Além disso, deixar de lado as responsabilidades que você precisa cuidar só aumentará suas preocupações.

Empurre a procrastinação, fazendo uma lista de todas as coisas que você precisa fazer. Sempre que você se preocupar com outra coisa que você precisa cuidar, adicione-a à lista. Ao escrever uma lista de tarefas, você tira todos esses pensamentos ansiosos da cabeça e do papel. Uma lista também pode ser uma maneira útil de colocar você de volta aos trilhos para ser mais produtivo. Em vez de se preocupar com o que precisa ser feito, concentre-se em interromper cada tarefa que você anotou em sua lista.

Conversar sobre isso

Você pode encontrar algum alívio ao compartilhar seus pensamentos e preocupações com um amigo ou familiar de confiança. Os entes queridos podem ser uma grande fonte de apoio, proporcionando empatia e compreensão. Amigos e familiares também podem oferecer conselhos valiosos, oferecendo uma perspectiva diferente sobre seus problemas.

Às vezes, pode ser difícil até mesmo os entes queridos mais pacientes estarem sempre disponíveis para ouvir suas preocupações. Se você é um preocupante crônico, considere obter ajuda de um profissional que trata de transtornos de ansiedade. Recursos adicionais e apoio social podem ser encontrados em sua igreja, terapia de grupo, fóruns de suporte on-line ou grupos de apoio locais para ansiedade.

Journal Through It

Muitas pessoas com transtorno do pânico e agorafobia também enfrentam sentimentos de solidão e isolamento. Você pode achar que não tem com quem discutir seus problemas e preocupações. No entanto, um diário pode ser tudo o que você precisa para trabalhar com seus pensamentos, sentimentos, emoções e preocupações.

A redação do diário é uma maneira poderosa e eficaz de entrar em contato com o seu eu interior. Ao escrever em um diário, você pode lidar com suas emoções difíceis, descobrir soluções para seus problemas e mudar suas percepções e preocupações.

Começar a escrever um diário pode ser simples como um horário dedicado todos os dias para anotar seus pensamentos internos. Você pode se concentrar em lidar com cada uma de suas preocupações, anotando-as à medida que surgirem, permitindo-se a liberdade de expressar completamente como está se sentindo.

Transforme seus pensamentos

A preocupação é um padrão de pensamento negativo que pode estar contribuindo para os sintomas do transtorno do pânico. O pensamento negativo tende a ser um hábito aprendido que pode afetar seu humor e ansiedade. Como o pensamento negativo geralmente se desenvolve ao longo do tempo, ele pode ser desaprendido e substituído por visões mais positivas.

Mudar suas preocupações e outros pensamentos negativos envolve reconhecimento, verificação da realidade e substituição. Primeiro, comece reconhecendo com que frequência você se preocupa ao longo do dia. Pode ser útil registrar esses pensamentos em um pedaço de papel à medida que eles surgirem.

Em seguida, analise suas preocupações e pergunte se você está sendo realista. Tente olhar para o outro lado da preocupação ou do pensamento negativo. Por exemplo, se você se preocupa que outras pessoas não o aceitem devido à sua ansiedade, pergunte a si mesmo se isso é necessariamente verdade. As pessoas aceitam apenas aqueles que são completamente impecáveis? Você realmente quer ser amigo de alguém que não pode aceitá-lo por quem você é? Ao verificar a realidade e contestar suas preocupações, você pode começar a assumir uma perspectiva diferente.

Por fim, substitua esses pensamentos e preocupações negativos por declarações mais realistas. Por exemplo, você pode começar a pensar consigo mesmo que nem todos aceitarão que você é uma pessoa ansiosa, mas você está trabalhando em sua condição e se aceita dessa maneira.

Aprenda a relaxar

Você não pode se sentir ansioso quando está relaxado. Aprender a relaxar pode ser facilitado pelo uso de técnicas de relaxamento. Essas atividades são voltadas para ajudá-lo a liberar a tensão por todo o corpo e deixar de lado seus pensamentos preocupantes. Na próxima vez que você for consumido com preocupações, tente uma dessas técnicas de relaxamento: