6 dicas amigáveis ​​para o TDAH para comer menos açúcar

6 dicas amigáveis ​​para o TDAH para comer menos açúcar

Quando você tem TDAH, é fácil comer uma dieta rica em açúcar, porque os sintomas parecem contrariar uma dieta saudável. Comer refeições e lanches saudáveis ​​requer habilidades avançadas de planejamento, organização, memória e gerenciamento de tempo, que podem ser um desafio quando você tem TDAH.

As 2 principais razões pelas quais as pessoas com TDAH adoram açúcar são:

Energia

Quando comemos açúcar, isso nos dá um aumento de energia e o cansaço desaparece.

Sentindo-se bem

Comer açúcar dá a você uma sensação de bem-estar, porque seus níveis de serotonina aumentam após a ingestão. Isso faz você se sentir feliz e calmo. Em seu livro, ‘Natural Relief for Adult ADHD’, a autora Stephanie Sarkis diz que as pessoas com TDAH costumam automedicar com alimentos açucarados para se sentirem melhor.

No entanto, os bons efeitos do açúcar são de curta duração. Poucas horas depois de comer algo açucarado, sua energia e humor caem novamente.

Comer açúcar refinado causa muitos problemas de saúde, incluindo cáries, problemas de peso, um sistema imunológico reprimido e um risco aumentado de diabetes.

Aqui estão 6 dicas para reduzir o açúcar em sua dieta ao viver com TDAH.

Está preparado

Alimentos açucarados são convenientes porque geralmente são portáteis e pré-fabricados. Por exemplo, de manhã, é muito mais rápido pegar um pãozinho e comê-lo em sua viagem do que ferver um ovo e sentar no café da manhã. Viver com TDAH significa que você pode estar correndo de uma atividade para outra. Pense em maneiras de tornar a alimentação saudável rápida e fácil. Isso pode incluir passar o tempo no fim de semana preparando lanches e refeições para viagem durante a semana.

Plano B

O açúcar está em todo lugar! Você pode encontrá-lo facilmente em máquinas de venda automática, postos de gasolina e outros locais convenientes. Se você esqueceu de levar comida saudável, é muito mais fácil encontrar um lanche açucarado do que saudável. Como o TDAH afeta sua memória, você pode esquecer o almoço por alguns dias, o que significa que é bom ter um plano B. Mantenha algumas nozes e outros alimentos não perecíveis em locais convenientes, como no trabalho, em seu carro e em qualquer lugar. sua bolsa para ter sempre acesso a alimentos que não contêm açúcar.

Bebidas açucaradas

Muitas bebidas contêm açúcar, de cola, bebidas energéticas a cafés de grife. As pessoas com TDAH costumam automedicar com essas bebidas por causa da cafeína que contêm. Se você achar difícil cortar bebidas açucaradas, reavalie como está tratando o seu TDAH.

Seus objetivos

Por que você quer parar de comer açúcar? É para perder peso? É devido a um problema de saúde física? É para ajudar a limpar a névoa cerebral? Isso ajuda você a ter uma ideia clara do seu objetivo, porque o motiva à medida que faz alterações no seu estilo de vida.

Tempos de perigo

Identifique seus momentos de perigo e desenvolva uma estratégia. Por exemplo, muitas pessoas que tomam medicamentos para o TDAH relatam que sua hora de perigo é quando o medicamento começa a desaparecer. Eles se tornam vorazes e precisam comer imediatamente. Planeje esses momentos para não procurar seu doce açucarado favorito.

Adicione coisas!

Quando removemos coisas de nossa dieta, podemos nos sentir privados, o que não nos faz sentir bem. Em vez de apenas cortar o açúcar da sua dieta, faça acréscimos também. Legumes, frutas, proteínas e água ajudam você a se sentir bem sem os altos e baixos do açúcar.