5 sintomas graves de vaginose bacteriana (VB) durante a gravidez

Vaginose bacteriana

Imagem: Shutterstock

NESTE ARTIGO

Está grávida? Você sofre de inflamação vaginal? Você está incomodado com a intensa sensação de coceira? O seu médico diagnosticou você com vaginose bacteriana? Se você disse que sim, a leitura da postagem a seguir ajudará você a obter as informações necessárias sobre doenças infecciosas.

Cerca de 10% a 30% das mães grávidas apresentam problemas de vaginose bacteriana (BV) durante a gravidez. Devido ao desequilíbrio do nível bacteriano, a vagina da mulher experimenta o problema. Durante a gravidez, se a mulher encontrar coceira constante ou sensação de queimação na região vaginal, consulte um médico imediatamente.

O que é vaginose bacteriana (BV)?

A vaginose bacteriana, ou BV, é um tipo típico de infecção bacteriana, que ocorre na vagina. As bactérias presentes na vagina ajudam a manter a saúde vaginal. No entanto, durante a gravidez, as bactérias alteram o equilíbrio hormonal. Como resultado, o equilíbrio bacteriano muda e as bactérias começam a se multiplicar e se espalhar por toda a vagina. Portanto, a mulher grávida é mais propensa à BV. (1)

Vaginose bacteriana (BV) causa durante a gravidez

Embora a BV geralmente ocorra em mulheres grávidas, estudos concluem que a infecção não é transmitida sexualmente. A gravidez altera os níveis bacterianos das vaginas, e as bactérias nocivas crescem mais rapidamente e induzem inflamação ao redor da região vaginal.

Como o estômago e os intestinos, há um certo grupo inofensivo de bactérias que residem em outras partes do corpo. Muitas dessas bactérias úteis protegem o corpo de outras infecções prejudiciais. Os lactobacilos são as bactérias naturais da vagina. O desequilíbrio hormonal altera a proporção de bactérias. Bactérias ruins tendem a crescer demais e causar outros problemas de saúde.

Alguns dos outros fatores que causam perda de lactobacilos na vagina incluem:

  • Ingestão excessiva de antibióticos.
  • Uso de medicamentos vaginais ou hormônios sistêmicos.
  • Uso de preparações contraceptivas.

A redução de lactobacilos na vagina e o crescimento excessivo de outras bactérias nocivas é a causa mais comum de BV em mulheres grávidas. 2)

(Ler: Infecções bacterianas durante a gravidez. )

Sintomas de vaginose bacteriana (VB) durante a gravidez

As mulheres grávidas não encontram os sintomas visíveis da BV. No entanto, alguns sinais de vaginose bacteriana (VB) durante a gravidez incluem:

  1. Corrimento vaginal anormal (cor cinza ou branco)
  1. Odor de peixe de corrimento vaginal
  1. A descarga geralmente é fina e escura.
  1. Prurido ou irritação da área vaginal externa.
  1. Micção dolorosa (3)

Efeitos colaterais da vaginose bacteriana (BV) durante a gravidez

Segundo numerosos pesquisadores, o problema da vaginose bacteriana pode ter várias conseqüências não intencionais. Alguns dos efeitos negativos são:

  • Ruptura prematura de membranas

(Ler: Maneiras de prevenir a infecção por fungos durante a gravidez )

Como a vaginose bacteriana (BV) afeta o bebê recém-nascido?

As mulheres grávidas com VB são mais propensas a dar à luz bebês prematuros ou com baixo peso. O baixo peso ao nascer indica que o bebê pesa menos de 5,5 libras ao nascimento.

Diagnóstico de vaginose bacteriana (VB) durante a gravidez

Durante o diagnóstico médico, o médico examinará cuidadosamente o corrimento vaginal. Para verificar as evidências do médico da BV:

  • Examine a descarga da vagina sob um microscópio médico.
  • Verifique a acidez do corrimento vaginal.
  • Detecta produtos químicos odoríferos liberados por bactérias.

O diagnóstico de corrimento vaginal examina as características das "células-chave" (células revestidas com bactérias que circundam a vagina). 4)

Tratamento de vaginose bacteriana (BV) durante a gravidez

Existem muitos tratamentos específicos para vaginose bacteriana em mulheres grávidas que incluem:

Clindamicina 300 mg ou Metronidazol 500 mg. Os medicamentos podem ser tomados duas vezes por dia durante sete dias.

Clindamicina 5g ou Metronidazol podem aliviar a irritação vaginal. No entanto, estes são medicamentos tópicos e não podem controlar as complicações da gravidez. (5)

(Ler: Sintomas de herpes durante a gravidez )

Prevenção de vaginose bacteriana (BV) durante a gravidez

Existem muitas maneiras de prevenir ou reduzir os efeitos da vaginose bacteriana na gravidez. Algumas dessas maneiras importantes incluem:

  • Use roupas limpas feitas de tecido de algodão.
  • Nunca sente muito tempo em um maiô molhado ou use calcinha suada.
  • Sempre troque a calcinha depois de nadar ou se exercitar.
  • Use calcinha solta e confortável para permitir a circulação de ar pela região vaginal.
  • Não use calcinha apertada, pois melhora a transpiração e o crescimento de bactérias nocivas.
  • Não use calcinha à noite. Isso ajudará a reduzir o risco de infecção vaginal.
  • Evite usar óleos de banho ao redor da vagina.
  • Evite usar detergentes fortes para lavar sua roupa de baixo de algodão.
  • Não adicione anti-sépticos químicos, sabões sintéticos, banhos de espuma perfumados ou xampus à água do banho, a menos que aprovado pelo seu médico.
  • Não use jatos ou jatos de água para limpar sua vagina. Não lave a vagina, pois pode causar complicações.
  • Depois de usar o banheiro, limpe a frente e as costas corretamente com papel de seda limpo. Impedirá a propagação de bactérias da vagina. 6)

Complicações da vaginose bacteriana durante a gravidez

A vaginose bacteriana (BV) durante a gravidez pode causar alguns sérios riscos à saúde, como:

  • Aumente suas chances de contrair o HIV se estiver fazendo sexo com uma pessoa infectada pelo HIV.
  • Se você tem BV, aumenta suas chances de dar à luz um bebê prematuro ou subdesenvolvido.
  • Aumente os riscos de outras doenças sexualmente transmissíveis, como clamídia e gonorréia. Bactérias nocivas também podem levar à doença inflamatória pélvica (DIP). Em tal condição, uma mulher pode não ser capaz de dar à luz um bebê.

(Ler: Causas de DSTs durante a gravidez )

  • A transmissão da infecção ocorre da placenta da mãe para o feto e pode levar à morte fetal intra-uterina.
  • Desenvolvimento de uma infecção dolorosa do útero (útero) após o parto (endometrite pós-parto) (7)

Se você sofre de vaginose bacteriana, tome as precauções necessárias e consulte o seu médico para superar o problema de vaginose bacteriana (BV). Se você tiver mais complexidades, procure aconselhamento médico profissional imediatamente.

Você sofreu de vaginose bacteriana durante a gravidez? Quais sintomas você sofreu? Que medidas preventivas você tomou? Conte-nos sua história aqui. Gostaríamos muito de ouvir de você. Comente abaixo!

Artigos recomendados:

Os comentários são moderados pela equipe editorial da MomJunction para remover qualquer comentário pessoal, abusivo, promocional, provocador ou irrelevante. Também podemos remover hiperlinks nos comentários.

As próximas duas guias alteram o conteúdo abaixo. Momjunction Momjunction FaceBook Pinterest Twitter Porca <img style = "display: none;" expr: src = "https://dinerados.com/wp-content/uploads/2019/11/1573916704_237_5-sintomas-graves-de-la-vaginosis-bacteriana-VB-durante-el.jpg” alt=”foto principal”/>