5 erros de mamadeira para evitar estritamente com seu bebê

5 erros de mamadeira para evitar estritamente com seu bebê

Última atualização em 13 de dezembro de 2018

Quando uma mãe está amamentando, ela não precisa se preocupar tanto com a infecção do bebê durante a amamentação. Isso ocorre porque o leite materno secretado pelo corpo da mãe é puro e todas as mães mantêm a higiene pessoal muito bem. No entanto, como a mamadeira requer o uso de materiais externos, como mamadeiras, bicos, etc., devemos tomar cuidados especiais para torná-los adequados e seguros para o bebê.

Os médicos recomendam a amamentação exclusiva nos primeiros seis meses, após os quais você pode apresentar lentamente seu bebê a alimentos sólidos. Este também é o momento em que muitos de nós recorremos à mamadeira. A alimentação de um bebê recém-nascido também é uma questão que permanece na mente das mães que optaram por alimentar os recém-nascidos com fórmula, talvez por motivos de saúde ou pessoais. Embora a amamentação seja incomparável, se você precisar iniciar a amamentação com fórmula, deve educar-se sobre a técnica correta de amamentação.

Erros para se proteger enquanto alimenta seu bebê

Existem muitos pequenos detalhes que se tornam muito importantes quando se trata de dar mamadeira ao seu bebê. Enquanto aprendemos muito com isso em movimento, há alguns aspectos da mamadeira que DEVEMOS proteger desde o início.

1. Não ser flexível sobre a frequência dos alimentos

A primeira consideração que temos em relação à mamadeira é a frequência dos alimentos. Quantas vezes você precisa alimentar um bebê com uma mamadeira? Segundo os médicos, é sempre melhor manter um horário de alimentação flexível. Isso significa que você deve alimentar seu bebê quando ele estiver com fome e não de acordo com um cronograma estabelecido.

Os bebês e a fome não seguem um padrão tão simples quanto o dos adultos, e a flexibilidade é importante para garantir que suas necessidades sejam atendidas. Pode levar um ou dois meses para se estabelecer e você pode ver uma rotina pop-up para sincronizar os feeds. Até lá, seja flexível com o tempo de alimentação.

2. Não manter as garrafas limpas o suficiente

Escusado será dizer que uma mãe é extremamente cautelosa em relação à higiene e limpeza quando se trata de seu bebê. No entanto, às vezes pode ser difícil descobrir como a limpeza é suficientemente limpa. Como regra geral, é sempre necessário esterilizar mamadeiras, anéis e mamilos antes de dar mamadeira ao bebê. Antes de usar o frasco pela primeira vez, esterilize-o em uma panela com água fervente por cerca de uma hora. Como alternativa, você pode investir em um bom esterilizador. Depois disso, é necessário deixá-lo secar e limpar com uma toalha limpa e seca. Depois de alimentar também, lave a garrafa generosamente. Não use detergentes fortes ou produtos químicos para limpá-lo.

3. Falha na escolha da posição correta de alimentação

A próxima consideração importante sobre a mamadeira é a posição da mamadeira. Aqui, você deve se lembrar de uma coisa importante o tempo todo: não tente alimentar o bebê na posição de dormir. É provável que seu bebê derrame a maior parte do leite, pois essa não é a posição ideal para se alimentar. Além disso, o leite pode fluir para o canal do ouvido médio e levar a infecções futuras. Sempre mantenha a cabeça do bebê em uma posição elevada para ajudá-lo a beber leite confortavelmente.

4. Não arrote o bebê após mamadeira

Arrotar seu bebê após a alimentação é sempre importante. Após as refeições, seu bebê pode ficar muito irritado e chateado quando engole ar enquanto se alimenta. Isso o faz sentir-se bastante desconfortável e também pode causar longos períodos de choro. Essa condição é mais comum em bebês alimentados com mamadeira do que em bebês amamentados. Portanto, para evitar tal situação, arrote com frequência. Você pode arrotar das seguintes maneiras:

  • Coloque o bebê no ombro. Segure-o próximo ao peito, olhando por cima do ombro e dê um tapinha nas costas.
  • Coloque no seu colo. Deixe seu recém-nascido sentado e seu peso inclinado para a frente contra o calcanhar da mão. Agora esfregue ou dê um tapinha nas costas dele.
  • Deite-o. Deite-o de bruços no seu colo e bata ou esfregue as costas dele.

5. Mistura de leite materno e leite em pó

Este é um estrito não! Os pediatras não recomendam que você misture a fórmula com o leite materno, pois isso pode alterar seriamente a composição da dieta do seu bebê. Também pode levar a problemas com a digestão. É aconselhável manter um leite durante a alimentação. No entanto, você pode alternar entre os dois durante diferentes mamadas do dia. Em caso de dúvida, consulte seu pediatra e siga suas instruções.

2 dicas importantes de precaução para lembrar

  • Escolha o tipo correto de garrafa

É importante que você escolha o tipo certo de mamadeira para alimentar seu bebê com mamadeira. A garrafa não deve ser muito grande ou muito pequena. Deve ter uma boa aderência. Deve ser fácil de limpar. Também deve ser feito de um material seguro e não reativo que não reaja negativamente com o leite em pó e o estrague, ou com a pele macia, delicada e macia do seu bebê.

  • Compre o tipo certo de leite em pó

Marcas diferentes de leite em pó oferecem coisas diferentes. Seu bebê pode gostar mais do sabor de uma marca em particular do que de outra. Você pode encontrar um em particular que seja mais fácil de digerir. Por outro lado, considerações práticas como prazo de validade, quantidade de embalagens e facilidade de armazenamento podem afetar sua preferência de compra.

A mamadeira pode ser complicada e pode exigir um pouco de esforço de sua parte. Não é necessariamente um processo "orgânico" ou "natural", e seu bebê precisa ser ensinado a fazê-lo (ao contrário da amamentação, onde você pode confiar em seus instintos e nos de seu bebê para cuidar da maioria). No entanto, um pouco de prática e paciência fará muito melhor. Boa sorte!