5 dicas para ajudar seu tímido Tween a lidar com a escola

5 dicas para ajudar seu tímido Tween a lidar com a escola

FlairImages / iStock

Assim que ela saiu do √īnibus, percebi que ela estava chateada.

Os ombros dela caíram com o peso da mochila e o rosto examinou a calçada enquanto ela caminhava para onde eu estava.

Quando ela se aproximou, seus olhos de onze anos olharam para mim e eu pude ver as l√°grimas pontilhando os cantos dos olhos.

Sorri com simpatia e, quando abri meus bra√ßos para abra√ß√°-la com for√ßa, eu disse: “Hoje foi dif√≠cil, hein?” Ela deu de ombros e assentiu.

“√Č t√£o dif√≠cil falar com outras pessoas, m√£e”, ela cheirou minha camisa enquanto est√°vamos na esquina.

Meu coração doeu e meus olhos se encheram de lágrimas, mais uma vez eu me perguntava como ajudar minha filha tween dolorosamente tímida a navegar na cena social complicada do ensino médio.

Desde que ela era pequena, nossa filha tem sido tímida.

Frequentemente sobrecarregada por grandes grupos e eventos familiares caóticos, ela se retirava para um silêncio sombrio enquanto tentava absorver o barulho e se sentir confortável ao seu redor.

Mas, ao longo dos anos, especialmente no ensino fundamental, sua natureza tímida raramente causava problemas na sala de aula.

Talvez porque os professores da pré-escola e do ensino fundamental estejam mais focados no compartilhamento e na interação social apropriada, nossa filha teve o benefício de ter sua timidez superada por professores gentis, dispostos a ajudá-la a ser incluída no parquinho ou no refeitório.

E as crianças pequenas perdoam particularmente uma criança que precisa de alguns minutos extras para se aquecer com os colegas de classe.

Mas uma vez que minha filha chegou aos três anos, o jogo mudou e, cada vez mais, percebo que a timidez pode dificultar ainda mais a agonia da puberdade e da adolescência.

As atividades escolares são mais focadas em socializar, e as meninas do meio podem ficar descontroladas e desanimadas em relação a uma garota que não é fácil de conversar e fazer bolhas.

Mais frequentemente, minha filha viciada em livros se contenta em se esconder atr√°s das p√°ginas de seu livro favorito, em vez de sair de sua zona de conforto e socializar com seus colegas.

E como uma mulher extrovertida e franca, sem um osso tímido no meu corpo, é doloroso vê-la lutar com o que sei muitas vezes parece incapacitante para ela.

Como qualquer sobrevivente do ensino médio dirá, o refeitório está repleto de hierarquia e regras sociais confusas.

Pode ser doloroso e solitário para uma adolescente tímida ou adolescente encontrar seu pé em uma lanchonete lotada.

Naquele dia, ela saiu do √īnibus chateada, minha filha fez outro almo√ßo em que se sentia ansiosa porque sua timidez a impedia de se sentir confiante o suficiente para iniciar uma conversa com a classe.

Como trabalhamos com algumas das inseguran√ßas dela, criamos algumas estrat√©gias √ļteis de enfrentamento:

1.

Converse com os professores da sua interpolação.

Ao alertar seus professores de que falar em p√ļblico est√° fora de sua zona de conforto, eles conseguiram criar maneiras criativas de faz√™-la sair da concha na sala de aula.

Uma professora até deu a ela uma palavra em código para usar se ela precisasse fazer uma pergunta, mas estava muito nervosa.

A maioria dos professores já teve experiência com adolescentes tímidos, e eles podem ser um recurso incrível para você quando você está perdido, ajudando seu filho a navegar por seus medos sociais.

2.

Leve um amigo para um evento social.

Enquanto minha filha adora dançar, o pensamento de ir a uma escola sozinha é paralisante para ela.

Convidar alguns amigos que vão ao baile à nossa casa antecipadamente ajuda a aliviar a tensão da noite para ela.

No momento em que deixo ela e suas amigas, ela relaxou e o som das gargalhadas femininas entrando na escola me permite saber que ela vai se divertir.

3.

Dramatização.

Minha filha e eu passamos muito tempo discutindo maneiras de iniciar uma conversa em um nível simples.

Criamos algumas frases e frases de quebra de gelo que ela pode usar para iniciar uma conversa em uma nova situação.

“Adoro a cor da sua camisa!” √© uma maneira f√°cil de uma adolescente abrir um di√°logo porque vamos ser sinceros: a linguagem da roupa √© universal para os adolescentes.

Muitas vezes, apenas ter essa frase simples pronta pode fazer toda a diferença para o seu adolescente tímido em um evento social.

4.

Tire sua “muleta”.

Quando minha filha está com vergonha, seu instinto é enfiar o nariz em um livro.

Tivemos muitas conversas sobre a linguagem corporal e como ela denota nossas inten√ß√Ķes.

Por mais que me doa faz√™-lo, tiramos o livro dela em situa√ß√Ķes sociais.

Isso não apenas a forçou a fazer contato visual com seus colegas, mas também a oportunidades de experimentar suas frases de quebrar o gelo.

E, muitas vezes, fica surpresa ao ouvir que seus colegas de classe n√£o a incomodavam porque n√£o queriam interromper sua leitura.

5.

Peça ajuda aos pais ao seu redor.

Seja um l√≠der de escoteiras, um conselheiro religioso de confian√ßa ou um treinador, seu filho adolescente interage com adultos que, sem d√ļvida, t√™m seus pr√≥prios problemas com timidez ou orat√≥ria.

Por ser honesto com a timidez de nossa filha, os adultos do mundo dela foram além para ajudá-la a superar seus medos e a se sentir mais confiante quando está longe de casa.

√Č realmente uma vila e nossa filha foi aben√ßoada com uma tribo de adultos que celebra seus sucessos sociais.

Minha filha sempre ser√° a crian√ßa quieta nas costas e, embora sua timidez dificulte as situa√ß√Ķes sociais, eu n√£o trocaria sua qualidade t√≠mida por nada.

Ela é intuitiva, introspectiva e ferozmente leal, e estamos trabalhando para encontrar maneiras de garantir que ela não se sinta prejudicada por sua timidez.

E, naqueles dias em que √© demais para ela suportar, simplesmente vou abrir meus bra√ßos e dizer: “N√£o seja t√≠mido; deixe sua m√£e te dar um abra√ßo.

‚ÄĚ