5 coisas para ensinar seus filhos sobre incêndios

5 coisas para ensinar seus filhos sobre incêndios

5 coisas para ensinar seus filhos sobre incêndios

Em 2014, havia quase 1,3 milh√£o de inc√™ndios registrados nos Estados Unidos, de acordo com a Associa√ß√£o Nacional de Prote√ß√£o contra Inc√™ndios. A cada 85 segundos, um inc√™ndio na casa era relatado. √Č assustador pensar, mas importante educar as crian√ßas sobre seguran√ßa contra inc√™ndio.

Outubro é o mês nacional de prevenção de incêndios, tornando-se um ótimo momento para os pais ensinarem as crianças a reagir adequadamente em caso de incêndio. Aqui, um chefe dos bombeiros local discute as medidas que pais e filhos podem adotar quando se trata de incêndios e segurança contra incêndios.

Entenda ‘bons inc√™ndios’ e ‘maus inc√™ndios’

Há uma diferença entre incêndios bons e ruins, diz Dan Besson, chefe dos bombeiros do Departamento de Bombeiros Van Buren, em Belleville. Um bom incêndio é controlado e supervisionado por um adulto. Fogueiras e tochas em campos terrestres são exemplos de um bom incêndio. Incêndios ruins não são atendidos. Quando se trata de fogo bom, uma idade aceitável para permitir que as crianças criem uma fogueira é de 11 anos, diz Besson, desde que supervisionada.

Conduza o EDITH

EDITH significa “exerc√≠cios de sa√≠da em casa”. Besson aconselha os pais a pratic√°-lo com as fam√≠lias, permitindo que as crian√ßas desenhem um mapa da casa. Pe√ßa-lhes para colocar onde as sa√≠das de emerg√™ncia est√£o no mapa. D√™ √† crian√ßa um cen√°rio, se o fogo estiver no banheiro e desenhe por qual porta devemos passar para escapar.

Conduza as crian√ßas pela casa e mostre onde est√£o as sa√≠das. Criar um exerc√≠cio e execut√°-lo ajuda as crian√ßas a se familiarizarem com as rotas de fuga. Pai de dois filhos, de 11 e 13 anos, Besson freq√ľentemente trabalha com seus filhos para entender EDITH. Ele acrescenta que as crian√ßas nunca s√£o jovens demais para aprender sobre inc√™ndios. √Č t√£o importante quanto conhecer o protocolo para notificar a pol√≠cia de uma emerg√™ncia.

Treinamento de extintores de incêndio

As crian√ßas n√£o apenas est√£o menos familiarizadas com os extintores, como tamb√©m os pais, diz Besson. Os pais andam de maneira consistente nos extintores passados ‚Äč‚Äčno trabalho sem prestar aten√ß√£o ao local onde est√£o localizados. “√Č uma experi√™ncia de aprendizado para (todos)”, diz ele.

Você pode comprar extintores de todos os tamanhos para várias salas. A idade certa para ensinar uma criança a usá-la depende dos pais.

Ao usá-lo, lembre-se da palavra PASS, a Associação Nacional de Proteção contra Incêndios observa:

  • Pcoloque o alfinete
  • UMAestou baixo no fogo
  • Scolocar a alavanca uniformemente
  • Schorar o extintor de um lado para o outro

Estabelecer um local de reuni√£o

Alguns incêndios são pequenos e outros grandes demais para serem controlados. Quando for difícil de gerenciar, escape de casa imediatamente. Besson diz que a escolha de um ponto de encontro evita menos mortes e feridos. Se a criança não souber onde se encontrar, corre o risco de ser pega no fogo. Isso faz com que o pai volte para resgatá-lo, diz Besson.

“Os pais podem morrer se n√£o tiverem um ponto de encontro”, diz ele.

Se um filho ou pai estiver preso em casa, eles podem correr para um quarto, colocar roupas sob a fresta da porta e abrir a janela para ventilação. Besson diz que comprar uma escada de fuga também ajuda.

Lembre-se, se as roupas de uma criança pegarem fogo, elas devem se lembrar de parar, largar e rolar. Ensine-os a cobrir o rosto com as mãos, desça e role até as chamas apagarem.

Eliminar futuros incêndios

“Os pais subestimam a capacidade dos filhos”, diz Besson. As crian√ßas pegam facilmente itens que n√£o deveriam. Aproximadamente 7.100 casas foram queimadas porque uma crian√ßa brincou com fogo entre 2007 e 2011. Os inc√™ndios resultaram em 77 mortes, 750 feridos e US $ 172 milh√Ķes em danos.

Besson aconselha os pais a se sentarem com as crian√ßas e explicar os perigos dos jogos. Se voc√™ vir uma crian√ßa com um isqueiro ou f√≥sforo, leve-a embora. “Afaste a curiosidade”, diz Besson

A maior causa de incêndio em residências é o incêndio na cozinha, diz ele. Ele acrescenta que os incêndios com graxa são os mais perigosos porque as famílias não têm certeza de como eliminá-las. Se uma criança cozinha com graxa, é melhor supervisionar ou cozinhar com ela. Nunca coloque água no fogo da graxa, acrescenta. Acende as chamas e se espalha pela casa. Coloque uma tampa na panela e remova-a do queimador.

Al√©m disso, as crian√ßas possuem v√°rios aparelhos eletr√īnicos que precisam ser carregados; portanto, mostre a eles como e onde conectar seus dispositivos. Nunca conecte um cabo de extens√£o a outro cabo de extens√£o.

“Os pais precisam ter um grande impacto no refor√ßo”, diz Besson. “Tenha uma base s√≥lida (de ensino).”